WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


:: ‘eliza’

Mais uma delegada do caso Eliza é afastada

Da Globominas

Delegada Ana Maria dos Santos, que participava das investigações
Delegada Ana Maria dos Santos, que participava
das investigações (Foto: Reprodução/TV Globo)

As delegadas Ana Maria dos Santos e Alessandra Wilke foram afastadas do inquérito policial sobre o desaparecimento de Eliza Samudio, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Minas Gerais.

Alessandra, que ocupava a presidência do inquérito, foi afastada do caso em decorrência do vazamento de um vídeo com declarações do goleiro Bruno de Souza, gravado durante a transferência dele do Rio de Janeiro para Minas Gerais, na noite de 8 de julho. O motivo da retirada do nome de Ana Maria dos trabalhos não foi explicado.

:: LEIA MAIS »

Criminalista: ou Eliza está viva ou crime não foi como jovem diz

Daniel Favero/Terra

 A falta de vestígios da suposta execução de Eliza Samudio pode se tornar um ponto frágil no inquérito da Polícia de Minas Gerais sobre o desaparecimento da ex-amante do goleiro Bruno. Para o advogado criminalista e presidente da Comissão de Fiscalização e Defesa da Advocacia da OAB-SP, Mario de Oliveira Filho, ou Eliza está viva, ou o crime não ocorreu da forma como foi delatado pelo jovem de 17 anos, primo de Bruno e estopim de seu pedido de prisão. “É inadmissível, em termos técnicos, nada ter sido encontrado”, afirmou.

 Segundo o relato do adolescente à polícia, Eliza foi estrangulada e esquartejada pelo ex-policial militar Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, em uma casa em Vespasiano (MG). Depois disso, partes de seu corpo teriam sido jogadas aos cães da casa onde foi morta, e outras partes concretadas. “Esquartejar uma pessoa é muito complicado, desossar é pior ainda, pela forma como isso tem que ser feito, pela quantidade de sangue no local, nas roupas, além de vestígios de ossos, cabelo, e incrivelmente, por mais que se esforce, a polícia não consegue encontrar nada no local do crime apontado pelo jovem”, disse Oliveira.

  :: LEIA MAIS »

Foco de buscas por Eliza Samudio é área de grupo de extermínio

Agência Estado/Abril

Policiais e bombeiros retomaram na sexta-feira (9) as buscas pelo corpo de Eliza Samudio, ex-amante do do Flamengo Bruno Fernandes Souza, em um sítio que já foi investigado como área de execuções. A procura se concentrou na propriedade alugada por Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ele integraria um grupo de extermínio, que atuaria dentro do Grupo de Respostas Especiais (GRE), uma equipe de elite da Polícia Civil de Minas Gerais. Ontem, nada foi encontrado. As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.
Bola foi excluído da corporação em maio de 1992, pouco mais de um ano após ingressar, sob a acusação de falta de idoneidade e indisciplina. O sítio no bairro Coqueirais também funcionava como um centro de treinamento do GRE. Em 2008, segundo fontes policiais, Bola foi chamado a depor como investigado em um inquérito instaurado pela Corregedoria-Geral de Polícia Civil, após três integrantes do GRE serem denunciados pelo desaparecimento de dois homens.
:: LEIA MAIS »

Bruno, Macarrão e Bola se recusam a ceder material genético, diz delegado

Abril

Bruno chega à Delegacia de Homicídios após deixar presídio de MG - Reprodução

Bruno chega à Delegacia de Homicídios após deixar presídio de MGO goleiro Bruno, o amigo Luiz Henrique Romão – o Macarrão – e o ex-policial civil Marcos Aparecido Santos, também conhecido como Paulista, Bola ou Neném, se recusaram a ceder material para exame de DNA, afirmou o delegado Edson Moreira, chefe do Departamento de Investigações da Polícia Civil de MG em entrevista coletiva concedida no fim da manhã desta sexta-feira (9).

Os três são suspeitos do assassinato da ex-modelo Eliza Samudio, 25 anos, que brigava na Justiça pelo reconhecimento da paternidade do filho que alegava ser do goleiro.

De acordo com Moreira, eles foram orientados pela defesa a não fornecerem material à polícia. “Ninguém é obrigado a oferecer prova contra si mesmo. Estão orientando os clientes deles a não oferecer prova, é um direito deles”, disse Moreira. :: LEIA MAIS »

Polícia prende acusado de matar ex do goleiro Bruno

UOL

Marcos Aparecido Santos, conhecido como Bola ou Paulista, apontado como a pessoa que estrangulou a ex-namorada do goleiro Bruno do Flamengo, Eliza Samudio, foi preso na casa de um tio no bairro Copacabana, em Belo Horizonte, por volta das 19h25 desta quinta-feira (8).

O advogado dele, Roberto Assis Nogueira, confirmou que seu cliente optou por ser entregar às autoridades. O ex-policial era considerado foragido da Justiça. “Nosso cliente vai falar depois que nós, advogados, tivermos acesso aos autos”, disse um dos advogados de Santos. “Ele não vai prestar declaração nenhuma.”

O delegado Edson Moreira, responsável pelo caso, considera Santos suspeito com base no depoimento do menor de 17 anos, primo do goleiro Bruno, que descreveu com detalhes a casa em questão e o episódio em que a desaparecida teria sido sequestrada e, em seguida, morta. :: LEIA MAIS »

Bruno levou Eliza para morte, afirma delegado

Alessandra Mendes, especial para o iG

“O ídolo de um grande time é um monstro em segredo”. Esta foi a definição que o chefe do Departamento de Investigações deu para Bruno Fernandes, goleiro do Flamengo. Segundo depoimento de testemunhas Bruno estava na casa onde Eliza foi assassinada no dia 9 do mês passado. Foi ele, na companhia de amigos, que levou a ex-amante para ser executada.

Os delegados revelaram hoje a dinâmica do crime desde a saída de Eliza do Rio de Janeiro. Segundo os depoimentos e dados da investigação, Eliza saiu do Rio entre os dias 5 e 6 do mês de junho, e foi trazida para o sítio do goleiro Bruno pelo amigo dele, Luíz Henrique Romão (o Macarrão) e o adolescente de 17 anos, primo do jogador. Neste trajeto interestadual, Eliza foi ferida na cabeça por coronhadas, agressões feitas pelo menor. Isso explica o sangue da jovem que foi encontrado na Rand Rover de Bruno, apreendida no dia 8 do mês passado. :: LEIA MAIS »

Flamengo decide suspender temporariamente contrato de Bruno

AE/R7

Uma comissão criada pelo Flamengo para tratar do caso do goleiro Bruno, investigado pelo desaparecimento de sua ex-amante Eliza Samudio, de 25 anos, decidiu suspender temporariamente o contrato do goleiro até a conclusão do inquérito. A primeira reunião da comissão aconteceu na noite desta quarta-feira (7).

 O advogado esportivo de Bruno, Diogo Souza, já foi comunicado da decisão e voltará a se reunir nesta quinta (8) com a direção do clube. O Flamengo, porém, está encontrando dificuldades para punir o goleiro porque o seu contrato não inclui direitos de imagem e segue as leis trabalhistas.

:: LEIA MAIS »

Pai de Eliza está em estado de choque, diz advogado da família

da Folha

O advogado da família de Eliza Samudio, Jader Marques, afirmou que o pai da ex-amante do goleiro Bruno ficou em estado de choque após saber do conteúdo do depoimento do primo do atleta. O jovem de 17 anos confirmou o sequestro e afirmou que o corpo foi desossado e comido por cães.

Ministério Público pede prisão do goleiro Bruno
Depoimento de adolescente foi crível e razoável, diz promotor
Advogado questiona depoimento de adolescente
Exame aponta substância abortiva em urina de Eliza
Depoimento pode mudar rumo de buscas por corpo

“Ele está em uma situação bastante ruim, em estado de choque, por saber pelo modo cruel como ela foi morta”, afirmou. De acordo com Marques, o pai de Eliza foi ao médico e precisou tomar remédios.

Durante o depoimento, que durou sete horas, o adolescente encontrado na casa de Bruno na tarde desta terça-feira confirmou a morte da ex-namorada do jogador. Ele foi ouvido pela polícia na DH (Divisão de Homicídios) do Rio. :: LEIA MAIS »

Caso Bruno: Polícia ouve adolescente que diz ter visto assassinato de Eliza

Do R7, no Rio
Policiais da Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro tomavam, no começo da tarde desta terça-feira (6), o depoimento de um jovem de 17 anos que disse ter presenciado a morte de Eliza Samudio, desaparecida há cerca de um mês. O delegado Rafael Willis disse que o menor de idade foi encontrado em um dos apartamentos do goleiro Bruno do Flamengo na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Policiais ouviram do adolescente detalhes sobre a forma violenta com que ela foi morta. A polícia investiga a autoria do crime.

Em entrevista na semana passada, o goleiro Bruno negou envolvimento no crime na morte de Elisa. A reportagem do R7 tenta falar com o empresário do jogador, mas ainda não obteve contato.

A polícia chegou ao adolescente após denúncia feita por um homem à rádio Tupi do Rio de Janeiro. Esse homem, cuja identidade não foi divulgada, disse que um jovem com suspeita de envolvimento na morte estaria no apartamento do goleiro.

Caso Bruno: Cães farejadores devem ajudar em buscas por corpo de Eliza em MG

Da Globominas.com

Eliza Samudio

Eliza Samudio está desaparecida há mais de 20
dias (Foto: Reprodução/TV Globo)

Cães farejadores do Corpo de Bombeiros devem ajudar nas buscas pelo corpo de Eliza Samudio, nesta segunda-feira (5), em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A jovem está desaparecida há mais de 20 dias.

Durante a manhã desta segunda, bombeiros realizaram uma varredura com ganchos no fundo do leito da Lagoa Suja, à procura do corpo da jovem ou de algum objeto relevante para as investigações, mas nada foi encontrado. Segundo o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, João Luiz Ramos, as buscas na lagoa deverão ser repetidas durante a tarde desta segunda.

As buscas na lagoa foram iniciadas após uma denúncia de que o corpo de Eliza, ex-namorada do goleiro Bruno, do Flamengo, teria sido despejado no local. A região fica próxima à casa de funcionários do sítio do jogador, que já prestaram depoimento. A lagoa está localizada no bairro Liberdade, onde o filho de Eliza foi encontrado há mais de uma semana.

Investigações

Nesta segunda deve ficar pronto, no Rio de Janeiro, o laudo da contraprova do exame que vai confirmar se Eliza tomou substâncias abortivas, em outubro de 2009. Na época, a jovem disse à polícia que Bruno a teria obrigado a tomar um líquido. O primeiro resultado do exame deu positivo.

Corpo de Eliza pode estar em lagoa

O corpo de Eliza Samudio, de 25 anos, desaparecida há 25 dias, pode ter sido jogado na Lagoa Suja, em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Policiais realizaram buscas na área, mas só puderam vasculhar as margens, por falta de instrumentos adequados. A polícia chegou ao local a partir de um informe do serviço de Disque-Denúncia (181) do Estado de Minas Gerais. Por volta das 15h, quatro agentes armados, em uma viatura do Depatri, iniciaram o trabalho, que durou cerca de 80 minutos. Eles encontraram uma fralda infantil, em uma sacola de supermercado, e recolheram o material. Foi usada uma vara de pescar para procurar possíveis sinais nas margens, cobertas por vegetação. Em alguns pontos, a lagoa chega a quatro metros de profundidade. Segundo o chefe da equipe, o corpo pode ter sido amarrado a pedras ou perfurado e estar no fundo da Lagoa Suja. Informações do Extra/Bahia Noticias.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia