WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


agosto 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘grécia’

Navio com 148 brasileiros que deixaram a Líbia chega na Grécia

Estadão

Embarcação partiu da cidade de Benghazi na manhã deste sábado, depois de um atraso em decorrência do mau tempo e do mar agitado na costa do país.

O navio com 148 brasileiros que deixaram a Líbia em meio à onda de protestos e violência pelo país desembarcou no porto de Pireu, em Atenas, na Grécia, por volta das 7h20 do horário local (2h no horário de Brasília) deste domingo, 27. No total, segundo a agência AFP, estavam na embarcação 390 pessoas de várias nacionalidades, como filipinos, britânicos, portugueses, holandeses e tunisianos.

Os brasileiros são funcionários da construtora Queiroz Galvão, que fretou a viagem. Da Grécia, eles devem ainda na noite de hoje devem retornar ao Brasil de avião. Segundo o Itamaraty, o voo é fretado pela Queiroz Galvão, mas ainda não foi confirmado o dia e horário de partida.

O navio partiu da cidade de Benghazi na manhã deste sábado, depois de um atraso em decorrência do mau tempo e do mar agitado na costa do país. Conforme a Agência Brasil, a embaixada do Brasil na Grécia prestará serviços de assistência, como o fornecimento da segunda via de passaporte e autorização de retorno ao País, no caso daqueles que não tiverem documentos.

Grécia faz história e vence pela primeira vez nas Copas

 

 

 

Gazeta Esportiva

Treinador mais velho na África do Sul-2010, o alemão Otto Rehhagel, de 71 anos, parece predestinado a alcançar feitos importantes pela Grécia. Há seis anos, o comandante levou o país ao inédito título da Eurocopa. Nesta quinta-feira, fez parte do time grego que venceu pela primeira vez em uma Copa do Mundo. A vítima: a Nigéria, derrotada de virada por 2 a 1, no estádio Free State, em Bloemfontein.Antes da partida, a Grécia nem sequer havia marcado um gol em Mundiais. Contudo, Salpingidis e Torosidis fizeram a torcida soltar o grito engasgado na garganta diante de um rival que atuou com um a menos desde a etapa inicial – pela expulsão de Kaita.

O resultado deixa a Argentina na liderança isolada do grupo B (seis pontos) e bem próxima da classificação para as oitavas de final. Os gregos estão com três ao lado da Coreia do Sul. A Nigéria segue sem pontuar. Todos os integrantes da chave permanecem com chances.

Na última rodada do grupo B, a Grécia decide seu futuro contra a Argentina, em Polokwane. Já a Nigéria encerra a participação na primeira fase diante da Coreia do Sul, em Durban. As partidas estão marcadas para o dia 22 (terça-feira).

JogoA Grécia iniciou o confronto sem demonstrar qualquer evolução em relação à derrota contra a Coreia do Sul. Sem criatividade no meio-campo, a campeã da Europa de 2004 parecia um bando desorganizado. O time do técnico Otto Rehhagel não fazia jus à vaga no Mundial. :: LEIA MAIS »

Setor de frango já sente efeitos da crise grega

Tribuna da Bahia

A crise grega, que se espalhou também por outros países da Europa, começa a afetar o Brasil. Um dos principais setores de exportação, o de frango, já sente a retração das vendas neste ano. É o que deverá mostrar os dados da Ubabef (União Brasileira de Avicultura) a serem divulgados hoje. Os europeus compraram 15% menos frango dos brasileiros nos quatro primeiros meses deste ano em relação a igual período anterior. Na avaliação dos europeus, essa queda foi provocada pela crise grega, que está freando o consumo interno.

Francisco Turra, presidente-executivo da Ubabef, não descarta, porém, uma busca de proteção do mercado. Para proteger os produtores locais, os europeus criaram medidas unilaterais e querem adotar um novo sistema de cotas. :: LEIA MAIS »

Após pacote para conter a crise, Bolsas europeias disparam e euro supera US$ 1,30

As bolsas europeias dispararam nesta segunda-feira nos primeiros compassos da negociação, enquanto o euro superava US$ 1,30, em ambos os casos apoiados pelo pacote financeiro que a União Europeia (UE) acertou para garantir a solvência da zona do euro.

Londres subia 4,2%, Frankfurt 4,1%, Paris 6%, enquanto Milão 7,4% e Madri 10,7% na renda variável europeia.

Todos os setores das bolsas de valores apresentavam lucro, lideradas pelos bancos (12,1%), pelas seguradoras (8,8%) e pelas companhias de construção e materiais (6,4%).

A moeda única europeia era negociada a US$ 1,3040, três centavos de dólar acima do fechamento da sexta-feira.

Na semana passada o temor de que a crise de endividamento da Grécia contagiasse outros países como Portugal e Espanha arrastou o euro abaixo de US$ 1,26, fazendo alguns mercados de valores perder mais de 10% como Atenas (12,8%), Madri (13,8%), Paris (11,1%) e Lisboa (10,6%).

:: LEIA MAIS »

FMI aprova empréstimo de € 30 bilhões à Grécia

Agência Estado

WASHINGTON – O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou neste domingo, 9, um empréstimo de € 30 bilhões, com prazo de três anos, para a Grécia. O montante representa o maior empréstimo já concedido pelo fundo a um único país, e faz parte de um pacote de € 110 bilhões formulado em conjunto com a União Europeia (UE), para ajudar o governo grego a solucionar os problemas fiscais do país. O maior obstáculo para a liberação do pacote foi removido na sexta-feira, quando o Parlamento da Alemanha aprovou um empréstimo de até € 22,4 bilhões para o país.
Petros Karadjias / AP - 9/5/2010
Petros Karadjias / AP 

De acordo com os termos do pacote de resgate, a Grécia terá de reduzir seu déficit orçamentário para 8,1% do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, depois de registrar um recorde de 13,6% do PIB no ano passado. Até o final de 2014, a taxa terá que ficar abaixo do teto estabelecido pela União Europeia, de 3% do PIB.

Segundo o FMI, essas medidas devem ajudar o país a sair de sua delicada situação fiscal. Os mercados, no entanto, não acreditam que a Grécia terá a disciplina necessária para levar adiante as reformas exigidas e que a economia do país não crescerá o suficiente para garantir o pagamento dos empréstimos dentro dos prazos.

Muitos temem que os problemas enfrentados pelo governo grego contagiem outros países da zona do euro, como Espanha e Portugal. Evitar um contágio é o principal motivo pelo qual ministros das finanças da União Europeia discutem neste domingo um “mecanismo de estabilidade”, que poderia estar em vigor antes da reabertura dos mercados na segunda-feira.

:: LEIA MAIS »

Países europeus aprovam ajuda à Grécia

O Globo, com agências

BRUXELAS – Depois da Alemanha, outros países da Europa deram aval ao pacote de ajuda à Grécia. França, Itália, Portugal e Holanda aprovaram suas cotas no empréstimo de 110 bilhões de euros (US$ 140 bilhões) que o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a União Europeia (UE) prometeram à Grécia nos próximos três anos. O governo da Espanha aprovou sua cota por decreto, com a votação parlamentar formal marcada para a próxima semana.

A contribuição da alemanha aguarda apenas a assinatura do presidente, Horst Koehler, depois da aprovação dada pelos parlamentares nesta sexta-feira. A ajuda alemã representará 22% do pacote. Juntas, França e Itália respondem por um terço.

A contribuição inicial da Itália será de 5,5 bilhões de euros, mas, ao longo de três anos, será alocado um total de 14,8 bilhões de euros, conforme o decreto aprovado pelo Gabinete da Itália. A informação é da agência italiana Ansa. O decreto tem efeito imediato, mas somente deve ser aprovado pelo Parlamento dentro de 60 dias.

O Senado da França aprovou no fim da noite de quinta-feira a contribuição do país ao pacote de ajuda da União Europeia (UE) para a Grécia, tal como se esperava, abrindo caminho para que os fundos estejam disponíveis nos próximos dias. A França pode emprestar até 16,8 bilhões de euros (22,5 bilhões de dólares) à Grécia durante os próximos três anos, com 3,9 bilhões de euros disponíveis em 2010.

:: LEIA MAIS »

Dólar sobe 5,3% e encosta em R$ 1,90 com crise na Grécia; Bovespa cai 0,56%

A taxa de câmbio brasileira volta a oscilar nos patamares mais altos deste ano, em meio à tensão mundial com a crise na Grécia. O parlamento grego aprovou nesta quinta-feira o rigoroso plano de austeridade fiscal, que prevê cortes de gastos públicos e foi alvo de manifestações populares ontem e hoje no país mediterrâneo.

No mercado de câmbio doméstico, o dólar comercial é cotado por R$ 1,894, em um avanço de 5,28%. A taxa de risco-país marca 228 pontos, número 6,54% acima da pontuação anterior.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) amarga perdas de 0,56%, aos 64.551 pontos. O giro financeiro é de 5,47 bilhões.

O nervosismo também se espalha pelas demais Bolsas de Valores. Na Europa, o índice FTSE, da Bolsa londrina, retraiu 1,51% no fechamento; em Frankfurt, o índice Dax caiu 0,85%. :: LEIA MAIS »

Grécia pede ativação de ajuda financeira de US$ 60 bi

O primeiro-ministro da Grécia, Giorgos Papandreou, pediu na manhã desta sexta-feira a ativação do mecanismo de ajuda FMI-União Europeia no valor de 45 bilhões de euros (cerca de US$ 60 bilhões).

Papandreou fez o anúncio pela televisão, pouco antes da viagem a Washington de seu ministro das Finanças, Giorgos Papaconstantinou, que se encontrará sábado com o diretor-geral do FMI (Fundo Monetário Internacional), Dominique Strauss-Kahn.

“A ativação do mecanismo [de ajuda financeira] é uma necessidade nacional, e por essa razão ordenei ao ministro das Finanças que faça todos os trabalhos necessários”, disse o primeiro-ministro. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia