WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: ‘Argentina’

Crescimento de evangélicos avança na Argentina, diz pesquisa

Serviço de batismo de uma igreja evangélica na Argentina. (Foto: Reprodução/Evangélico Digital)
Serviço de batismo de uma igreja evangélica na Argentina. (Foto: Reprodução/Evangélico Digital)

O governo da Argentina publicou esta semana os números da Segunda Pesquisa Nacional sobre Crenças e Atitudes Religiosas. É uma pesquisa detalhada que compara a evolução social e religiosa dos argentinos nos últimos 11 anos (de 2008 até hoje).

Segundo os dados desta pesquisa, o número de pessoas que se identificaram como cristãos evangélicos na Argentina aumentou de 9% em 2008 para 15,3% em 2019.

Enquanto isso, a Igreja Católica Romana do país latino-americano perdeu membros. Em 2019, 76,5% da população identificada com o catolicismo, agora o número caiu para 62,5%.

O declínio é mais acentuado se a afiliação católica for comparada à década de 1960, quando mais de 90% dos argentinos foram identificados como católicos.

Por outro lado, quase 2 em cada 10 cidadãos argentinos dizem agora que não se identificam com uma religião (18,9%), um aumento significativo em comparação a 2008 (10%).

Desconfiança das instituições

“A pesquisa mostra que a crença em Deus é de cerca de 80%, mas estamos em um contexto de desconfiança nas instituições em geral, uma realidade que afeta também as organizações religiosas”, disse o sociólogo Fortunato Mallimaci, líder do grupo de pesquisa contratado pelo Ministério da Sociedade, Cultura e Religião.

“Isso pode ser o que explica por que 60% dos crentes admitem que seu relacionamento com Deus é administrado por conta própria e apenas 30% frequentam um edifício da igreja”, diz Mallimaci.

O debate do aborto na Argentina

A pesquisa oficial também perguntou aos argentinos questões controversas, como o aborto. No momento, a maioria está longe de ter uma mentalidade pró-vida.

18,7% da população é contra o aborto sob quaisquer circunstâncias. Por outro lado, 27,3% acreditam que o aborto deve ser um direito das mulheres.

A posição dos católicos é muito parecida com o resto da população: 22,3% acreditam que deveria ser um direito e 17,3% são contra o fim da vida dos bebês ainda não nascidos.

Os evangélicos são mais claramente pró-vida, mostra a pesquisa. 4 em 10 se opõem totalmente ao aborto e apenas 7,3% dizem que deve ser um direito das mulheres.

Cultura cristã

Apesar do crescimento do laicismo, a Argentina continua sendo um país com maioria que se identifica com a cristandade.

82,9% dizem que têm algum grau de devoção por Jesus Cristo, 81,9% acreditam em Deus e 75,9% no Espírito Santo – embora todas as três crenças tenham diminuído desde 2008.

O fato de os cidadãos se identificarem com o catolicismo e o evangelicalismo não significa que eles são cristãos comprometidos com uma implicação regular em uma igreja local.

Os números mostram que há cada vez mais pessoas que ignoram a igreja e adotam crenças “à la carte”.

43% das pessoas assistem a missas ou cultos “apenas em ocasiões especiais” e 29,6% nunca o fazem. O restante da população frequenta uma igreja mensalmente (9,6%), semanalmente (11%) e todos os dias (6,2%). Entre os que se relacionam com a fé cristã “institucionalmente”, os evangélicos são os que mais participam de celebrações coletivas e visitam um edifício da igreja (55,3%). Entre os católicos, a frequência da igreja cai para 25%.

Fonte: Guiame

Um dia após zombarem do Brasil, Argentina é eliminada pela Alemanha em goleada para ficar na história

do Globoesporte.com

Sob o comando de Schweinsteiger, seleção vence por 4 a 0 e manda os hermanos para casa; Klose marca duas vezes e fica a um gol de Ronaldo

Maradona assiste sua Argentina ser desclassificada “de quatro”

 

A torcida argentina comemorou bastante a eliminação do Brasil na sexta-feira, mas a festa dos hermanos não durou mais que um dia. Desta vez, a Alemanha não precisou de pênaltis e nem de sofrimento, como em 2006: sem dar chances ao time de Diego Maradona, os alemães aplicaram um chocolate inapelável por 4 a 0 na Cidade do Cabo e estão classificados para a semifinal da Copa do Mundo. Como disse o diário “Olé” para os brasileiros, os argentinos agora também podem comprar uma televisão para assistir ao restante do Mundial no conforto do sofá de casa.

Maradona desfilando sem roupa no Obeslico em Buenos Aires? Fica para a próxima. Na última Copa, a Alemanha também eliminou a Argentina nas quartas de final, mas com uma sofrida decisão por pênaltis. Neste sábado, no Green Point, não deu nem tempo de roer as unhas: Müller abriu o placar antes do terceiro minuto de jogo e fez o gol mais rápido do torneio na África do Sul. Depois recebeu um cartão amarelo e está fora da semifinal. Klose marcou duas vezes e agora tem 14 em Copas, um a menos que o recorde de Ronaldo. O zagueiro Friedrich também deixou o seu. Schweinsteiger não marcou, mas foi o maestro do time e acabou sendo eleito o melhor da partida pelos internautas no site da Fifa.A torcida argentina era maioria no estádio, mas quem riu por último foi o meia Michael Ballack, que ficou fora da Copa por contusão, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, ambos presentes no estádio. Melhor jogador do mundo em 2009, Lionel Messi teve atuação apagada e deixou a competição sem nenhum gol marcado.

A seleção de Joachim Löw agora espera o vencedor de Paraguai x Espanha, ainda neste sábado, às 15h30m, para saber quem será seu rival na próxima quarta-feira, em Durban, pela semifinal. Um dia antes, Uruguai e Holanda decidem na Cidade do Cabo o primeiro finalista. :: LEIA MAIS »

Argentina pega a Coreia do Sul de olho em vaga nas oitavas

 

 

Mário André Monteiro, iG São Paulo

Argentina e Coreia do Sul podem dar um passo decisivo rumo à classificação para as oitavas-de-final da Copa do Mundo. Quem vencer o duelo desta quinta-feira pelo grupo B, em Joanesburgo, praticamente assegura uma vaga no mata-mata da competição. O jogo acontece às 8h30, no estádio Soccer City, palco da final. 

A Coreia do Sul é a líder da chave com três pontos, mesma pontuação da Argentina, mas leva vantagem por ter melhor saldo de gols. Na estreia, os asiáticos venceram a Grécia por 2 a 0, enquanto os sul-americanos bateram a Nigéria por apenas 1 a 0.

O duelo marca o reencontro de Maradona com Huh Jung-Moo. Os treinadores de Argentina e Coreia do Sul, respectivamente, se enfrentaram como jogadores na fase de grupos da Copa do Mundo de 1986, no México. Na ocasião, os argentinos venceram por 3 a 1 e se sagrariam campeões ao final do torneio.Esta semana, Maradona brincou dizendo que, naquela ocasião, o técnico sul-coreano, que era volante, lhe deu duas entradas violentas. Sobre o jogo desta quinta, o argentino pediu a seus comandados que tenham mais capricho na hora das finalizações, que quase custaram a vitória contra Nigéria.

“Nós precisamos ganhar para subirmos mais um degrau na luta para chegarmos ao sétimo jogo (final). Mas para isso não podemos pecar tanto nas finalizações, pois isso uma hora vai nos cobrar. O que me deixa feliz é que estamos conseguindo criar”, afirmou o técnico.

Após o rendimento abaixo do esperado no magro triunfo do primeiro jogo, especulou-se que Maradona mexeria na escalação da equipe, mas o treinador tratou de descartar qualquer mudança. A única alteração do time que estreou é no meio-campo. Com dores na panturrilha, Verón dará lugar a Maxi Rodriguez.

“Foi difícil a decisão de deixá-lo fora dessa partida. Ele (Verón) quer jogar, mas corremos o risco da situação piorar. Não quero que a Copa termine para ele”, afirmou o técnico da seleção argentina.

O esquema tático para o jogo contra os sul-coreanos será o mesmo, inclusive com o meio-campista Jonás Gutiérrez improvisado na ala-direita. Dí Maria e Gonzalo Higuain, que pouco fizeram contra a Nigéria, serão mantidos na equipe titular.

Já a Coreia do Sul tem como missão parar Messi, o que facilitaria muito no objetivo de arrancar ao menos um empate contra os argentinos. E o treinador Huh Jung-Moo está otimista para o duelo. “Não importa quanta força eles têm. Se fizermos o que temos que fazer, nós podemos continuar a crescer. Não devemos pensar de forma negativa só porque é a Argentina”, analisou. 

Veron foi substituído na partida contra Nigéria e não pega a Coreia do Sul
Foto: Getty Images

Veron foi substituído na partida contra Nigéria e não pega a Coreia do Sul :: LEIA MAIS »

Argentina bate a Nigéria com o placar magro de 1 a 0, mas fica bem na foto

Por Thiago Dias Direto de Joanesburgo, África do Sul

À beira do campo, Diego Maradona seguiu o conselho das filhas e estreou como técnico em Copas do Mundo envergando um impecável terno cinza para enfrentar a Nigéria. Em volta dele, a torcida argentina deu um trato no visual do estádio Ellis Park e carregou suas bandeiras para as arquibancadas, como se estivesse na Bombonera. Dentro de campo, os comandados de Don Diego também jogaram como manda o figurino: Messi chamou a responsabilidade e fez o time jogar para frente. O placar magro de 1 a 0 não chegou a empolgar, mas no fim das contas deu para ficar bem na foto.

Cercado de expectativa antes da Copa, Messi teve uma das suas melhores atuações com a camisa da Argentina, mas não conseguiu vencer a batalha com o goleiro Enyeama, que fechou as portas para o craque e foi escolhido pela Fifa como o melhor em campo. O gol dos hermanos saiu numa cabeçada de Heinze, aos seis minutos do primeiro tempo.

maradona messi abraço argentina nigéria
Após a partida, Diego Maradona entrou em campo
e foi abraçar o craque Lionel Messi (Foto: AFP)

A Argentina volta aos gramados no dia 17, no Soccer City, para enfrentar a Coreia do Sul. No mesmo dia, a Nigéria pega a Grécia. Argentinos e sul-coreanos lideram o grupo B com três pontos cada. Gregos e nigerianos não pontuaram na primeira rodada.

:: LEIA MAIS »

Protesto contra casamento gay na Argentina

Cristãos querem referendo para que a população decida se aceita o casamento homossexual

 Protesto contra casamento gay na Argentina

Integrantes de duas entidades evangélicas da Argentina protestaram em Buenos Aires contra o projeto que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo, que tem grandes chances de tornar-se lei em meados de julho.
O protesto foi convocado em frente a sede do Parlamento pela Aliança Cristã de Igrejas Evangélicas (Aciera) e a Federação Confraternização Evangélica Pentecostal (Fecep).
As duas entidades pedem que o governo convoque um referendo para que a população decida se aceita o casamento homossexual. A câmara dos deputados já aprovou a lei, no começo deste mês, por 126 votos a favor, 109 contra e cinco abstenções. “Apoiamos a ideia do plebiscito. A sociedade deve ser consultada e o governo tem que escutar seus eleitores”, disse Rubén Proietti, chefe da Aciera.
:: LEIA MAIS »

Copa do Mundo: Reclusa, Argentina chega com torcida de aluguel

Daniel Tozzi, Levi Guimarães e Paulo Passos, enviados iG 

Os comandados de Diego Armando Marandona chegaram ao país da Copa neste sábado. A delegação da argentina desembarcou na África do Sul às 8h35 (3h35 no horário de Brasília). Cerca de 1h30 depois, o ônibus com os jogadores e a comissão técnica já estava no Centro de Alta Performance no Esporte da Universidade de Pretória, local de concentração da delegação durante o Mundial.

Foto: AP

Maradona e seus comandados desembarcam em Pretória

    Em frente ao local, um segurança divulgou um comunicado oficial da instituição informando que a entrada dos jornalistas estava vetada. Nem mesmo os torcedores que foram ver e apoiar os argentinos puderam ter acesso aos jogadores.

    Com bandeiras da África do Sul e da Argentina, os alunos de um colégio vizinho cantavam o hino sul-africano até serem interrompidos pelo repórter Martin Alejandro, do canal TyC. O jornalista pediu aos adolescentes que cantassem músicas tradicionais da torcida argentina (veja o vídeo).

    “Eu vi o Messi”, gritava uma das alunas emocionada, após a passagem do ônibus da seleção argentina. Ver, através da janela , foi o único contato permitido.

    :: LEIA MAIS »

Comercial de cerveja causa polêmica ao mostra Deus como argentino. Assista

Um comercial da cerveja Quilmes, patrocinadora oficial da seleção de futebol da Argentina, provoca polêmica ao mostrar “Deus” como sendo argentino. A propaganda, entitulada “Diós”, passou a ser veiculada neste fim de semana na Argentina relaciona Deus a momentos marcantes 

 da seleção na história das Copas.

“Para a Quilmes, assim como para todos os argentinos, a Copa do Mundo é uma ocasião muito especial”, diz Diego Belbussi, diretor de marketing da empresa. “Estamos seguros que esta propaganda deixará uma mensagem de confiança sobre a história, o presente e o futuro da seleção.”

No comercial, uma voz vinda dos céus fala à população que foi sim responsável por lances históricos nas Copas do Mundo, como a bola na trave que evitou a derrota da Argentina para a Holanda no último minuto da final da Copa de 1978, ou a série de bolas que chutadas na trave pelos jogadores do Brasil durante a partida contra os argentinos no Mundial de 1990. “Sim, fui eu”, diz a “voz” no comercial.

“Deus” também admite ter colaborado no famoso gol feito com a mão por Maradona contra a Inglaterra na Copa de 1986. “Esta pode ter sido sim a minha mão”, diz.

A propaganda segue mostrando lances decisivos protagonizados pelos argentinos, como os pênaltis defendidos pelo goleiro Goycoechea, também em 1990, o golaço de Maradona driblando vários ingleses, em 1986, o gol do título da final daquela Copa, marcado por Burruchaga contra a Alemanha, e o gol de Palermo em pleno temporal no final da partida contra o Peru, nas Eliminatórias para a Copa de 2010, que salvou a Argentina de ficar de fora da Copa. E “Deus” diz: “Não, isso não fui eu!”. O comercial termina pedindo ao povo argentino para torcer e amar as cores da seleção acima de tudo. :: LEIA MAIS »

Maradona corta sete jogadores e define convocados

O técnico Diego Maradona definiu nesta quarta-feira os 23 jogadores que irão à Copa do Mundo da África do Sul pela seleção argentina, após anunciar o corte de oito pré-convocados. Um dos aspectos mais significativos da lista é o fato de o treinador ter optado por inscrever seis atacantes, entre eles Lionel Messi, do Barcelona, e Carlitos Tévez, do Manchester City. O veterano Martin Palermo, que poderá se despedir em breve do Boca Juniors, também foi um dos escolhidos.

Maradona cortou os zagueiros Fabricio Coloccini (Newcastle-ING) e Juan Insaurralde (Newell’s Old Boys-ARG), os meias Jesús Dátolo (Olympiacos-GRE), Juan Mercier (Argentinos Juniors-ARG), José Sosa (Estudiantes-ARG) e Sebastián Blanco (Lanús-ARG), além do atacante Ezequiel Lavezzi (Napoli-ITA).
O treinador da ‘albiceleste’ justificou alguns cortes. Com a inclusão de Javier Pastore, do Palermo, a última dúvida de Maradona ficou entre Maxi Rodriguez, Jose Sosa e Jesus Dátolo, que disputavam uma vaga no meio-campo. A experiência em Mundiais de Maxi Rodriguez fez a diferença a seu favor.

:: LEIA MAIS »

Maradona anuncia titulares da Argentina e dá dicas a Messi

da EFE

O técnico Diego Maradona antecipou na noite desta terça-feira os 11 jogadores que pretende escalar como titular na Copa do Mundo. Além disso, o ex-craque aproveitou para aconselhar o meia-atacante Lionel Messi a atuar livre no ataque, pois assim conseguirá brilhar nos gramados da África do Sul.

“Srgio Romero; Nicolás Otamendi, Martín Demichelis, Walter Samuel e Gabriel Heinze; Javier Mascherano; Jonás Gutiérrez, Juan Sebastián Verón e Angel Di María; Lionel Messi e Gonzalo Higuaín”, anunciou Maradona à emissora Fox Sports, mas admitindo uma ou outra mudança dependendo do rival argentino na Copa.

:: LEIA MAIS »

Argentina: Deputados argentinos aprovam casamento homossexual

Reuters

A Câmara dos Deputados da Argentina sancionou na madrugada desta quarta-feira um projeto de lei que autoriza o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O projeto agora terá que passar pelo Senado para converter-se em lei.

Se o Senado aprovar o projeto, o que pode acontecer nos próximos dias, a Argentina se tornará o primeiro país da América Latina, região onde predomina a religião católica, a estender o direito de casamento aos homossexuais, apesar da oposição da Igreja Católica.

“Estamos igualando direitos de maneira mais genuína”, disse o deputado Agustín Rossi, líder do bloco governista na Câmara. “A união civil não é a mesma coisa que o casamento. Ela representa continuar estigmatizando, continuar dizendo (aos homossexuais) que eles são diferentes — que podem fazer até aqui, enquanto o resto, as outras coisas, são reservadas a nós”, acrescentou. :: LEIA MAIS »

Ladrões se fantasiam de ovelhas e enganam 300 policiais

Os ladrões Maximiliano Pereyra, de 25 anos, e Ariel Diaz, 28, passaram uma semana disfarçados como ovelhas na Argentina. A dupla fugiu de um presídio e, para não ser reconhecida, se fantasiou do animal e se juntou a outras ovelhas de uma fazenda.

Segundo a imprensa argentina, os ladrões enganaram cerca de 300 policiais que estavam a sua procura na região.

Moradores de La Almeda reconheceram a dupla uma semana depois da fuga. Eles foram vistos correndo pelos campos segurando a fantasia. Pereyra e Diaz foram presos em meio a muitas ovelhas de uma fazenda em Saladillo.

A polícia local preferiu não comentar o caso.

G1

Forte tremor de magnitude 5,6 sacode norte da Argentina

Um tremor de terra de magnitude 5,6 sacudiu nesta sexta-feira a região de La Rioja, no norte da Argentina, informou o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS).

Os sismógrafos do USGS detectaram o tremor às 19h22 de Brasília e localizaram o epicentro a 220 quilômetros ao oeste de Catamarca e a 268 quilômetros de Copiapó, no território chileno.

A profundidade do abalo foi de 80 quilômetros, disse o USGS em comunicado. :: LEIA MAIS »

Primeiro casamento entre mulheres é realizado na Argentina

Duas mulheres, ambas de 67 anos, se casaram nesta sexta-feira (9) em um cartório em Buenos Aires, no primeiro casamento entre mulheres da Argentina.
A argentina Norma Castillo e a uruguaia Ramona “Cachita” Arévalo, que namoravam há 30, se casaram depois de conseguir uma autorização judicial concedida pela magistrada Elena Liberatori.
As duas são ativistas do coletivo 100% Diversidade e Direitos e Norma é titular do Centro de Aposentados Porta Aberta à Diversidade, organizações que fazem parte da Federação Argentina de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais, cujos porta-vozes confirmaram à Agência Efe a celebração da união.
:: LEIA MAIS »

Presidentes de América Latina e Caribe criam novo bloco regional sem EUA

IG

Os 24 mandatários de América Latina e Caribe reunidos em Cancún, leste do México, aprovaram nesta terça-feira a criação de um novo bloco regional, sem os Estados Unidos, cujos estatutos serão definidos em Caracas em 2011, disse o presidente do México, Felipe Calderón.

A chamada Cúpula da Unidade da América Latina e do Caribe, que reúne 32 países, foi aberta no balneário mexicano de Playa del Carmen com uma participação histórica de chefes de Estado. 

Participam da reunião, que alguns países da região pretendem transformar em um novo fórum de diálogo regional, 25 chefes de Estado dos 32 países que a compõem. A primeira cúpula ocorreu em dezembro de 2008, na Bahia.

Brasil defende apoio da região à Argentina sobre Malvinas

BBC Brasil

Os chefes de Estado que participam da 2ª Cúpula da América Latina e Caribe, em Cancún, no México, devem sair do encontro com um documento de apoio à Argentina sobre a questão das ilhas Malvinas (Falklands, para os ingleses).

Essa, pelo menos, é a expectativa do governo brasileiro, segundo o assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia.

“Seguramente vamos sair daqui com uma posição de apoio; Não sei exatamente em que termo, mas sairemos com uma posição firme, disse Garcia a jornalistas em Cancún. :: LEIA MAIS »

Oração com obediência, salvação da família argentina!

Extraído do livro: Oração Sem Fronteiras, autoria de Wal Cordeiro

Em outubro de 1996, tive a oportunidade de participar de um impacto evangelístico em La Plata na Argentina. Foi um tempo muito gratificante e de crescimento espiritual para mim, pois aprendi a respeitar a cultura do próximo e colocar a oração antes de qualquer ação. Ainda que a Argentina seja nossa vizinha na América do Sul, sua cultura é totalmente diferente da nossa. Lá as pessoas dormem muito tarde, e eu, particularmente, gosto e estou acostumado a dormir cedo, quase sempre. Em Vitória da Conquista, minha cidade natal, nossa “cena” (Jantar) é servido mais ou menos às 19:00 horas.  na Argentina é servido mais ou menos às 23:30 hrs .Daí você pode avaliar a diferença de hábitos de uma cultura para outra. Então, quando estive lá aprendi a respeitar os horários deles, pois eu era um visitante. O Senhor tem me chamado para as nações, por isso eu devo entendê-las e amá-las. Quando amamos as nações, nos identificamos com elas e escolhemos obedecer ao chamado de Deus para servi-las, Ele manifesta a sua glória e o seu poder salvador!

 Ao término do impacto, nós tínhamos em torno de 800 decisões, e um bom relacionamento com a igreja argentina. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia