WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


:: ‘governo da bahia’

Chinesa JAC Motors formaliza acordo para se instalar em Camaçari

 

A Tarde
Com investimento de US$ 1,3 bilhão, fábrica vai gerar 13,5 mil postos de trabalho

Uma década após a instalação da fábrica da Ford, a Bahia formaliza, nesta quarta-feira (16), o acordo que vai trazer a segunda planta automotiva para o Polo Industrial de Camaçari. Com um investimento estimado em US$ 1,3 bilhão, a chinesa JAC Motors definiu o Estado como a porta de entrada para a conquista do Brasil. Quando entrar em funcionamento, em 2014, a montadora deverá gerar 3,5 mil empregos diretos e outros 10 mil indiretos para produzir 100 mil carros por ano.

O espaço físico que a fábrica deverá ocupar é semelhante ao ocupado atualmente pela Ford, de aproximadamente 5 milhões de metros quadrados. Ontem, o governador Jaques Wagner disse, no programa Conversa com o Governador, que viajará à China em 10 de dezembro para visitar a fábrica.

Um efeito da chegada da JAC que poderá ser notado ainda no primeiro trimestre do próximo ano, é que a empresa tem a expectativa de passar a importar os veículos pela Bahia entre fevereiro e março. “Inicialmente, farão isso numa estrutura provisória, mas vamos preparar o Terminal da Ford”, explica o secretário da Indústria, Comércio e Mineração (SICM), James Correia.

Futuramente, diz ele, o terminal será ampliado, com um investimento de R$ 100 milhões, para atender as duas montadoras e outras, também interessadas em operar no Estado. “Ao contrário do que dizem, estamos sim na disputa pela fábrica da Volkswagen”, garante James Correia. E de outras, também, “com chances muito boas”.

Secretário da Agricultura sinaliza instalação de grande torrefadora de café na região de Vitória da

A TARDE

Governo da Bahia tem planos para incentivar o aumento na produção da comoditie no Estado.

Quinto maior produtor de café do Brasil, a Bahia prepara-se para ser a maior distribuidora do produto torrado para a região Nordeste do País. A perspectiva otimista é do secretário estadual da Agricultura, Eduardo Salles, e se sustenta na recente inauguração, em Salvador, de uma unidade do Grupo Sara Lee – reconhecida como uma das maiores torrefadoras de café do mundo – e na possibilidade de inauguração de uma segunda unidade na região de Vitória da Conquista.

Produção – “A agroindustrialização é uma realidade que vem despontando na Bahia”, anima-se o secretário. Segundo ele, durante a conversa para a implantação da unidade de Conquista, representantes da Sara Lee já solicitaram o aumento da produção de café no Estado. Com produção anual de cerca de dois milhões (a safra estimada para 2011 é de 2,25 milhões) de sacas de café, a Bahia se posiciona entre os cinco maiores produtores do Brasil.

De acordo com levantamento elaborado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção da safra cafeeira na Bahia em 2011 é superior em 8% à obtida na safra 2010. Os dados confirmam a tendência de crescimento apresentada na primeira previsão divulgada no mês de janeiro.

Conquista será transformada em Região Metropolitana

Ascom | Serin

O Governo do Estado vai iniciar uma série de estudos para ser realizado um enquadramento legal e, dessa forma, ver a possibilidade de viabilização da Região Metropolitana de Vitória da Conquista. O tema foi discutido em reunião realizada na Secretaria de Relações Institucionais, na manhã desta segunda-feira (05/09).

As secretarias do Desenvolvimento Urbano (Sedur) e Planejamento (Seplan), a Casa Civil e a Superintendência de Estudos Econômicos (SEI) terão equipes especializadas para fazer esse levantamento. A iniciativa decorre de um anseio antigo da população da região e da própria cidade, que possui mais de 300 mil habitantes e é considerada a capital do Sudoeste Baiano.

A Região Metropolitana de Vitória da Conquista deverá ser a terceira do Estado, que já conta com a Região Metropolitana de Salvador (RMS) e a Região Metropolitana de Feira de Santana (RMFS), criada no mês de julho e que conta com a participação de seis municípios.

Estiveram presentes na reunião o Deputado Marcelino Galo, autor do projeto que cria a região, o secretário de Relações Institucionais Cezar Lisboa, o diretor administrativo, Emilson Piau, o chefe de gabinete, Pedro Alcântara, além de assessores do deputado e da Serin.

Os estudos vão procurar verificar a melhor forma de implantação de uma Região Metropolitana e devem avaliar a possibilidade de apresentar emendas ao Estatuto da Metrópole, em análise no Governo Federal, procurando adequá-las às realidades urbanas de cidades do Norte e Nordeste do País.

Bandas com letras maliciosas podem deixar de receber verba pública do Governo da Bahia, diz deputada

O Globo

“Não se pode naturalizar a violência e o desrespeito”, defende deputada. “É só uma brincadeira”, argumenta vocalista de banda de pagode.

Banda LevaNoiz: Lei na Bahia impedirá que bandas com músicas de duplo sentido recebam patrocínio público.

“Olha, mulher é igual a lata, um chuta e outro cata, um chuta e outro cata…eu chutei, você catou”. Músicas como esta, que fazem o sucesso de várias bandas de pagode na Bahia, estão na mira da Assembleia Legislativa.

A deputada estadual Luiza Maia (PT-BA) impetrou um projeto na Casa que prevê a proibição de financiamento público para bandas e artistas que incentivem a violência e o preconceito contra as mulheres.

Se o projeto for aprovado, o Governo do Estado e as prefeituras baianas ficarão proibidos de contratar artistas com repertório que desvalorize ou exponha as mulheres a constrangimentos. Ela já ganhou o apoio de dez deputadas da Casa e mantém um abaixo-assinado na internet para pedir apoio ao projeto. “Você não pode estar deixando normalizar, como se fosse natural a violência, o desrespeito e a desvalorização da mulher”, defende a deputada.

Os músicos não concordam com o projeto lei e argumentam. De acordo com Robson Costa, vocalista da banda Black Style, tudo não passa de uma brincadeira. “As mulheres interpretam de uma forma assim, como uma brincadeira, sabe? Zoar uma da outra. É sempre uma brincadeira de dançar e de coreografar”, acredita. :: LEIA MAIS »

Aliados de Wagner demonstram instatisfação com distribuição de cargos

TRIBUNA DA BAHIA

Passado o impacto da reforma administrativa e início da gestão dos novos titulares nas secretarias do estado, o governo segue com a complexa tarefa de distribuição e nomeação de cargos do segundo e terceiro escalão. Nos bastidores da Assembleia Legislativa, deputados da base aliada demonstram insatisfação com a morosidade do anúncio e os critérios adotados na divisão.

A demora na repartição dos cargos seria justificada pela espera das negociações em âmbito nacional, até porque a acomodação em plano local se daria em comum acordo com as decisões na instância federal. A assessoria do governo nega que haja clima de contrariedade entre os partidos que compõem a aliança e o governador Jaques Wagner (PT). Em toda a Bahia são aproximadamente 400 cargos regionais e municipais a serem preenchidos com a indicação do governo.

Nos bastidores, interlocutores do Executivo e do Legislativo deixam claro o descontentamento gerado pelas normas de divisão. “Estabeleceu-se critérios de votação do parlamentar e da legenda, o que provocou muita reclamação.

Até o próprio PT, que está ganhando muitos cargos, tem reclamado”, confessou um deputado, que logo em seguida deixou escapar uma dúvida. “Resta saber se essa reclamação do PT é estratégia para conformar os demais que pertencem à base ou se é porque eles estão insatisfeitos mesmo”, acrescentou.

Segundo o mesmo parlamentar, o governo deixou de fora da conta muitos cargos considerados pelos deputados, a exemplos daqueles que seriam ligados à Cesta do Povo, aos hospitais e à segurança pública.

:: LEIA MAIS »

Pacto pela Vida prevê Campanha de desarmamento na Bahia

REDE BAHIA | G1

O governo baiano vai implantar postos de coleta de armas e munições. Campanha do desarmamento quer diminuir a violência.

A assinatura nesta segunda-feira (6), do Pacto pela Vida entre o governo da Bahia e Ministério da Justiça, prevê também,  o lançamento da campanha de desarmamento no Estado com a implantação de postos de coletas. Estes postos de coleta de armas de fogo, acessórios e munição, será feito em parceria com os municípios e representantes da sociedade civil.

A campanha prevê ainda, a capacitação dos profissionais de segurança pública estaduais para o recebimento destas armas e a disponibilização de material gráfico para realização da campanha no estado. Atualmente, a entrega de armas, acessórios e munição pode ser feita nas unidades da Polícia Federal de Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Ilhéus e Porto Seguro.

A campanha Nacional do Desarmamento 2011 tem como objetivo,  mobilizar a sociedade brasileira para retirar de circulação o maior número de armas de fogo possível e contribuir para a redução da violência no País.

 

Professores e estudantes da Uesb vão às ruas de Conquista nesta quinta

ASCOM | ADUSB

Os professores da Universidade estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), em greve desde o dia 05 de abril e salários cortados desde o dia 28 de abril, realizarão

Tendência interna do PT quer espaço no 1º escalão do governo Wagner

A Tarde

Deverá ser por meio da Secretaria de Políticas para as Mulheres, a ser criada a partir do desmembramento da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial e Política para as Mulheres, que a Articulação de Esquerda (AE), tendência interna do Partido dos Trabalhadores (PT), vai participar do primeiro escalão do governo Wagner. A discussão interna tem revelado a insatisfação do grupo, que viu serem frustradas as perspectivas iniciais de uma participação mais expressiva.

Nos bastidores há quem diga que a indefinição quanto à participação da AE no governo se deve à insatisfação do governador com a condução da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) durante a gestão do hoje deputado federal Valmir Assunção, alvo de denúncia de uso indevido de tíquetes de vale-compra de cesta básica da Coordenação de Defesa Civil (Cordec) durante a campanha de 2008.

A afirmação é contestada por outra corrente do partido. “Valmir ficou até o último dia e seu substituto é indicação dele. Toda equipe de transição foi mantida”, rebateu outra fonte que pediu para não ser identificada. Segundo ela, a discussão sobre a participação da Articulação de Esquerda no governo do estado está quase toda definida. “É que desta vez não faremos como foi com o PDT, que acabou anunciando nome de secretário antes mesmo de ser nomeado pelo governador”. O deputado federal Valmir Assunção não foi encontrado pela reportagem. :: LEIA MAIS »

Maurício Telles, novo secretário de segurança, fala sobre desafios que tem pela frente

Correio

O secretário recebeu o diretor de redação, Sergio Costa, e o editor-executivo Oscar Valporto, em seu gabinete. A seguir, trechos da entrevista concedida na sexta-feira.

“Não temos tempo a perder”, diz Telles

Índice de homicídios na Bahia e, principalmente, em Salvador e sua Região Metropolitana, é muito alto; a capital baiana tem áreas controladas pelo narcotráfico; a maior facção do crime organizado de São Paulo tem ramificações no estado e é a principal fornecedora de drogas para os traficantes locais, inclusive de outras facções.

Autor deste diagnóstico assustador, o novo secretário da Segurança Pública,Maurício Teles Barbosa, mostra que não tem medo de reconhecer o desafio que tem pela frente nem de assumir que vai precisar de ajuda de outras áreas e de outras esferas de Poder para reduzir os índices de criminalidade da Bahia. “Temos que usar as experiências que deram resultados em outros lugares e fazer as adaptações necessárias à realidade do nosso estado”, afirma Teles, 34 anos, delegado da Polícia Federal.

:: LEIA MAIS »

PDT convoca Lupi para cobrar cota do partido no governo Wagner

A Tarde

A decisão sobre a participação do PDT no governo Wagner vai passar pelo diretório nacional do partido. O presidente do diretório estadual, Hari Alexandre Brust, informou na manhã deste sábado, 22: “Passei a bola para o ministro (Carlos Lupi). Disse a ele que não tinha chegado a um acordo”. Esta decisão surpreendeu o governo baiano, que até as 21h da sexta-feira dava como certo o encontro no fim de semana para resolver a última pendência na definição do primeiro escalão.

Posta na mesa de negociação está a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH). Não é a primeira opção, mas pode ser aceita, se entregue inteira. O empecilho é que proposta do governo exclui a Superintendência de Assuntos Penais (SAP) do pacote. “Presídios nem têm a ver com a cara do partido, mas se vier sem, a pasta fica esvaziada. Então, queremos os presídios”, explicou reservadamente um  deputado do partido.

:: LEIA MAIS »

Governo Wagner admite não ter metas específicas para os primeiros 100 dias do 2º mandato

A Tarde

O governador reeleito Jaques Wagner (PT) começa o ano de 2011 e o novo mandato com velhos planos e novas promessas a cumprir. No entanto, não estabeleceu metas de curto prazo para atacar problemas que atingem a vida dos baianos que lhe confiaram mais quatro anos no comando das políticas públicas estaduais.

A assessoria do governador explicou a inexistência de planejamento específico para os primeiros 100 dias de gestão. “É um governo de continuidade”, justificou o assessor Ernesto Marques. Mas, apesar de fortalecido pelo resultado das eleições de outubro, o governo não terá trégua da oposição, segundo afirmou o líder do PMDB na Assembleia Legislativa, Leur Lomanto Júnior.

:: LEIA MAIS »

Governo da Bahia repassou verbas para cisternas durante a campanha

A Tarde

Passado o pleito que  reelegeu o governador Jaques Wagner (PT) com 4,1 milhões de votos, a Justiça Eleitoral ainda tem pelo menos uma pendência a resolver. A oposição, representada pelo DEM, acusa o governo de ter liberado irregularmente mais de R$ 36,7 milhões para 248 associações comunitárias construírem cisternas e sanitários residenciais nas zonas rurais de 132 municípios durante a época de campanha eleitoral (julho a setembro).

Cisternas e sanitários são feitos pela Companhia deDesenvolvimento e Ação Regional (CAR) com recursos do Banco Mundial (80%) e governo (30%). Segundo a representação jurídica do DEM, que pediu liminar para suspensão dos repasses no final de setembro, o ato desequilibrou a votação nos grotões no Estado, caso até para cassação do diploma do governador, afirma o advogado Ademir Ismerin.

:: LEIA MAIS »

550 escolas estaduais iniciam as aulas e sem reforma nos prédios

A Tarde

Uma aula inaugural, às 9 horas, no Colégio Estadual Alípio Franca, no Bonfim, marca nesta segunda, 22, o início do ano letivo de 2010 para aproximadamente  1,1 milhão de estudantes, matriculados na rede estadual de ensino, sendo 231.645 alunos novos. O ato terá a presença do  secretário da Educação, Osvaldo Barreto.

Em torno de 700 escolas foram relacionadas para passar por reformas. A Secretaria da Educação (SEC) anuncia um investimento “entre R$ 35 milhões e R$ 40 milhões” para este fim (média de R$ 37,5 milhões). Entraves, contudo, retardaram o processo e apenas cerca de 150 estabelecimentos receberam o dinheiro das obras antes do começo do ano letivo. As outras 550 (35,6% do total de 1.554 unidades da rede) terão que fazer o serviço paralelamente às aulas. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia