WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘helio costa’

Empresário abre o jogo e solta o verbo: Grana do lobby era para Dilma, Erenice e Hélio Costa

G1

Empresário Rubnei Quícoli, pivô de escândalo, dá entrevista ao G1. Todos os citados por ele negam irregularidades.

O empresário Rubnei Quícoli, de 49 anos, que acusa pessoas ligadas a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra de tráfico de influência e cobrança de propina, disse em entrevista na tarde desta quinta-feira (16), que parte do dinheiro que o grupo tentava arrecadar para interceder por um empréstimo junto ao BNDES tinha como objetivo saldar dívidas da candidata à Presidência Dilma Rousseff, de Erenice e do ex-ministro e candidato ao governo de Minas Gerais Hélio Costa.

Em nota, Costa diz que a denúncia é caluniosa. Dilma e Erenice também negam a acusação. E o PT informou que deseja que a Polícia Federal investigue a acusação de que o dinheiro iria para campanha. Em e-mail recebido pela reportagem às 18h, Costa divulgou a seguinte nota: “O senador Hélio Costa repele a tentativa de um indivíduo de reputação comprometida por envolvimento com roubo de carga e receptação de dinheiro falso de envolver o nome da ex-ministra Dilma Rousseff e o dele, Hélio Costa, numa denúncia caluniosa. ‘A quem interessa essa calúnia a duas semanas da eleição?’, questiona Costa. O senador afirma que vai processar o caluniador. Assessoria de Comunicação da coligação ‘Todos Juntos por Minas’”.

A ligação de Quícoli com o caso começou na parceria que ele conta ter feito há mais de dois anos com a empresa EDRB, de Campinas, para buscar interessados na construção de uma usina de energia solar. Ele disse que a proposta de pagar R$ 5 milhões para obter o empréstimo de R$ 9 bilhões do BNDES ocorreu em 2010, alguns meses após ele ter se negado a assinar um contrato com a empresa Capital, consultoria ligada a Israel e Saulo Guerra, filhos de Erenice. “O Marco Antônio (ex-diretor dos Correios) chegou para mim e falou que esses R$ 5 milhões eram para apagar o incêndio da turma, dívidas da Dilma, da Erenice e do Hélio Costa”, disse.

“Depois que eu falei que não ia entregar esse dinheiro, o Israel se manifestou através do Vinícius (ex-assessor da Casa Civil) e do Marco, dizendo que, se não colocasse o dinheiro disponibilizado, que não teria mais o aporte financeiro para a EDRB. E foi exatamente isso que aconteceu.” Nos últimos dias, a reportagem tenta localizar Marco Antônio, mas não obteve sucesso.

:: LEIA MAIS »

Aécio diz que eleição em MG se tornou plebiscitária

Eduardo Kattah/BELO HORIZONTE – O Estado de S.Paulo

A exemplo da disputa pela Presidência, a sucessão estadual em Minas Gerais se tornou uma eleição plebiscitária, conforme avaliou o ex-governador Aécio Neves (PSDB). Após um jantar na noite de quarta-feira, 8, oferecido por profissionais do setor cultural em apoio ao governador tucano Antonio Anastasia, candidato à reeleição, Aécio evitou rebater as críticas feitas à gestão do PSDB no Estado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para o ex-governador, a decisão do eleitor, seja no plano federal ou estadual, se dará pela continuidade ou não dos projetos em vigor. :: LEIA MAIS »

Hélio Costa se declara o representante do ‘pós-Aécio’

Alan Marques/Folha

Hélio Costa lida com Aécio do mesmo modo que Serra trata Lula: ‘É parecido, de fato’

 Candidato do PMDB ao governo de Minas Gerais, o senador Hélio Costa adotou no Estado o discurso da continuidade. Em entrevista ao blog, disse que não vai ao palanque como opositor da gestão tucana de Aécio Neves: “Queremos ser o pós-Aécio. Não necessariamente para continuar apenas, mas para aperfeiçoar”.

 Nesta terça (8), a Executiva do PT-MG reuniu-se extraordinariamente. Depois, levou à web uma resolução na qual ratifica o apoio a Hélio Costa, imposto pela direção nacional na véspera. Para o candidato, a unidade “já foi alcançada”. Abaixo, a entrevista:

  :: LEIA MAIS »

PT e PMDB confirmam pré-candidatura de Hélio Costa ao governo de MG

E-band

Na tarde desta segunda-feira, o PT e PMDB confirmaram a pré-candidatura oficial do senador Hélio Costa (PMDB), para disputar o governo do Estado de Minas Gerais. O anúncio foi feito pelo presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, José Eduardo Dutra, no gabinete da presidência do PMDB, em Brasília, após reunião com lideranças dos dois partidos. Antes da reunião, Costa anunciou em sua página do Twitter a confirmação.

 “O PMDB tem sido e vai continuar sendo um aliado do governo do presidente Lula. A construção dessa aliança em Minas Gerais é importante e, estando juntos, nós temos a certeza de que podemos praticamente garantir a vitória da nossa candidata à Presidência, Dilma Rousseff”, disse o senador após ser confirmado como o candidato da base aliada em Minas.

O senador informou ainda que sua candidatura vai reforçar a aliança entre as duas legendas. “Vamos ter outra figura muito importante do PT de Minas Gerais como vice”, disse. :: LEIA MAIS »

Hélio Costa transfere TV para filho de Jucá

O ministro das Comunicações, o senador licenciado Hélio Costa (PMDB-MG), publicou uma portaria que transfere um canal de televisão para o filho do líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), seu colega de partido. A TV Caburaí pertenceu, de 1990 até 24 de janeiro de 2010, à Fundação de Promoção Social e Cultural do Estado de Roraima. Com a Portaria 1.030, Hélio Costa transferiu a permissão de exploração do canal 8 para a Buritis Comunicações Ltda., empresa em que 95% das cotas pertencem a Rodrigo de Holanda Menezes Jucá, filho de Romero Jucá . :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia