WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: ‘evangélicos’

Batistas divulgam vídeo comemorativo dos 140 anos da denominação no Brasil

Comemoração será em setembro com culto especial

 Batistas divulgam vídeo comemorativo dos 140 anos da denominação no Brasil

Em setembro a denominação Batista comemora 140 anos de atividade no Brasil. Para comemorar a data, a denominação fará um culto especial na cidade de Santa Bárbara do Oeste, local onde os primeiros Batistas criaram raizes no país.
No portal da Convenção Batista do Estado de São Paulo é possível assistir ao vídeo que fala a respeito da comemoração. Para acessar clique no link: http://www.cbesp.org.br/nportal/
Fonte: Guia-me

Temer se diz contra discussão da fé como questão de Estado

do Terra

O presidente da Câmara dos Deputados e vice na chapa de Dilma Rousseff (PT) ao Palácio do Planalto, Michel Temer (PMDB-SP), afirmou nesta quinta-feira (7) achar “muito grave” que a questão da fé seja colocada em discussão na campanha eleitoral como uma questão de Estado. “Acho uma coisa muito inadequada, até porque o Estado é laico”.

Mapa político: veja os vencedores por Estado na corrida presidencial

A discussão sobre o aborto ganhou importância na disputa presidencial depois que Dilma passou a ser alvo de críticas de setores religiosos por conta do que seria uma posição indefinida a respeito do tema.

Na tarde desta quinta, Temer gravou uma participação no programa evangélico do deputado federal Bispo Rodovalho (PP-DF). “Eu registrei minha opinião contra o aborto, mas acrescentei que essa discussão não é boa. A Dilma será presidente de todos os brasileiros, não será presidente dos católicos, dos evangélicos, dos espíritas. Terá de governar para todos”, afirmou. :: LEIA MAIS »

Evangélicos fazem campanha contra Dilma no Espírito Santo

Ernesto Batista, da Agência Estado

VITÓRIA – O Fórum Político Evangélico do Espírito Santo e a Associação dos Pastores Evangélicos da Grande Vitória (APEGV), anunciaram que vão fazer campanha contra a candidata petista, Dilma Roussef, no Espírito Santo. Hoje, estima-se que um terço da população capixaba seja evangélica, o que significa cerca de 1,2 milhão de pessoas.

Segundo o pastor Enock de Castro, presidente da APEGV, a posição foi tomada depois de uma consulta às diversas igrejas associadas às duas entidades. “Entre 80% e 90% dos evangélicos tendem a votar em José Serra. O risco é grande de vermos alguns princípios religiosos serem afetados. Há uma posição da Dilma em defesa do aborto, da união civil entre pessoas do mesmo sexo e proibição de proferir religião em órgãos públicos, que são coisas que não podemos aceitar”, disse ao justificar a posição.

Já o presidente do Fórum Político Evangélico do Espírito Santo, Lauro Cruz, afirmou que a postura tucana preocupa menos. “O posicionamento histórico de Dilma gera apreensão. Ela é a favor do aborto, embora tenha negado isso. A postura de Serra preocupa menos do que a de Dilma e dos males vamos escolher o menor”, frisou. :: LEIA MAIS »

Líderes evangélicos e o poder de comunicar

A multidão de evangélicos que, cada ano em maior número, participa da Marcha para Jesus reflete a capacidade de arregimentação dos pastores, apóstolos e bispos das igrejas pentecostais e neopentecostais.
Celebrada ontem em sua 18.ª versão sob a liderança do casal Estevam e Sônia Hernandes, fundadores da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, a manifestação reuniu 2 milhões de fiéis, segundo a Polícia Militar, e 5 milhões, segundo os organizadores. Em 2009, teriam sido 1 milhão, segundo a PM, ou 6 milhões, segundo os organizadores.
Se os cálculos parecem conflitantes, as imagens mostradas na TV e nas fotos confirmam a grandiosidade do show – mescla de fé, espetáculo e arte. Esse sucesso se explica pelo poder de comunicação dos líderes evangélicos pentecostais e neopentecostais, donos de uma poderosa rede de radioteledifusão capaz de atingir, ao longo de todo o dia, mas sobretudo de madrugada, milhões de ouvintes e telespectadores.
:: LEIA MAIS »

Fifa punirá ‘comemoração religiosa’

Jamil Chade/O Estado de S.Paulo

 

A Fifa pediu aos jogadores de futebol moderação na expressão de fé durante a Copa da África do Sul, que começa em 10 dias. Um comunicado já foi enviado às federações de futebol dos países que disputarão a competição na tentativa de impedir que seus atletas festejem gols e vitórias com mensagens religiosas. E o Brasil é um dos que mais preocupam a Fifa quando se trata de manter religião e futebol separados. O uso de mensagens escritas em camisetas por baixo do uniforme já é proibido. Mas, em várias ocasiões, atletas têm esperado o final da partida para rezar e exibir mensagens.

 A primeira grande polêmica surgiu quando o Brasil ganhou da Alemanha em 2002 e conquistou o penta. Há um ano, o tema voltou a fazer parte de debates da Fifa na conquista da Copa das Confederações, na África do Sul.

As autoridades esportivas insistem que não querem transformar a Copa em evento político ou religioso. Mas vivem situação delicada, já que a aplicação de multas pode dar a polêmica impressão de cerceamento religioso.

:: LEIA MAIS »

Parlamentares evangélicos atacam união homossexual

Os evangélicos criaram um novo jeito de ser, afirma pesquisadora. Confira a entrevista

Desde que o movimento pentecostal brasileiro tornou-se fenômeno de massa, no último quarto do século 20, especialistas das mais diversas áreas têm se debruçado sobre a Igreja Evangélica com lupas de pesquisador. O espantoso crescimento do segmento, que pulou de um traço estatístico para a posição de segundo maior grupo religioso do país, tem sido discutido e explicado de muitas maneiras – quase todas, diga-se de passagem, incompletas ou mesmo parciais. Por isso, trabalhos como o da professora Magali do Nascimento Cunha ganham relevância. Jornalista, doutora em Ciências de Comunicação e mestre em Memória Social e Documento, ela é docente em diversos cursos da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista da Universidade Metodista de São Paulo e atua ainda como palestrante e conferencista. Mas observa o cenário evangélico nacional com ainda mais conhecimento de causa, já que é membro da Igreja Metodista do Brasil e do Comitê Central do Conselho Mundial de Igrejas (CMI). :: LEIA MAIS »

PT vai entrar com representação contra tucanos por uso de verba pública em evento evangélico

O PT anunciou nesta segunda-feira que pretende ir à Justiça contra o evento do pré-candidato tucano ao Planalto, José Serra, em Santa Catarina, ocorrido em um congresso evangélico parcialmente custeado por recursos do governo do estado e da prefeitura de Camboriú.
As duas são gestões do PSDB, que doaram R$ 540 mil para patrocinar os eventos dos evangélicos com Serra no sábado à noite. O presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, usou o Twitter para reclamar: “Estatal patrocinar o 1º de Maio é dinheiro público. Governo do estado e prefeitura em SC patrocinarem evento religioso é dinheiro do PSDB”, afirmou. Outras duas ações do PT reclamam do site tucano “Gente que mente” e seu coordenador, Eduardo Graeff .
A aplicação de dinheiro público pelo governo de Santa Catarina (R$ 300 mil) e pela prefeitura de Camboriú (R$ 240 mil) na infra-estrutura do 28º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários, vinculado à Assembleia de Deus e que contou com a presença de Serra, foi classificado como investimento em turismo religioso tanto pela prefeita, Luzia Coppi Mathias (PSDB), como pelo governo catarinense. O uso do dinheiro público no evento foi denunciado em reportagem da “Folha de S.Paulo” de segunda-feira.
:: LEIA MAIS »

Jovem, classe média e evangélicas viram público-alvo do PV

BERNARDO MELLO FRANCO

Com base em pesquisas de opinião, o PV identificou três tipos de eleitores mais simpáticos à candidatura de Marina Silva à Presidência. O levantamento virou uma espécie de bússola para os assessores que escolhem os compromissos dela nas viagens pelo país.

Apesar da afinidade, os grupos têm perfis bem diferentes entre si. São eles: a classe média “ecologicamente correta”, os jovens entre 16 e 24 anos e as mulheres pobres e evangélicas.

Como a senadora disputará a eleição com pouco dinheiro e tempo de TV, a ordem é concentrar os esforços –e modelar o discurso de campanha– para conquistar o voto de quem já parece disposto a apoiá-la.

:: LEIA MAIS »

Serra está de olho nos evangélicos

Do Correio Braziliense

O pré-candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, José Serra, evitou comemorar o Dia do Trabalho em eventos ligados a centrais sindicais, como fez a sua principal adversária, a petista Dilma Rousseff (PT). O tucano preferiu uma aparição discreta num congresso de missionários evangélicos em Balneário Camboriú (SC), onde chegou por volta das 20h.
A organização da campanha de Serra chegou a cogitar a participação em algum evento ligado a trabalhadores em São Paulo, mas desistiu, para não parecer como uma tentativa de fazer frente às comemorações da Força Sindical e da Central Única dos Trabalhadores (CUT), que tiveram como estrelas Dilma e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
A Força informou que convidou o presidenciável tucano, mas ele declinou do convite. No evento, o presidente da central e deputado federal, Paulo Pereira da Silva, disse que José Serra não gosta de trabalhadores e não merece ser presidente da República.

:: LEIA MAIS »

Eleições 2010 – Voto dos evangélicos pode ser determinante na escolha do novo presidente do Brasil

De olho num rebanho que já representa um quarto do eleitorado brasileiro, os pré-candidatos à Presidência iniciaram uma guerra de bastidores pelo apoio das igrejas evangélicas. A disputa para engajar bispos e pastores nas campanhas promete ser a mais acirrada desde a explosão do segmento religioso, na década de 1990.

À frente nas pesquisas de intenção de voto, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) investem na aproximação com as gigantes Assembleia de Deus e Universal, respectivamente.

Única evangélica na disputa, Marina Silva (PV) enfrenta dificuldade para fechar alianças formais, mas dedica parte expressiva da agenda a encontros com fiéis e líderes religiosos.

Desde outubro passado, os três concorrentes já bateram à porta do presidente da Convenção Geral da Assembleia de Deus, pastor José Wellington Bezerra da Costa. Ele lidera cerca de 10 milhões de seguidores, o equivalente à população do Rio Grande do Sul. Pouco conhecido fora dos templos, é considerado mais próximo de Serra, a quem apoiou no segundo turno de 2002. :: LEIA MAIS »

Nova caravana para o Haiti

Uma nova caravana missionária, sob a liderança do Pr. Mayrinkellison Peres Wanderley (Coordenador da JMM) saiu de Belo Horizonte na madrugada do dia 16 de abril para o Haiti.

O grupo, formado por 12 profissionais de diversas áreas, é formado por: André Oliveira de Andrade (médico na Bahia), Leonardo Pedro Wichert Neto (construtor no Paraná), Thiago Fernandes de Oliveira (fisioterapeuta em São Paulo), Nixon Rodrigues da Rocha (pastor no Maranhão), Carlos Alberto da Purificação Carvalho (pastor na Bahia), Regina Helena Ferreira Refosco (médica e missionária na Paraíba), Gerval de Oliveira Pereira (pastor em Sergipe), Genesi Brasil (psicóloga em Goiás), Erik Carlos de Oliveira (estudante de enfermagem em São Paulo), Luiz Pinheiro (médico em Goiás), Alexandre Peixoto (pastor e Representante da JMM em Minas Gerais), Jaila Dias Borges (farmacêutica em São Paulo), Mariane Lins (do Paraná) e Mayrinkellison Peres Wanderley. Eles retornam ao Brasil nesta quarta-feira (28), pela manhã. :: LEIA MAIS »

Opção religiosa não divide o grupo, afirma Lúcio, capitão da seleção brasileira

Lúcio diz que, como líder da equipe de Dunga, seu papel é mais importante na concentração e nos treinamentos do que dentro de campo. Ele garante que vai conseguir uma forma de “mostrar sua fé” nos gramados, apesar da proibição da Fifa.
NA COPA da África do Sul, o brasiliense Lúcio, 31, será o primeiro zagueiro a disputar três Mundiais como titular da seleção brasileira. Mas, se era coadjuvante em 2002 e 2006, agora ostenta o título de capitão do Brasil e está perto de disputar a final da Copa dos Campeões.
Na semana passada, sua equipe parou o Barcelona de Messi e pode até perder o jogo no Camp Nou, na quarta-feira, para avançar à decisão do interclubes.
Lúcio ainda é um dos principais nomes do movimento evangélico no futebol. Em entrevista à Folha de São Paulo, por telefone, de Milão, o zagueiro refutou qualquer insinuação de que a opção religiosa possa interferir no ambiente do time de Dunga. Ainda disse que ele e os outros jogadores da seleção vão conseguir uma forma de “mostrar sua fé” nos gramados, apesar de a Fifa ter proibido camisetas com mensagens religiosas.
A Inter, só com sul-americanos na defesa, parou o Messi no primeiro jogo das semifinais da Copa dos Campeões. Esse é o segredo para anular o argentino?
:: LEIA MAIS »

PRESIDENCIÁVEIS DISPUTAM OS 25% DE EVANGÉLICOS

Os pré-candidatos à Presidência estão dispensando atenção especial para o público evangélico, que já representa um quarto do eleitorado brasileiro. Nos bastidores, as coordenações das campanhas iniciaram uma guerra pelo apoio das igrejas evangélicas. José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) investem na aproximação com as gigantes Assembleia de Deus e Universal, respectivamente. A única pré-candidata realmente evangélica na disputa, Marina Silva (PV) enfrenta dificuldade para fechar alianças formais, mas dedica parte expressiva da agenda a encontros com fiéis e líderes religiosos. Desde outubro passado, os três concorrentes já bateram à porta do presidente da Convenção Geral da Assembleia de Deus, pastor José Wellington Bezerra da Costa. Ele lidera cerca de 10 milhões de seguidores, e é considerado mais próximo de Serra, a quem apoiou no segundo turno de 2002. Aliada do presidente em suas duas vitórias, a Universal é tida como certa na campanha de Dilma. O PRB, ligado à igreja, deve integrar a coligação. “Não temos cacife para disputar a cúpula das maiores igrejas, mas a Marina tem comunicação direta com a base cristã. :: LEIA MAIS »

Núcleo evangélico do PMDB arrasta multidão em Ilhéus

Uma noite histórica para a comunidade evangélica de Ilhéus. Assim foi definido o evento produzido pelo Núcleo Evangélico do PMDB que levou mais de 10 mil pessoas a praça da Catedral de São Sebastião para uma noite de louvor e oração. Com a presença dos deputados federal Raymundo Veloso(PMDB) e Francisco Rossi (PMDB-SP), que é presidente da Adhonep, o evento atraiu evangélicos de diversos municípios do sul da Bahia, a exemplo de Itabuna, Canavieiras, Eunápolis, Porto Seguro, Uruçuca, Itajuípe e Itacaré. Nem a chuva afastou a multidão que ouviu atentamente a pregação do Apóstolo Milton Ebénezer e o louvor do cantor Kleber Lucas e do Ministério de Louvor da Casa de Oração Mundial de Salvador.
Batizado de Ato Profético, o evento idealizado pela irmã Rita Veloso se consagrou como o maior acontecimento gospel da cidade de Ilhéus. Diversos pastores e líderes evangélicos destacaram a importância do evento. “Ilhéus foi abençoada grandemente pelo Senhor com o clamor de milhares de cristãos. Nosso objetivo de declarar a soberania de Jesus sobre a população de Ilhéus foi atingido”, comemorou Rita Veloso.
:: LEIA MAIS »

Sony Music lança projeto digital no segmento gospel

Missões: Ore pelo Rio de Janeiro

 
Foto: Zulmair Rocha/UOL  

BRASIL (*) – A Bíblia nos fala que “a oração de um justo é poderosa e eficaz” (Tiago 5.16). Embora a situação não seja de perseguição religiosa, nós, como Corpo de Cristo, devemos sofrer com os que sofrem e nos alegrar com os que se alegram. Temos visto muitas notícias sobre as tragédias no Rio de Janeiro, e podemos fazer muito. A principal ação é ORAR. Orar para que Deus restaure famílias, dê forças, dê consolo. Também podemos ajudar com doações. Informe-se e faça sua parte, ajudando aqueles que precisam de socorro.

Deslizamento em Niterói pode ter deixado 200 soterrados

Pelo menos 200 pessoas teriam ficado soterradas em um deslizamento ocorrido na noite de quarta-feira em Niterói (RJ), segundo o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil.
O desabamento ocorreu por volta das 21h em uma favela no Morro do Bumba, deixando aproximadamente 50 casas soterradas.
Até a manhã desta quinta-feira, a Secretaria de Saúde do Estado do Rio confirmou a morte de seis pessoas, incluindo uma menina. Outras 18 foram levadas ainda com vida a hospitais próximos por bombeiros.
Segundo o subsecretário da Defesa Civil, Pedro Machado, a favela do Morro do Bumba foi construída em cima de uma montanha de lixo que se acumulou por décadas, o que faz com que todo o terreno seja extremamente perigoso. Além disso, o local ainda está molhado, apesar de ter parado de chover.
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia