WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


:: ‘eliza samudio’

Ex-goleiro Bruno continuará preso

Último Segundo

Justiça negou habeas corpus ao goleiro Bruno. Desembargador argumenta que liberdade coloca em risco a ordem pública e pode prejudicar o andamento do processo.

Em decisão unânime, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais negou hoje pedido de liberdade impetrado pela defesa do ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes de Souza. Ele é suspeito de participação no desaparecimento de sua ex-amante Eliza Samúdio e está preso desde julho do ano passado na penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH.

O relator do caso, desembargador Doorgal Andrada, argumentou que a liberdade de Bruno coloca em risco a ordem pública e pode prejudicar o andamento do processo. Outros dois desembargadores que julgaram o caso na tarde de hoje, Herbert Carneiro e Julio Gutierrez, acompanharam o voto do relator.

Advogado de defesa de Bruno, Cláudio Dalledone disse à imprensa acreditar na libertação do atleta por meio de um recurso a ser impetrado no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ele diz que a argumentação para manter Bruno preso é frágil. “O fato de ser submetido a júri popular não significa que ele vai fugir. Não há nenhum fato concreto que indique isso”.

:: LEIA MAIS »

Macarrão desiste de dar depoimento após confusão com advogados

Marcelo Portela, de O Estado de S. Paulo

CONTAGEM, MG- O depoimento do braço direito do goleiro Bruno Fernandes, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, foi encerrado na noite desta quinta-feira, 11, poucos minutos após ser iniciado.

Ele é acusado, junto com o goleiro e outras sete pessoas, do sequestro e assassinato da ex-amante do jogador, Eliza Samudio, de 25 anos, e seria ouvido pela juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, do Tribunal do Júri de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

:: LEIA MAIS »

Acusados voltam atrás e afirmam ter visto Eliza no sítio de Bruno

Eduardo Kattah – O Estado de S. Paulo

CONTAGEM-MG – No segundo dia de audiências com os acusados de envolvimento no desaparecimento e possível morte de Eliza Samudio, dois dos nove réus mudaram nesta terça-feira, 9, os depoimentos prestados anteriormente à Polícia Civil e admitiram terem visto a ex-amante de Bruno Fernandes no sítio do goleiro, em Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte. À juíza Marixa Fabiane Rodrigues, no Fórum de Contagem (MG), Flávio Caetano de Araújo, o Flavinho, e Wemerson Marques de Souza, o Coxinha, disseram que Eliza estava em companhia do bebê – que seria filho de Bruno com sua ex-amante – no período em que ela, conforme a denúncia, teria permanecido em cárcere privado no local. :: LEIA MAIS »

Justiça do Rio marca 1ª audiência para Bruno e Macarrão

Priscila Trindade – estadão.com.br

SÃO PAULO – A Justiça do Rio anunciou nesta quinta-feira, 12, que marcou para o dia 26 de agosto, a audiência de instrução e julgamento do processo em que o goleiro Bruno Fernandes de Souza e Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, são acusados pelos crimes de sequestro e lesão corporal contra Eliza Samudio em outubro de 2009. Atualmente, os dois estão em um presídio em Contagem, em Minas Gerais, acusados de terem participação do desaparecimento da jovem, em junho deste ano.

A audiência foi marcada para às 14 horas pelo juiz Marco José Mattos Couto da 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Na ocasião serão ouvidas apenas as cinco testemunhas do Ministério Público. As testemunhas da defesa serão ouvidas em outra data que ainda será definida. :: LEIA MAIS »

Corpo encontrado no interior de SP não é de Eliza

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

SÃO PAULO – O corpo carbonizado encontrado no dia 26 de junho, em Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo, não é de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno, segundo informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP).

O laudo foi enviado para a polícia na noite desta quarta-feira, 28, pelo Instituto de Criminalística. De acordo com a delegada seccional de Guaratinguetá, Sandra Vergal, foi confirmado que o corpo é de um homem.

Os exames foram feitos baseados em partes do corpo enviadas para o Instituto Médico legal (IML) de Guaratinguetá. Foram enviados para análise o fêmur e um dente do corpo.

Corpo carbonizado no interior de SP não é de Eliza Samudio, diz polícia

O corpo carbonizado encontrado em Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo, em junho, não é de Eliza Samudio. O laudo foi enviado para a polícia no início da noite desta quarta-feira (28) pelo Instituto de Criminalistica.

O exame diz que os ossos analisados são de um homem. A informação foi confirmada ao G1 pela delegada seccional de Guaratinguetá, Sandra Vergal.

Eliza Samudio teve um relacionamento com o goleiro Bruno e está desaparecida. O sumiço é investigado desde o dia 24 de junho. A polícia já considera que a mulher está morta. Mas o corpo não foi encontrado.

No dia 19 deste mês, o delegado Mário Celso Ribeiro Fenne, da Polícia Civil de Cachoeira Paulista, a 212 km da capital paulista, comunicou os policiais de Minas Gerais, que investigam o desaparecimento, sobre a localização de um corpo carbonizado no município.

O corpo foi localizado no bairro São Miguel no dia 26 de junho. Estava totalmente carbonizado e sem a arcada dentária superior. Apesar de a polícia ter considerado a possibilidade de o corpo ser de uma mulher em razão da baixa estatura, a suspeita foi descartada.

:: LEIA MAIS »

Testemunhas dizem que suposta amante de Bruno foi a sítio em Minas

do G1

Pelo menos cinco pessoas viram Fernanda Gomes em MG e no Rio. Ela foi chamada pela polícia, mas advogados adiaram depoimento.

Fernanda Gomes chega à BH para prestar depoimento na polícia

A mulher apontada pela polícia como amante do goleiro Bruno  — e que teria tomado conta do bebê de Eliza Samudio e ajudado a levá-lo para Belo Horizonte — aparece em pelo menos cinco depoimentos de testemunhas no inquérito policial que apura o desaparecimento de Eliza Samudio.

Fernanda Gomes desembarcou no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, neste sábado (17), segundo Ércio Quaresma, advogado dela. O delegado Edson Moreira, que investiga o caso, afirmou que não há previsão para o depoimento de Fernanda. Ele afirmou não ter conhecimento de que ela está em Minas Gerais. Fernanda deveria ser ouvida pela Polícia Civil nesta sexta-feira (16), mas passou mal e ficou internada por sete horas num hospital em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio.

Segundo a polícia de Minas Gerais, Fernanda teria passado pelo sítio do goleiro Bruno entre 4 e 6 de junho. Outra mulher que teria envolvimento com o atleta também foi citada em declarações obtidas pela polícia. A delegada Roberta Carvalho, do Rio, disse que Ingrid Oliveira, que seria noiva de Bruno, não é suspeita de participação no crime, mas o depoimento dela foi pedido justamente por ter sido lembrada nos depoimentos. Ela também deveria prestar esclarecimentos, mas os advogados pediram que a audiência fosse remarcada. :: LEIA MAIS »

Parede falsa, encontrada pela polícia na casa de Bola, pode conter os restos de Eliza Samudio

do Último Segundo | Rede Globo

Buscas pelo corpo da ex-modelo também serão realizadas no sítio do goleiro Bruno, em Esmeraldas. 

 Polícia retoma buscas na casa de Bola

Policiais civis encontraram nesta quarta-feira uma parede falsa na casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, na rua Araruama, no bairro Santa Clara, em Vespasiano, região metropolitana de Belo Horizonte. Os agentes derrubaram a parede, mas ainda não há informações sobre o que havia atrás. O Corpo de Bombeiros foi acionado e está indo para o local. Técnicos do Departamento de Geologia da Universidade Federal de Minas Gerais estão na casa com um equipamento chamado GPR. Ele faz um raio X do terreno para ver onde existam locais ocos ou com terra fofa. O menor J., de 17 anos, disse em depoimento que ouviu Luiz Henrique Romão, o Macarrão, dizer que Bola havia concretado os restos mortais de Eliza.

Também serão realizadas buscas hoje à tarde no sítio do Bola e do goleiro Bruno, ambos em Esmeraldas (MG). Eles tentam encontrar vestígios do corpo de Eliza Samudio, de 25 anos, ex-amante do atleta e desaparecida desde o início de junho. Nesta terça-feira (13), a polícia e os peritos estiveram no sítio do goleiro para realizar exames e análises periciais em dois cômodos.

:: LEIA MAIS »

Polícia encontra sangue humano e fios de cabelos em sítio de Bruno

Julia Baptista, do estadão.com.br

SÃO PAULO – Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, 14, em Belo Horizonte (MG), os delegados Alessandra Wilke, Ana Maria dos Santos e Edson Moreira, responsáveis pelas investigações que apuram o desaparecimento de Eliza Samudio, disseram que foram encontrados vestígios de sangue humano e fios de cabelos no sítio do goleiro Bruno, em Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte. A delegada Alessandra assegurou que Eliza foi mantida em cárcere privado no sítio em Esmeraldas.

O sangue, que estava em um colchão em um dos quartos, e os fios de cabelo serão comparados, por meio de exame, com o DNA de Eliza. Os delegados disseram que os vestígios foram encontrados ontem, durante perícia no local.

A delegada Alessandra Wilke disse que um boletim de ocorrência foi feito pela polícia pois a equipe de perícia que voltou hoje ao sítio notou que o local estava “diferente” de ontem. Ela afirmou que muitas pessoas têm acesso ao local.

Goleiro Bruno passa mal em penitenciária em Minas

Priscila Trindade, do estadão.com.br

SÃO PAULO – O ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, passou mal na manhã do domingo, 11, na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Ele sentiu tonturas e foi atendido por uma enfermeira, por volta das 8 horas. Em seguida, Bruno retornou para a cela. A Secretaria de Defesa Social de Minas informou que o ex-goleiro passará por outro atendimento médico nesta segunda-feira, 12.

Bruno é suspeito de envolvimento na morte de Eliza Samudio, de 25 anos. A jovem tentava provar na Justiça que o jogador é pai de seu filho de 4 meses.

Eliza desapareceu no início de junho. Um adolescente de 17 anos, primo de Bruno, afirmou à polícia que Eliza foi morta. O corpo dela ainda não foi localizado. Além de Bruno, já foram presos Luiz Henrique Romão, o Macarrão, considerado braço direito do ex-goleiro, Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, Elenilson Vitor da Silva, administrador do sítio do atleta, Flávio Caetano de Araújo, o Flavinho, e Wemerson Marques de Souza, o Coxinha.

Ironia do destino: quando jovem, Bruno defendeu time de penitenciária

do Globoesporte.com

Destaque de escolinha aos 16 anos, goleiro fez parte de equipe de funcionários do presídio José Maria Alckmin, em Ribeirão das Neves

 

 Bruno (em destaque) entre os funcionários da penitenciária José M. Alckm

Em 2000, quando viu o talento precoce o colocar, com apenas 16 anos, em uma equipe que em sua maioria era formada por jogadores adultos, Bruno não tinha noção da peça que estava sendo pregada pelo destino em sua vida. Revelação da Escolinha de Futebol Palmeiras, o goleiro foi convidado para defender em algumas oportunidades a Associação de Funcionários da Penitenciária José Maria Alckmin, em Ribeirão das Neves, cidade onde nasceu.

Nos dez anos seguintes, Bruno cresceu, se profissionalizou e virou “o melhor goleiro do Brasil” para a torcida do Flamengo. Trocou o papel de promessa pelo de ídolo. Sonhou até mesmo com a seleção brasileira. Defendeu também Atlético-MG e Corinthians, e voltou a Minas Gerais. Voltou a vestir, nesta sexta-feira, o uniforme de uma penitenciária, a Nelson Hungria, em Nova Contagem. Só que dessa vez não como convidado, mas como acusado do desaparecimento da ex-amante, Eliza Samúdio, em um caso que envolve relatos estarrecedores e suspeita de assassinato.

:: LEIA MAIS »

No Twitter, autora Glória Perez manifesta indignação com o goleiro Bruno

do OFuxico

Sempre antenada no noticário, Glória Perez não escondeu sua revolta em mais um caso policial de crime hediondo. A novelista – que acompanhou de perto o caso Isabella Nardoni – não esconde a revolta em relação ao assassinato brutal de Eliza Samudio.

Em sua página no Twitter, ela mostrou indgnação ao saber que o goleiro Bruno, do Flamengo – ex-namorado da vítima e mentor do crime -, passou a noite de quarta-feira (7) na Delegacia de Homicídios na Zona Oeste do Rio, conversando com policiais sobre futebol.

“Bruno está preocupado com a Copa de 2014! Socorroooo! Se condenado no Rio por crime de sequestro, quando julgado em Belo Horizonte pelo desaparecimento de Elisa Bruno, não será mais primário!”

O crime fez com que Glória relembrasse o assassinato de sua filha, Daniella Perez, morta a tesouradas por Guilherme de Pádua, que contracenava com ela na novela De Corpo e Alma, e Paula Thomaz, mulher dele na época. E comparou a frieza de Pádua com a de Bruno. :: LEIA MAIS »

Sem corpo, polícia diz que pode indiciar Bruno com base em relatos de testemunhas e na aparição do bebê

do Terra | Globo.com

Advogado Jader Marques, da familia de Eliza, diz que polícia está no caminho certo nas investigações 

O delegado-chefe do Departamento de Investigação de Homicídios e de Proteção à Pessoa de Belo Horizonte, Edson Moreira, disse no final da tarde desta segunda-feira que o goleiro Bruno, do Flamengo, e outras pessoas que supostamente estão envolvidas no desaparecimento de ex-amante do jogador Eliza Silva Samudio, 25 anos, podem ser indiciados pelo crime de homicídio mesmo que o corpo da estudante não seja encontrado.

“A gente (polícia) quer achar a materialidade direta da prova (o corpo). Se for não possível, as investigações indicam a materialidade indireta. Nós temos provas testemunhais, vestígios e o principal, o filho dela que foi encontrado. Uma mãe jamais vai soltar um filho desse jeito. A criança é o cerne da questão”, disse o delegado. As investigações da polícia indicam desaparecimento com provável homicídio seguido de ocultação de cadáver.

O delegado confirmou ainda que as manchas avermelhadas encontradas pela perícia no jipe de Bruno, por meio da substância Luminol, são de sangue humano. O material colhido está sendo analisado e comparado com o DNA do pai de Eliza e do bebê, de 4 meses, que seria filho de Bruno. Quando a criança foi localizada, o Instituto de Criminalística colheu saliva do bebê e do avô.A policia confirmou ainda que o par de sandálias e de óculos encontrados dentro do carro de Bruno foram reconhecidos por testemunhas como sendo de Eliza. O goleiro e o amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, serão intimados até no máximo a próxima semana para prestar depoimento no Departamento de Investigação, em Belo Horizonte.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia