WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


maio 2020
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘eleições 2010’

Via Twitter, Índio ataca Dilma e Lula

do Último Segundo

O candidato a vice de José Serra afirmou na internet que Lula tentou barrar o Ficha Limpa e acusou Dilma de fugir do debate. Presidente disse ontem que não sabe quem ele é.

Menos de 24 horas depois de ser anunciado candidato a vice de José Serra à Presidência, o deputado Indio da Costa (DEM-RJ) criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua candidata, Dilma Rousseff.

Ele rebateu as declarações dadas pelo presidente ao ser questionado sobre o anúncio do nome de Indio ao cargo. Pelo Twitter, Indio afirmou: “Lula diz que não me conhece. Esqueceu que tentou barrar o #fichalimpa, mas não conseguiu”.

Ontem, ao ser abordado por jornalistas para opinar sobre a escolha tucana, Lula devolveu a pergunta com a seguinte indagação: “De onde ele é?”. Em seguida, disse não saber quem era Indio da Costa. Lula participava de uma conferência em Brasília para formandos do Programa Universidade para Todos (ProUni). :: LEIA MAIS »

Deputado federal de 39 anos é a escolha do DEM para vice de José Serra

do G1

Deputado Índio da Costa, do Rio de Janeiro, foi oficializado como vice da chapa tucano-democrata. Indicação aconteceu após série de conversas e até anúncio de outro nome. ‘Foi surpresa para mim também’, disse ele após indicação.

DEM indica Indio da Costa (com o braço erguido) para a vaga de vice ao lado de José Serra

 O deputado Índio da Costa (DEM-RJ) disse nesta quarta-feira (30) ter sido surpreendido com sua indicação para o posto de candidato a vice-presidente na chapa de José Serra (PSDB). A oficialização da aliança aconteceu nesta quarta cerca de uma hora após o anúncio do nome do deputado do Rio de Janeiro.

O parlamentar discursou na convenção do DEM logo após ter seu nome aprovado por aclamação. “É com muito orgulho que aceito essa tarefa em nome do Democratas. Foi surpresa pra vocês, mas foi surpresa para mim também.” Índio da Costa disse que “não tinha como recusar” o convite. Ele classificou Serra como “ o mais preparado para governar o país” e criticou o “loteamento da máquina pública” no governo federal.

O candidato a vice agradeceu ao ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia (DEM), que o lançou na política, e outras lideranças do partido. O discurso de Índio foi rápido –durou cerca de cinco minutos.

Desfecho da crise :: LEIA MAIS »

Tribunal Superior Eleitoral suspende inegibilidade de candidato evangélico a governador do Rio de Janeiro

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Marcelo Ribeiro deferiu nesta terça-feira (29) liminar ao ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR) suspendendo a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) que o condenou a ficar inelegível até 2011.

A suspensão vale até o julgamento do mérito do recurso pelo plenário do TSE. Garotinho pretende se candidatar novamente ao governo do estado nas eleições de outubro. :: LEIA MAIS »

Manifestantes fazem protesto contra a inelegibilidade de candidato evangélico por ter ficha suja

Manifestantes fazem protesto contra a inelegibilidade de candidato evangélico por ter ficha suja

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE – RJ) manteve a decisão da inelegibilidade do ex- governador evangélico do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PR). O político iria se candidatar novamente ao cargo nestas eleições.

Para concorrer ao cargo Garotinho tem o prazo de dois dias para conseguir uma liminar junto ao TSE. Porém ele já admitiu não ter esperanças para reverter a situação. Ele se defendeu afirmando que é inocente em relação à acusação de uso indevido dos meios de comunicação.

:: LEIA MAIS »

Rio de Janeiro pode ter chapa evangélica nas eleições para Senador e Governador

Rio de Janeiro pode ter chapa evangélica nas eleições para Senador e Governador

O ex-governador Anthony Garotinho (PR) afirmou ao Terra na noite desta quarta-feira (23) que fechou aliança com o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) para concorrerem, respectivamente, ao governo do Estado e à reeleição ao Senado, com seus partidos coligados. Será uma chapa evangélica, segundo Garotinho, que faz parte da Igreja Presbiteriana. A assessoria de Crivella, bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, não confirmou a aliança.

Segundo a assessoria de Garotinho, a coligação deve ser formalmente anunciada em um evento no próximo domingo (27), no Hotel Guanabara, no Centro, na véspera do julgamento, pelo TRE-RJ, de um embargo de declaração pelo qual o ex-governador tentará anular a decisão que o tornou inelegível. A pena é de três anos, contados a partir de 2008, quando ele começou a responder o processo, por uso indevido de meio de comunicação para campanha eleitoral de sua mulher, Rosinha, à prefeitura de Campos, no Norte Fluminense. :: LEIA MAIS »

César Borges reafirma apoio a Dilma

da Assessoria Parlamentar

O senador César Borges, junto com o deputado federal Geddel Vieira Lima (PMDB), o prefeito de Salvador, João Henrique (PMDB), o vice-governador Edmundo Pereira (PMDB) e o vice-prefeito, Edvaldo Brito (PTB), recepcionaram o presidente Lula, hoje (10), na base aérea de Salvador. Na ocasião, o grupo da coligação PMDB-PR – PTB reafirmou, com o presidente Lula, o apoio ao governo e à candidatura de Dilma Rousseff nas próximas eleições.

Na chegada, o presidente perguntou ao senador se ele participou das votações de ontem no Senado Federal. César Borges respondeu que esteve até as 3h da manhã votando nos assuntos de interesse do povo brasileiro.

Borges fez referência à Emenda Pedro Simon, que garante uma distribuição mais justa dos recursos dos royalties do petróleo, a criação do Fundo Social do Pré-Sal e também da capitalização da Petrobras. Nos três casos, o senador votou favoravelmente.

No Sul, Marina apoia plebiscito sobre legalização da maconha

Por Bruno Siffredi

A senadora Marina Silva (AC), pré-candidata do PV à Presidência, defendeu nesta terça-feira, 18, a realização de um plebiscito sobre a legalização da maconha, mas ressaltou que não é favorável à liberação da droga no País.

“Eu não sou favorável (à legalização da maconha). Existem pessoas sérias que acham que isso seria bom para combater o trafico de drogas, como o deputado federal Fernando Gabeira (pré-candidato do PV ao governo do Rio) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Eu proponho que se faça um plebiscito para que as pessoas possam debater”, disse Marina no Painel RBS, em Porto Alegre (RS). :: LEIA MAIS »

Metodologia gera divergências e polêmicas nas pesquisas

Para comprovar o que eu disse no post “PT festeja: Dilma na frente de Serra“, já começaram as reações dos oposicionistas, insatisfeitos com os números apresentados pelas duas novas pesquisas desta rodada de consultas sobre a sucessão presidencial. Assim como aconteceu na rodada anterior, os institutos Vox Populi e Sensus (a primeira divulgada no domingo e a segunda nesta segunda-feira) registraram resultados muito próximos entre si, resultado direto da metodologia de ambos, que difere da que é empregada pelo Ibope e pelo Datafolha.

Antes de comentar qualquer coisa, mostro os números do Sensus, que revelam também um empate técnico: Dilma Rousseff (PT) 35,7%; José Serra 33,2%; e Marina Silva (PV) 7,3%.  Outros candidatos ficaram na casa do 1% ou abaixo disso. Quando foram colocados só os nomes dos três principais postulantes, Serra ficou com 37,5%, Dilma foi para 37% e Marina obteve 8%. Na pesquisa espontânea, Dilma dispara, com 19,8% das intenções de voto, contra 14,4% de Serra. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. :: LEIA MAIS »

Wagner diz que não se incomoda com palanque de Dilma e Geddel

do Correio*

O governador e pré-canditado à reeleição, Jaques Wagner (PT), disse durante passagem de Dilma Rousseff (PT) por Salvador, neste domingo (16), que não se importa com palanque formado pela pré-candidata à presidência da República e seu adversário na disputa regional, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB).

‘Não vou ficar chateado se ela (Dilma) subir no palanque com Geddel. Se ele vai apoiá-la, deve subir com ele’, afirmou Wagner à reportagem do Terra. De acordo com ele a polarização se dará entre ele e Paulo Souto. ‘O que deve acontecer é uma polarização entre Serra e Dilma e aqui na Bahia entre Wagner e Paulo Souto’, garantiu.

Sobre o candidato do partido na Bahia ao Senado, o governador disse em tom de brincadeira que as iniciais serão WP. ‘A chapa está formada. Wagner, Otto (Alencar, do PP), (a deputada federal) Lídice (da Mata, do PSB) e WP’, se referindo a disputa entre Walter Pinheiro e Waldir Pires pela cadeira no Senado. A decisão deve sair nos próximos 15 dias, prevêem alguns dirigentes petistas.

Wagner disse que não se arrependeu de ter feito aliança com o PMDB em 2006 e ressaltou a importância de ter aliados como o Partido Progressista (PP) que vem como o seu candidato a vice, Otto Alencar. :: LEIA MAIS »

Atenção: CCJ do Senado aprova fim do sistema proporcional

ANA PAULA SCINOCCA – Agência Estado

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou hoje proposta que acaba com o sistema de voto proporcional para deputados e vereadores. Em seu lugar, o voto majoritário – com o qual são eleitos os senadores e os candidatos a cargos no Executivo, como prefeitos, governadores e presidente – seria o modo usado na escolha de todos os candidatos a cargos no Legislativo.

 Os deputados estaduais e federais e vereadores eleitos seriam sempre, então, aqueles que viessem a obter maior número de votos, independente do desempenho global de seus partidos, defende a proposta de emenda à Constituição (PEC 54/07), do senador Francisco Dornelles (PP-RJ).

 A PEC segue para o Plenário do Senado, onde precisa ser votada em dois turnos. Depois, para vigorar, o texto também precisa da aprovação da Câmara de Deputados. Mesmo que seja aprovada este ano, a medida não valeria para as eleições de outubro. :: LEIA MAIS »

Paulo Souto se reúne com sociedade civil de Vitória da Conquista

da ASCOM | DEM-BA

Segurança pública, saúde, educação, infra-estrutura, transportes e política fiscal estiveram na pauta da reunião do presidente estadual do Democratas, Paulo Souto, com representantes da sociedade civil de Vitória da Conquista, na terça-feira (11/05), na Cooperativa Mista Agropecuária Conquistense (Coopmac). O ex-governador esteve na cidade acompanhado pelo presidente estadual do PSDB, Antonio Imbassahy, o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, e o deputado estadual Clóvis Ferraz (DEM).

A violência que aflige a cidade se espalha pela zona rural. “O prefeito diz que o problema não é com ele e o governador não resolve. A criminalidade cresce assustadoramente na zona rural principalmente pela falta de perspectivas”, denunciou o presidente do Sindicato de Pequenos Produtores Rurais de Vitória da Conquista, Júnior Figueredo.

Os pequenos produtores, segundo Júnior, têm dificuldade de acesso a crédito. “O governo estadual diz que dá apoio à agricultura familiar, mas é só propaganda. O projeto fica no papel. Na prática não funciona. O êxodo rural aumenta e incha a periferia de Conquista, gerando os problemas sociais”.

A insegurança na cidade foi ressaltada também pelo presidente da Associação Comercial, Eliomar Pedro e pelo presidente da Associação das Indústrias, Ronaldo Bulhões. “Criamos o Conselho Municipal de Segurança e implantamos um sistema de videomonitoramento no centro comercial, mas o esforço foi em vão, porque as viaturas policiais não têm combustível. A gente dá um passo pra frente e o governo anda pra trás”, disse Pedro.

O representante da Loja Maçônica de Vitória da Conquista, Antonio Lobo, denunciou que as ambulâncias do SAMU não atendem alguns bairros da cidade, porque são recebidas a tiros pelos bandidos que controlam essas localidades. “A segurança é um problema sério, mas sofremos também com a deficiência dos serviços públicos de saúde”, disse. :: LEIA MAIS »

‘Estado’ realiza debate nesta segunda entre dirigentes do PSDB e do PT

estadão.com.br

SÃO PAULO – O Grupo Estado promove na manhã desta segunda-feira, 10, mais uma edição dos Debates Estadão. Os presidentes nacionais do PSDB, Sérgio Guerra, e do PT, José Eduardo Dutra, são os convidados.

A partir das 10 horas, eles discutirão as diferenças ideológicas e programáticas entre os dois partidos que dirigem e os rumos que a pré-campanha presidencial está tomando. Este é o primeiro de uma série de debates que o Estado realizará ao longo do ano eleitoral.

A iniciativa de confrontar presidentes de partidos para debater seus programas é pioneira. Guerra é economista e está no segundo mandato de senador por Pernambuco. Ele preside o PSDB desde 2007. Dutra é geólogo e foi senador por Sergipe de 1995 a 2003. Depois disso, presidiu a Petrobrás e foi eleito para dirigir o PT em 2009. :: LEIA MAIS »

Geddel Vieira Lima diz que César Borges é a voz da Bahia em Brasília

da Assessoria Parlamentar

O deputado Federal Geddel Veira Lima (PMDB) disse hoje (6) no Encontro Regional do PMDB, no município de Saúde, que César Borges é a voz mais ativa em defesa dos interesses da Bahia no Congresso e nas reivindicações junto ao governo federal. Borges e Geddel participaram também da cerimônia, na Câmara Municipal de Saúde, que concedeu a Afrísio Vieira Lima, pai do pré-candidato, e a Jaime Vieira Lima, tio, títulos de cidadãos.

“Eu vejo o senador César Borges tomar para si a responsabilidade de conseguir a melhoria das estradas baianas, de chamar a atenção do Governo Federal para o problema dos cacauicultores, que ainda sofrem com a crise provocada pela vassoura-de-brucha e pela desvalorização produto no mercado mundial”. Geddel citou ainda a luta do senador para resolver o problema dos portos que não mais atendem às necessidades do Estado da Bahia.

Na opinião de Geddel, essas bandeiras deveriam ser levantadas, em primeiro lugar, pelo governador estado. “O problema é que César Borges não encontra, no governador, um parceiro na defesa da Bahia. O governador parece estar dormindo enquanto as páginas dos jornais e das revistas exibem a situação de desgoverno em que o estado se encontra. É por isso que eu digo que César é a voz da Bahia em Brasília”, reiterou Geddel. :: LEIA MAIS »

OAB-ITABUNA DENUNCIA PRÉ-CANDIDATOS POR CAMPANHA ANTECIPADA

A subseção itabunense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) deflagrou uma ofensiva contra a campanha eleitoral antecipada. Nesta semana, a diretoria protocolou representação no Ministério Público Eleitoral contra, pelo menos, 25 pré-candidatos às eleições deste ano.

Na lista dos denunciados, estão os três principais nomes da disputa ao Palácio de Ondina (Geddel Lima, Jaques Wagner e Paulo Souto) . A partir da representação ao MPE, os promotores eleitorais analisam a documentação e decidem se denunciam – ou não – os políticos ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O presidente da OAB-Itabuna, Andirlei Nascimento, falou da ação que visa assegurar eleições limpas. :: LEIA MAIS »

PSDB consegue autorização para entrar no Sensus

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou pedido do PSDB e autorizou a fiscalização na sede do instituto Sensus, em Belo Horizonte. A iniciativa tem como objetivo esclarecer como foi feita a última pesquisa de intenção de voto divulgada pela entidade na terça-feira. O levantamento deu empate técnico entre os pré-candidatos do PSDB, José Serra, e do PT, Dilma Rousseff.

Os advogados do PSDB questionam alterações feitas no registro da pesquisa junto ao TSE – o nome do contratante, que por lei deve ser apresentado à Justiça Eleitoral, foi alterado quatro dias após a apresentação dos dados.

:: LEIA MAIS »

Jornal descarta eleição de Herzém Gusmão para a Câmara dos Deputados

Por Diêgo Gomes

tribuna da bahia

A edição de hoje do Jornal Tribuna da Bahia faz uma análise, através de calcúlos feitos pelo PT sobre a coligação entre PR-PMDB-PTB-PSC para as eleições de deputado federal.

De acordo com o jornal esse grupo deverá eleger oito deputados federais Lúcio Vieira Lima, Marcelo Guimarães e Arthur Maia, no PMDB, Toni Brito, no PTB, José Rocha, Maurício Trindade e Jonga Bacelar e Léo Kret do PR. Assim, nomes como o de Hérzem Gusmão candidato pelo PMDB estariam de fora da Câmara Federal a partir de 2011.

Tribuna da Conquista

Culto da Igreja Assembléia de Deus de Madureira vira palanque político

Culto da Igreja Assembléia de Deus de Madureira vira palanque político

O que deveria ser só um culto religioso, com cerca de cinco mil evangélicos, na Assembleia de Deus de Madureira, transformou-se ontem em palanque eleitoral liderado pelo ex-governador Anthony Garotinho, pré-candidato do PR ao governo. Ao lado da mulher, a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, e do pastor Manoel Ferreira, que disputará o Senado pelo PR, Garotinho, em seu discurso, pregou: “Vai ser eleito governador de tudo que é tipo e senador de tudo que é estado do Brasil. Mas só vai ser eleito um governador crente, um senador crente”.

O evento marcou o lançamento do “Manual Feminino da Cidadania”, que reproduz trechos polêmicos do Programa Nacional de Direitos Humanos do governo Lula – como o apoio ao projeto de lei que defende a união civil de pessoas do mesmo sexo, criticado por Garotinho.

O manual distribuído ao fiéis destaca as “22 razões para não fazer aborto”, ao lado de imagens de fetos mortos. São listadas ainda as “22 razões para orar por Garotinho”. Na contracapa, ele aparece com Rosinha e os filhos, com o título: “Quem tem família, defende família”. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia