WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829


:: ‘bassuma’

Bassuma tem menos de 72 horas para recorrer no TSE sobre indeferimento de candidatura ao governo da Bahia

do A Tarde

Se confirmada saída do candidato do PV deste pleito, possibilidade de 2º turno na Bahia poderá estar ameaçada.

Bassuma terá de recorrer ao TSE no prazo de até 72h

A candidatura ao governo do Estado de Luiz Bassuma, (PV) foi indeferida nesta quinta-feira, 5, pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). O candidato, segundo o Tribunal, não  apresentou todos os documentos necessários para o registro. De acordo com Bassuma, o partido vai recorrer, uma vez que todos os documentos necessários já teriam sido enviados.

A acusação de dupla filiação de Otto Alencar (PP), candidato a vice-governador na chapa à reeleição do governador Jaques Wagner (PT) foi adiada para a próxima terça. As suplentes de Edvaldo Brito (PTB), Irma Lemos, e de José Carlos Aleluia (DEM), Carmem Lúcia, também tiveram as candidaturas indeferidas por conta da falta de documentos.

Bassuma definiu como um equívoco a informação de que ele não teria apresentado todos os documentos necessários para o registro da candidatura. “Este documento já foi entregue duas vezes”, defendeu-se. De acordo com ele, a pendência seria um comprovante de residência. “Minha equipe já mostrou isso para o TRE, tem o protocolo, tudo o que se faz lá, tem que se registrar”, afirmou. :: LEIA MAIS »

BA: para candidato Verde, PT virou máquina de ganhar eleições

Davi Lemos

O deputado federal Luiz Bassuma (PV), pré-candidato ao governo do Estado da Bahia, não fugiu de questões polêmicas e, dentre outras declarações, afirmou que foi para ele uma honra ser punido pelo PT por não defender a legalização do aborto. “O aborto é um crime”, enfatizou ele, que não dispensou críticas ao antigo partido, do qual vem se afastando desde o episódio do mensalão que, dentre outras consequências, custou o mandato do ex-deputado José Dirceu, então ministro da Casa Civil.

Bassuma também cobrou coerência do ministro da Cultura, Juca Ferreira, acusado de utilizar o cargo de ministro para impedir a candidatura dos verdes à presidência e nos estados. “Queriam que o PV fosse uma sublegenda do PT”, disparou. Ele também barrou a possibilidade de lançamento do presidente do Olodum, João Jorge, ao Senado. Afirmou que o PV terá apenas um candidato, o deputado federal Edson Duarte. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia