WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: ‘bebê’

Em três dias, dois corpos de bebês são encontrados na região metropolitana de Salvador

do A Tarde

Apesar da chuva, grupo de curiosos permaneceu sobre a ponte para acompanhar o resgate do corpo

Três dias depois que uma menina recém-nascida foi encontrada no lixo em Salvador, outro bebê do sexo feminino foi achado, nesta sexta-feira, 25, pela manhã, dentro de um rio, no município de Camaçari, região metropolitana da capital baiana. A primeira criança foi localizada com vida e passa bem, mas a segunda não teve a mesma sorte: foi achada morta.

Populares encontraram o bebê sob a ponte do Rio Camaçari, no bairro Camaçari de Dentro, no município da Região Metropolitana de Salvador. O corpo da criança estava preso numa parte assoreada do meio do rio, junto a entulho e lixo. Inicialmente, moradores acharam que se tratava de uma boneca, contou dona Justina da Anunciação, moradora da região.

:: LEIA MAIS »

Porto Seguro: Recém-nascido morre depois que mesa cirúrgica do parto quebra

 CORREIO

Um recém-nascido morreu depois que a mesa cirúrgica em que sua mãe estava quebrou após o parto em Porto Seguro, no sul da Bahia, no domingo (23). O acidente aconteceu no Hospital Luís Eduardo Magalhães. De acordo com o laudo do Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi traumatismo craniano. As informações são da TV Bahia.

Alcione Teixeira, 28 anos, deu entrada no hospital pela manhã. O pai do bebê, João Leão, reclamou de ter sido mal tratado no local. A criança, um menino, era o primeiro filho do casal e o segundo de Alcione. A família é de Pindorama, distrito de Porto Seguro. Durante o parto, a maca quebrou e o bebê caiu. A mãe teve ferimentos na perna e traumatismo no púbis. Segundo a avó do bebê, Neli Alves Teixeira, uma enfermeira a procurou para dizer que a criança bateu a cabeça em um balde que estava debaixo da maca.

Alcione pretende procurar o Ministério Público para fazer uma denúncia assim que receber alta. A delegacia da cidade vai instaurar um inquérito para investigar o caso, segundo a delegada Eliana Teles, que salientou que o hospital tem se comportado de maneira prestativa e passado informações.

Em nota, a diretoria do hospital diz que “tomou todas as providências cabíveis no momento, auxiliando a Polícia Civil e, principalmente, realizando o acompanhamento psicológico da paciente, além de um ortopedista estar cuidando da lesão acima citada. A paciente está abatida com a situação, mas passa bem”. Ainda segundo o hospital, os equipamentos do hospital passam regularmente por manutenção e nenhum defeito foi constatado nesta mesa cirúrgica.

Imagens flagram babá arremessando bebê de 7 meses; Família também a acusa de abuso sexual

do G1

Câmera instalada pela família registrou a ação da mulher. Para delegado que investiga o caso, imagens são de “tortura”.

A polícia investiga uma babá suspeita de agredir e abusar de um menino de 7 meses no município de Igarassu, em Pernambuco. A família da criança instalou uma câmera escondida e registrou a ação da mulher.

“A família gravou, temos um vídeo. Nas imagens, a mulher agride e abusa da criança. Tem tortura, porque uma criança que é maltratada nessa idade, para mim, sofreu tortura. E tem um abuso sexual”, afirmou à reportagem, neste domingo (25), o delegado Zanelli Alencar, da Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA).

Segundo Alencar, os pais do bebê procuraram a polícia no sábado (24) e compareceram à delegacia, na manhã deste domingo, para prestar depoimento. A babá trabalhava há poucas semanas na casa da família e não foi presa.

Pai é preso e confessa ter espancado bebê de quatro meses em Ilhéus

Um homem foi preso na noite de terça-feira (23), em Ilhéus, acusado de espancar seu filho de apenas quatro meses de idade. A denúncia foi feita por vizinhos que acreditavam que a criança sofria maus tratos porque chorava demais. A polícia chegou a residência e constatou que o bebê tinha vários hematomas no corpo.

Átila Pereira Moraes, 21 anos, foi preso e segundo informações da polícia, ele confessou que batia na criança porque ela chorava muito. Ele disse que estava nervoso e que perdeu a cabeça no momento da agressão. O bebê foi levado para o Hospital Regional de Ilhéus, onde permanece em observação. No momento da agressão, a mãe da criança estava no trabalho.

 Bahia Agora

Necrose evolui em bebê que pode ter sido picado por aranha

Continua em evolução a necrose no corpo do bebê de 11 meses que teria sido picado por uma aranha da espécie Loxosceles, conhecida como aranha-marrom. Nesta quarta-feira, 17, o diretor do Hospital Jorge Valente, Humberto Silveira Alves, disse que a criança é mantida sedada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O garoto já teve uma perna amputada e, na terça-feira, 16, passou por uma exsanguíneo-transfusão (transfusão de sangue localizada na região atingida pela necrose), na tentativa de interromper o avanço do problema, mas até o momento o procedimento não apresentou resultado. :: LEIA MAIS »

Bebê picado por aranha marrom corre risco de morte

Um bebê de 11 meses, completados nesta terça, está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Jorge Valente (Av. Garibaldi) em estado grave. No último domingo, a criança teve a perna esquerda amputada, devido a uma necrose causada, supostamente, por uma picada de aranha da espécie Loxosceles, conhecida como aranha-marrom.

O fato ocorreu em Alagoinhas (a 107 km da capital), no dia 21 de fevereiro. “De madrugada, ele gritou e começou a chorar muito”, conta a mãe, Jamile Ferreira. “Pegamos ele do berço e fomos, então, a um posto de saúde na cidade. Ali, vimos um pequeno hematoma”, ela lembra. :: LEIA MAIS »

Bebê de onze meses morre queimado em Vitória da Conquista

Um bebê de onze meses morreu queimada na noite de sexta-feira (26), em Vitória da Conquista, após a mãe, de 16 anos, ter deixado a criança dormindo com uma vela acesa.

De acordo com o Corpo de Bombeiros do município, duas velas foram encontradas em cima de um armário com várias roupas, o que pode ter facilitado com que o fogo se alastrasse rapidamente. A criança foi encontrada no cômodo já sem vida.

A adolescente de 16 anos, que já tem um outro filho de três anos, será indiciada para responder sobre o caso. A casa não tinha luz elétrica. Com informações do Correio



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia