WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


:: ‘gestão financeira’

Wal Cordeiro: Gestão Financeira Doméstica

Clique na capa do livro e saiba como adquirir o novo livro de Wal Cordeiro

Dicas de economia doméstica com Wal Cordeiro

Por Wal Cordeiro – Consultor Financeiro

DESEJO CONTROLADO

 

      Existe um adágio popular que diz: “A água silenciosa é a mais perigosa”.       Desejo é como a água silenciosa e aparentemente tranqüila, que nos convida para um mergulho seguro. Quando nos sentimos seguros, começamos a nos afundar e não conseguimos agarrar em algo que possa impedir o afogamento.

      O que parece ser não é. O que os olhos não vêem o coração não sente, nem o bolso também. Todos têm desejo, mas quem quer ser igual a um sábio deve lutar todos os dias para controlá-lo.

      A queda original da humanidade deu inicio por causa de uma propaganda enganosa liderada pelo Diabo, no jardim do Éden, durante a conversa entre ele e Eva, quando despertou o desejo no coração dela. Vejamos:

Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não   comereis de toda a árvore do jardim?
 E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos,
 Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.
 Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.
 Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.
 E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.
 Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais.
 E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim.
 E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?
 E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me.
 E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses?
Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi.
E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi.

Então o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. (Genesis 3: 1 a 14).

      Não pretendo fazer uma exegese aprofundada do texto acima, muito menos discorrer teologicamente os ensinamentos que ele nos apresenta. Não é a minha intenção. Gostaria, apenas, de chamar atenção para as conseqüências envolvidas na historia por causa do desejo. Na verdade, por causa das inversões de valores demonstradas no episódio. Observe.

  :: LEIA MAIS »

Dicas de Economia Doméstica com Wal Cordeiro

Extraído do livro: Gestão Financeira Doméstica de Wal Cordeiro     

Organizar em uma planilha seu orçamento mensal, todas as despesas e receitas, é fundamental para equilibrar suas finanças, pois o controle faz parte da boa gestão, principalmente quando esse controle está ligado aos gastos feitos numa casa. Crie o hábito de escrever, num programa de computador ou no papel, o que entra e o que sai mensalmente.

      Utilizando a técnica do registro de tudo nas finanças, lá em casa nós usamos uma agenda de anotações para controlar nossa grana, você terá condições de reverter algum quadro de possível desorganização financeira em sua vida, e poderá aprender a se policiar na hora de utilizar o seu salário no final do mês.

      Quando recebemos o nosso salário a primeira coisa que deve vir à nossa mente é a palavra ONDE? para que possamos formular a planilha financeira doméstica, pois a palavra ONDE? nos ajuda a lembrar que cada letra tem um significado e valor na escala de prioridades. Como a palavra começa com “O” que significa OBRIGAÇÃO, devemos escrever o que é OBRIGAÇÃO para nós. Tudo que vem em primeiro lugar na hora de investir o dinheiro. Regra que não deve ser mudada jamais!

      A OBRIGAÇÃO deve estar acima de tudo na hora de distribuir o dinheiro recebido na família, caso exista mais de uma entrada financeira na casa, se os filhos ou a esposa também trabalham.  

      Vamos construir juntos agora uma planilha padrão, basicamente podendo ser usada por qualquer família, o que muda é apenas a quantidade de itens alistados ou suprimidos, a depender da classe social de cada um. Pegue uma folha de papel em branco, ou uma agenda, ou ligue o seu computador e escreva a palavra ONDE? no sentido horizontal, para que na frente de cada letra possamos estipular a escala de prioridades. Siga o exemplo abaixo: :: LEIA MAIS »

Dicas de economia doméstica com Wal Cordeiro: ONDE VAMOS INVESTIR A NOSSA GRANA?

Como falei na introdução desse livro, que a palavra ONDE? deveria fazer parte do nosso vocabulário, e o significado dela deveria impactar as nossas vidas. Vou dedicar um capítulo inteiro para ilustrar a importância dela.

      Um exemplo inicial está na parábola dos talentos, que se encontra no livro de Mateus, capítulo 25, do versículo 14 ao versículo 30. Vejamos o que diz o texto:

      “Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens.

E a um deu cinco talentos, e a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe.
E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles, e granjeou outros cinco talentos.
Da mesma sorte, o que recebera dois, granjeou também outros dois.
Mas o que recebera um, foi e cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.
E muito tempo depois veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles.
Então aproximou-se o que recebera cinco talentos, e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que granjeei com eles.
E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.
E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles granjeei outros dois talentos.
Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.
Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste;
E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.
Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei?
Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros.
Tirai-lhe pois o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos.
Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.
Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes”.

      Cada servo recebeu uma quantidade diferente de talentos. Talento nos tempos de Jesus era uma peça de ouro ou prata usada como dinheiro. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia