WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


novembro 2020
D S T Q Q S S
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


:: ‘Coreias’

Guerra com o Sul pode eclodir ‘a qualquer momento’, diz Coreia do Norte

Agência Estado

SEUL – A acusação sul-coreana de que a Coreia do Norte é a responsável pelo naufrágio de um navio de guerra da Coreia do Sul é “tão grave que uma guerra poderia eclodir a qualquer momento”, advertiu nesta sexta-feira, 28, a Comissão Nacional de Defesa norte-coreana, segundo a agência de notícias Kyodo.

Qualquer colisão acidental que possa ocorrer no Mar Amarelo ou em outras áreas da fronteira bilateral marítima “levarão a uma guerra total”, disse Pak Rim Su, diretor da comissão do Departamento de Política, em entrevista coletiva realizada em Pyongyang, segundo a Kyodo.

É muito raro essa comissão, chefiada pelo líder do país Kim Jong-il, fazer uma entrevista coletiva. Pak é um general do Exército do Povo Coreano. Ele criticou Seul por “persistentemente negar” o pedido da comissão para que a Coreia do Norte realize inspeções na área onde ocorreu o naufrágio, para checar a acusação sul-coreana.

:: LEIA MAIS »

Coreia do Norte afundou navio sul-coreano, diz perícia

AE-AP – Agência Estado

Chefe da equipe de investigação, Yoon Duk-yong, apresentou o torpedo norte-coreano que acertou embarcação da Coreia do Sul SEUL – Um torpedo disparado de um submarino da Coreia do Norte afundou uma corveta sul-coreana no dia 26 de março, no Mar Amarelo, matando 46 marinheiros. Foi o que concluiu uma investigação internacional sobre o caso, acentuando a crise entre os dois países. Após a notícia, o presidente sul-coreano, Lee Myung-Bak, prometeu “medidas enérgicas” contra Pyongyang.

  O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-il, negou qualquer envolvimento no incidente e advertiu para o risco de uma “guerra generalizada” caso sofra sanções internacionais por conta do afundamento. Pyongyang enviará especialistas à Coreia do Sul para verificar as provas. Os EUA condenaram “energicamente” a atitude da Coreia do Norte. O presidente americano, Barack Obama, manifestou seus pêsames a Lee Myung-Bak e ao povo sul-coreano. Ele disse que a Casa Branca apoiará a Coreia do Sul, seja para que se faça justiça aos marinheiros mortos ou mesmo em sua defesa contra outros atos de agressão. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia