WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


:: ‘mãe’

Mãe de menina morta por disparo acidental em Vitória da Conquista será ouvida pela polícia

Correio

Delegado acredita que pai da criança pode ter tentado matar a mulher, com quem tinha brigado, e acabou atingindo a filha.

Garota chegou com vida ao hospital São Vicente, mas não resistiu aos ferimentos

A mãe da menina Maria Lorena Silva dos Santos, de dois anos, morta por um disparo acidental em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, será ouvida nos próximos dias pelo delegado Odilson Pereira da Silva, coordenador da 10ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Polícia do Interior).

Com o depoimento de Ingred Santos Silva, o delegado pretende esclarecer as circunstâncias da morte da criança ocorrida na terça-feira (3) em um dos quartos da casa da família localizada na Rua Alice Veloso, no bairro Cruzeiro. Segundo a 10º Coorpin, o pai da criança informou que ela estava mexendo no guarda roupas de seu quarto, quando deixou cair a arma de fogo, um revólver calibre 38, que estava municiado. A queda provocou o disparo acidental.

A menina foi socorrida ao Hospital São Vicente, mas não resistiu ao ferimento no abdômen e morreu logo após dar entrada. O pai dela, Danilo Gonçalves dos Santos, 22 anos, foi preso horas depois por porte ilegal de arma. Danilo relatou que possuía a arma em sua residência porque vinha sofrendo ameaça de morte por parte de um indivíduo conhecido como “Bizinho”.

:: LEIA MAIS »

Mãe de Joanna pede a testemunhas que liguem para Disque-Denúncia

do G1

Ela deu entrevista no programa Ana Maria Braga nesta manhã. Delegado responsável pelo caso classifica investigação como ‘dificílima’.

A mãe da menina Joanna Cardoso Marcenal Marins, de 5 anos, Cristiane Marcenal, fez um apelo, na manhã desta terça-feira (17), às testemunhas do caso, para que liguem para o Disque-Denúncia, a fim de ajudarem a esclarecer o caso da morte da menina. Cristiane, que é médica cardiologista, deu entrevista ao programa Mais Você da apresentadora Ana Maria Braga.

“Todas as pessoas que estiveram com ela no período em que eu não a vi, se viram qualquer coisa, alguma testemunha se ela se machucou, que por favor denunciem, tem o Disque-Denúncia”, pediu ela.

Joanna passou quase um mês em coma e morreu no início da noite de sexta-feira (13). Desde o nascimento da menina, os pais brigaram na Justiça para ficar com a filha. O pai, o funcionário público André Marins, estava com a guarda desde maio.O padrasto de Joanna, Ricardo Ferraz, acompanhou a mulher no programa. Cristiane voltou a afirmar que a menina nunca teve convulsões, como o pai afirma.

Segundo ela, nenhum dos três hospitais pelos quais a menina passou registrou os ferimentos no corpo de Joanna. Cristiane viu as lesões quando a filha já estava em coma. “Só quando eu fui vesti-la é que vi que ela estava machucada”, disse. A reportagem telefonou para o advogado Luis Guilherme Vieira, que representa André, mas não obteve retorno. :: LEIA MAIS »

Parentes e amigos fazem passeata no aniversário da menina desaparecida Marcelly Yasmim

da TV Sudoeste/ Blog do Marcelo

A festa de aniversário de Marcelly Yasmim, desaparecida há 4 dias, foi substituída por uma passeata nesta tarde. A menina completa 6 anos hoje. Amigos e familiares de Marcelle foram às ruas de Vitória da Conquista, com cartazes e em busca de notícias.

Adolescente acorrentado pela mãe será internado em clínica para tratar vício

O adolescente de 13 anos que foi acorrentado dentro de casa pela mãe para mantê-lo longe do vício no crack será internado em uma clínica de Sumaré, a 118 km de São Paulo. O tratamento foi oferecido pelo dono da clínica, e o transporte será realizado pela Prefeitura de Piracicaba, a 162 km da capital paulista, onde a família mora.

A mãe do garoto esteve no Conselho Tutelar e foi informada sobre a clínica que ofereceu o tratamento de graça para a família. “Uma pessoa que prefere não se identificar, que é diretor de uma clínica, nos ligou oferecendo o tratamento para o adolescente, inclusive ele deixou claro que esse tratamento deve ser extensivo a toda a família”, contou a conselheira tutelar Zélia dos Reis.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia