WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘Jose Sarney’

Lula se irrita com pergunta sobre Sarney e manda repórter ‘se tratar’

Leonencio Nossa, enviado especial/Estadão

ESTREITO (MA) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou profundamente irritado, nesta tera-feira, 30, em Estreito (MA), com uma pergunta do Estado sobre sua relação com o grupo do senador José Sarney (PMDB-AP) no Maranhão. A reportagem indagou se a visita era uma forma de “agradecer o apoio da oligarquia Sarney” ao seu governo. Para Lula, a pergunta foi “preconceituosa”.

“Agradeço, agradeço… e a pergunta preconceituosa como esta é grave para quem está há oito anos cobrindo Brasília. Demonstra que você não evoluiu nada. O presidente Sarney é presidente do Senado… preconceito é uma doença. O Senado é uma instituição autônoma diante do Poder Executivo, da mesma forma o Poder Judiciário. O Sarney colaborou muito para a institucionalidade. E ademais é o seguinte: o Sarney foi eleito pelo Amapá, eu não sei por que o preconceito. Você tem de se tratar, quem sabe fazer uma psicanálise para diminuir o preconceito”, disse o presidente ao repórter. :: LEIA MAIS »

Sarney ressalta que é prioridade votar Ficha Limpa até junho

Agência Brasil/ Estadão

BRASÍLIA – Independentemente do posicionamento do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de querer discutir de forma mais detalhada o Projeto Ficha Limpa e, se for o caso, apresentar emendas, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse nesta quinta-feira, 13, que a matéria é prioritária e vai colocá-la em votação. O objetivo é encaminhar a matéria para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva antes do dia 9 de junho, quando termina o prazo para que possa valer já nas eleições deste ano.

“O problema do (Projeto) Ficha Limpa é que se trata de uma aspiração nacional e de uma necessidade”, disse o senador. Para apressar a tramitação do projeto no Senado, José Sarney disse que convocará todos os líderes partidários, na semana que vem, para tentar um acordo que permita votar o projeto o mais rápido possível.

Sarney deixou claro que diverge de Jucá quanto ao projeto. “O senador Romero Jucá tem uma posição que, com certeza, não é a minha”, afirmou. O presidente do Senado acredita que a intenção de debater com calma a votação do projeto não é uma posição do governo Luiz Inácio Lula da Silva.

O parlamentar destacou que, ao contrário de uma postura reticente do Executivo sobre o projeto, tem percebido “manifestações de simpatia”. “Essa é uma questão que não é partidária, mas de consciência. Não vi até agora uma posição do governo (referente à apreciação do projeto)”.

:: LEIA MAIS »

Sarney admite ter ‘relações pessoais’ com Arruda

Leandro Colon / BRASÍLIA – O Estado de S.Paulo

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), admitiu há pouco que tem “relações pessoais” com o ex-governador José Roberto Arruda, mas negou ligações políticas e não quis comentar o conteúdo do manuscrito, feito por Arruda, em que a expressão “Sarney” surge numa contabilidade de caixa dois da campanha de 2006 ao lado do termo “250/150 PG”, conforme matéria publicada nesta quinta-feira, 29, no jornal O Estado de S.Paulo.

 

“Fomos colegas aqui no Senado. Temos relações pessoais, mas não políticas. Eu sempre pertenci ao PMDB e minhas ligações com o PMDB são com o governador Roriz”, disse Sarney, em entrevista aos jornalistas ao chegar no Senado.

Na campanha de 2006, o ex-governador Joaquim Roriz, citado por Sarney, foi apoiado por Arruda na sua candidatura ao Senado. Arruda foi eleito governador. Segundo depoimentos de Durval Barbosa, delator do esquema do “mensalão” do DEM”, foi Roriz quem autorizou, quando ainda era governador, a arrecadar fundos do seu governo para ajudar na campanha de Arruda. :: LEIA MAIS »

Hillary se reúne por 40 minutos com Sarney e Temer

BRASÍLIA – A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, se encontrou hoje, por 40 minutos, com os presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), no Congresso Nacional. Ela deixou a reunião direto para o Palácio do Itamaraty, onde se encontrará com o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim.
Na pauta, estão temas como mudança do clima, promoção da igualdade racial, negociações na Organização Mundial de Comércio (OMC), cooperação trilateral com o Haiti e com países africanos e reforma da Organização das Nações Unidas (ONU). A secretária ainda tem agendado para hoje encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. :: LEIA MAIS »

Relatório dos EUA sobre corrupção no Brasil cita Arruda e Sarney

SÃO PAULO – O Departamento de Estado norte-americano divulgou nesta segunda-feira, 1º, um relatório sobre a situação do combate às drogas no mundo, no qual afirma que a corrupção no Brasil é “preocupante” e a investigação casos de corrupção no governo é “lenta”, com “poucas prisões”. A divulgação do relatório ocorre um dia antes do início da visita da secretária de Estado, Hillary Clinton, ao País. O relatório, que faz uma análise da situação das drogas e da lavagem de dinheiro no mundo em 2009, cita o presidente do Senado, José Sarney (PMDB), e o governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, como exemplos de casos de corrupção no País. :: LEIA MAIS »


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia