WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘aliança’

Reunião entre líderes sela a aliança PT-PTN em Vitória da Conquista

ASCOM | PTN

Aconteceu nesta quinta-feira, dia 10, uma reunião entre o Partido dos Trabalhadores – PT e o Partido Trabalhista Nacional – PTN, onde os partidos discutiram sobre a nova situação política do PTN, ou seja, aliado a base governista.

Através do Presidente do PT, o senhor Rivaldo desejou boas vindas ao Capitão Lima, Presidente do PTN, ao vereador Joel Fernandes (foto), a Wilson Brasil, vice-presidente e ao Dr. Tárcio Lima, secretário do partido, enfatizando a importância dos partidos da base aliada somarem esforços em prol de um projeto político para a cidade que está dando certo.

Por outro lado, o PTN através do seu Presidente, Capitão Lima, registrou a satisfação dos petenistas em poder contribuir como integrante da base governista, para o crescimento da cidade de Vitória da Conquista. Disse ainda, que a posição do PTN em aderir ao governo Municipal deve-se ao fato de convergências de intenções, ideais e propósitos do partido com vistas ao desenvolvimento constante, equilibrado e justo da cidade.

:: LEIA MAIS »

A 42 dias do pleito, PMDB exige do PT a divisão de 50% do governo

do Estadão

Em caso de vitória de Dilma, partido de Temer deixaria de agir como ‘convidado’, passando a atuar como um dos ‘donos da casa’.

Poder dividido “meio a meio”. Assento no Planalto, entre os “ministros da casa”, e no Conselho Político que assessora o presidente da República. Henrique Meirelles na equipe econômica. Ministérios de “porteira fechada”, os cargos de sempre nas estatais e postos de comando nas vedetes do petróleo, a Petrobrás e a Petro-Sal. Senado e Câmara sob seu comando.

Com a campanha eleitoral em curso e ainda a 42 dias da abertura das urnas, é com essa precisão cirúrgica, alimentada pela liderança nas pesquisas da candidata aliada, Dilma Rousseff (PT), que o PMDB já define as regras de ocupação do poder. Como presidente do partido, deputado Michel Temer (SP), no posto de vice da chapa presidencial, o PMDB estima o tamanho da cota futura de poder baseado no argumento de que agora, se Dilma ganhar, o partido não é mais “um convidado”, mas na verdade um dos “donos da casa”, o Palácio do Planalto. :: LEIA MAIS »

Deputado federal de 39 anos é a escolha do DEM para vice de José Serra

do G1

Deputado Índio da Costa, do Rio de Janeiro, foi oficializado como vice da chapa tucano-democrata. Indicação aconteceu após série de conversas e até anúncio de outro nome. ‘Foi surpresa para mim também’, disse ele após indicação.

DEM indica Indio da Costa (com o braço erguido) para a vaga de vice ao lado de José Serra

 O deputado Índio da Costa (DEM-RJ) disse nesta quarta-feira (30) ter sido surpreendido com sua indicação para o posto de candidato a vice-presidente na chapa de José Serra (PSDB). A oficialização da aliança aconteceu nesta quarta cerca de uma hora após o anúncio do nome do deputado do Rio de Janeiro.

O parlamentar discursou na convenção do DEM logo após ter seu nome aprovado por aclamação. “É com muito orgulho que aceito essa tarefa em nome do Democratas. Foi surpresa pra vocês, mas foi surpresa para mim também.” Índio da Costa disse que “não tinha como recusar” o convite. Ele classificou Serra como “ o mais preparado para governar o país” e criticou o “loteamento da máquina pública” no governo federal.

O candidato a vice agradeceu ao ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia (DEM), que o lançou na política, e outras lideranças do partido. O discurso de Índio foi rápido –durou cerca de cinco minutos.

Desfecho da crise :: LEIA MAIS »

Geddel Vieira Lima diz que César Borges é a voz da Bahia em Brasília

da Assessoria Parlamentar

O deputado Federal Geddel Veira Lima (PMDB) disse hoje (6) no Encontro Regional do PMDB, no município de Saúde, que César Borges é a voz mais ativa em defesa dos interesses da Bahia no Congresso e nas reivindicações junto ao governo federal. Borges e Geddel participaram também da cerimônia, na Câmara Municipal de Saúde, que concedeu a Afrísio Vieira Lima, pai do pré-candidato, e a Jaime Vieira Lima, tio, títulos de cidadãos.

“Eu vejo o senador César Borges tomar para si a responsabilidade de conseguir a melhoria das estradas baianas, de chamar a atenção do Governo Federal para o problema dos cacauicultores, que ainda sofrem com a crise provocada pela vassoura-de-brucha e pela desvalorização produto no mercado mundial”. Geddel citou ainda a luta do senador para resolver o problema dos portos que não mais atendem às necessidades do Estado da Bahia.

Na opinião de Geddel, essas bandeiras deveriam ser levantadas, em primeiro lugar, pelo governador estado. “O problema é que César Borges não encontra, no governador, um parceiro na defesa da Bahia. O governador parece estar dormindo enquanto as páginas dos jornais e das revistas exibem a situação de desgoverno em que o estado se encontra. É por isso que eu digo que César é a voz da Bahia em Brasília”, reiterou Geddel. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia