WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


novembro 2020
D S T Q Q S S
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


:: ‘auditoria’

TCM multa prefeita de Cândido Sales e ordena auditoria no município

Brumado Notícias

A prefeita Sidélia foi multada em R$ 3,5 mil. (Foto: Conquista News)

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) rejeitou nesta terça-feira (7), as contas dos dois gestores de Cândido Sales, no exercício de 2009: Jaime Evangelista, que foi afastado pela Justiça Eleitoral, e a nova prefeita eleita Sidélia Dias dos Santos (PR). O relator do processo, conselheiro Raimundo Moreira, multou o primeiro gestor em R$ 10 mil, mais ressarcimento com recursos pessoais no valor de R$ 1,7 mil, e a segunda foi multada em R$ 3,5 mil.

O relator também determinou à Coordenadoria de Controle Externo do TCM a realização de auditoria do contrato firmado entre a prefeitura e a Oscip IDEPE (Instituto de Desenvolvimento na Promoção do Emprego), no valor de R$ 5,7 milhões, o equivalente a a 22% da receita do município, com indícios de contratação irregular de pessoal.

:: LEIA MAIS »

TCU aponta desvio de recursos no Senado de R$ 180 mi

ROSA COSTA – Agência Estado

Auditoria aprovada hoje pelos ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) aponta desvio de recursos públicos no pagamento indevido de servidores do Senado, inclusive de horas extras, além do acúmulo de cargos públicos, existência de gratificações ilegais e funcionários com jornada de trabalho inferior ao permitido por lei. O descaso na administração da Casa causou um prejuízo de cerca de R$ 180 milhões, na avaliação dos auditores.

 De acordo com o TCU, há na instituição 464 servidores recebendo remuneração cuja soma está acima do teto constitucional, de R$ 26,7 mil, e 83 funcionários incorporando gratificações sem que tenham sido designados para exercer função comissionada.

  :: LEIA MAIS »

AL: aliados cochilam e oposição aprova auditorias

O deputado Álvaro Gomes admitiu que foi um descuido de toda a bancada governista

image

Os deputados governistas cochilaram e os parlamentares da oposição conseguiram aprovar na Comissão de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle da Assembléia quatro requerimentos solicitando auditorias especiais em diversos contratos do Governo do Estado da Bahia.
Entre as solicitações estão as que pedem auditorias especiais nos relatórios de gestão fiscal do primeiro e do terceiro quadrimestres de 2009 das contas do governo Jaques Wagner.
Os parlamentares também aprovaram pedido de auditorias especiais nos convênios e contratos firmados entre a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e o Instituto Brasil de Preservação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável e no firmado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) para a construção do Hospital Eládio Lassere, em Cajazeiras.

:: LEIA MAIS »

CGU encontra indícios de desvio de mais de R$ 100 milhões em recursos federais no DF

Uma auditoria feita pela Controladoria-Geral da União (CGU) apontou indícios de desvio de recursos federais pelo governo do Distrito Federal que ultrapassam R$ 100 milhões. Em três meses de auditoria, a CGU identificou mais de 170 irregularidades nas áreas de educação, saúde e obras. Além de desvio de recursos, há indícios de pagamentos por obras não realizadas, superfaturamento, beneficiamento de empresas privadas e fraudes em licitações. De acordo com o ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, o resultado do trabalho acende uma “luz vermelha” na administração dos recursos federais pelo GDF.

“Trata-se de uma situação que eu classificaria como grave. Isso porque, em um período relativamente curto, de três meses de trabalhos, nós encontramos problemas em praticamente todas as áreas investigadas”, avaliou Hage, que entregou hoje (5), pela manhã, o relatório da auditoria ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. :: LEIA MAIS »

Folhas de pagamento do TJ-BA devem passar por auditoria

Os sindicatos que representam os funcionários do poder Judiciário vão pedir auditoria na folha de pagamento do Tribunal de Justiça da Bahia. Após reunião com a desembargadora Telma Brito, presidente do TJ-BA, diretores sindicais encaminharam documentos à Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE), Ministério Público Estadual (MTE) e Tribunal de Contas da Bahia (TCE) nos quais exigem uma análise apurada dos salários. “As irregularidades causaram indignação entre os servidores”, afirmou a diretora Elizabete Oliveira Rangel da Silva, coordenadora geral do Sindicato dos Servidores Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia (Sintaj). :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia