WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira

O Brasil que está aprendendo a orar


novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


Suas escolhas determinam o seu futuro


Por Wal Cordeiro

“ Você pode decidir o que semear, porém não pode escolher o que vai colher.” Provérbio chinês

A lei da semeadura é muito interessante e nos ensina vários princípios sobre as questões da vida.

Para um agricultor é mais fácil compreender essa lei, pois convive, diariamente, com os desafios de preparar a terra e jogar a semente sobre ela e aguardar pacientemente o processo da germinação e crescimento do produto plantado.

O homem do campo sabe muito bem o que quer. Sabe a hora exata de arar a terra, o momento ideal para o plantio e o tempo certo para colher o que plantou.

Em relação ao tempo e ao clima, o homem rural é um grande especialista. Basta olhar para as nuvens e dizer se vai chover ou não. É um grande conhecedor climático sem ter freqüentado uma faculdade. Pelo tipo de vento e sua direção ele sabe qual é a semente ideal para a época.

Porém, uma coisa ele sabe e tem plena certeza que nenhuma tecnologia de ponta pode interferir: “O que planta colhe”.
– Se planta arroz, vai colher arroz;
– Se plantar feijão, jamais colherá soja;
– Se plantar milho, nunca poderá colher laranja.
A lei da semeadura diz que: “O que plantamos colhemos”. Não é difícil entender, pois as respostas da vida, através de amargas ou benéficas experiências nos ensinam. Para exemplificar, usarei uma historinha interessante:
Ao encontrar caído no chão um pequeno e frágil filhote de passarinho, um dos discípulos de um grande sábio concebeu um jeito de, afinal, provar ser mais esperto que seu mestre.
“Vou levar o passarinho até o sábio e lhe perguntar se ele está vivo ou morto, pensou ele consigo mesmo, se ele responder que o passarinho está morto, eu abro as mãos e o deixo se mexer. Se ele responder que está vivo, eu aperto um pouco as mãos e o mato. De um jeito ou de outro, ele não acertará a resposta”.
Após ensaiar mentalmente suas palavras, aproximou-se do mestre e lhe perguntou: Bom mestre, o que tenho em minhas mãos?
O mestre olhou para suas mãos e, vendo algumas penas por entre seus dedos, respondeu-lhe: Um filhote de passarinho. :: LEIA MAIS »

Artigo: Violência na cidade que atinge a família


Por Wal Cordeiro

“Fiz e faço. Não tenho medo de ninguém. Se você falar com minha mãe, eu acabo com a raça do seu filho e com a sua também, pois o encontro todo dia na escola. Sua filha da… Sua rap… Sua p… (Imagine todas as palavras de baixo calão que uma pessoa pode pronunciar em voz alta).” Os olhos do menino transmitiam muito ódio e perversidade para alguém tão púbere.

Essa foi a grande ameaça que uma mãe que uma mãe, conquistense, m 2009 ouviu ao tentar confrontar um garoto de apenas doze anos, na porta da sua casa. Ele vinha constantemente praticando todo tipo de violência verbal, emocional e física contra o seu filho (mais novo do que o garoto desaforado) na escola em que ambos estudam. O pior disso tudo! Estudam na mesma sala. Se encontram todos os dias.

Conto melhor essa história! Porém, vamos definir primeiro o significado das palavras: cidade, violência e família.

Cidade – Complexo demográfico formado, social e economicamente, por uma importante concentração populacional não agrícola, i. e., dedicada a atividades de caráter mercantil, industrial, financeiro e cultural; urbe.

Violência – Vem do latim violentia: Constrangimento físico ou moral; uso da força; coação.

Família – Pessoas aparentadas, que vivem, em geral, na mesma casa, particularmente o pai, a mãe e os filhos. Também significa: Pessoas unidas por laços de parentesco, pelo sangue ou por aliança.
Continuemos com a história:
Em um determinado colégio público de Vitória da Conquista, um garoto (10 anos) estava sofrendo intimidações constantes do seu colega mais velho (12 anos). O colega de sala o obrigava a fazer, durante o recreio, coisas que ele não queria do tipo: fazer gestos obscenos para as meninas da turma e outras coisas mais, que não vale a pena mencionar, sob a ameaça de bater em sua mãe caso ele não obedecesse. :: LEIA MAIS »

Missões: Pastor é preso após protestar contra massacre de cristãos


Protestos em Plateau

Protestantes a caminho da residência do governador do estado de Plateau em Jos, Nigéria. (Foto: Morning Star News)

Um pastor da Assembleia de Deus, juntamente com sua esposa e filho, estão entre os mortos nos ataques de muçulmanos da etnia fulani em áreas predominantemente cristãs da Nigéria. Estima-se que chegou a 218 o número de cristão assassinados na onda de violência nas últimas duas semanas somente no estado de Plateau.

A liderança da Assembleia de Deus na região afirma que o governo ordenou a prisão dos pastores que organizaram protestos contra o massacre religioso na região. Isa Nenman, foi preso na quinta-feira (28) após a marcha organizada por ele levar manifestantes até a residência do governador de Plateau.

Nenman é presidente da Associação Cristã da Nigéria (CAN, na sigla original) em Plateau.

“Após o protesto pacífico de ontem promovido pela CAN, o nosso líder foi levado pela polícia. Há uma diretiva da capital para fazer essas prisões”, denuncia o pastor Paul Dekete, um dos organizadores da marcha de protesto.

O evento reuniu milhares de cristãos vestidos de preto até a residência do Governador. Eles pediam o fim dos ataques realizados pelos Fulani. Juntamente com o protesto, as igrejas da região de Plateau fizeram uma campanha de dois dias de jejum e oração por essa situação.

O pedido dos cristãos é que o governo declarasse os jihadistas fulani como grupo terrorista e tomasse iniciativa para prender seus líderes, que são conhecidos. O governador se recusou a receber os manifestantes.

O presidente das Assembleia de Deus da Nigéria, Chidi Okoroafor, confirmou que o pastor Musa Choji e sua família foram assassinados em 24 de junho, quando o templo da igreja foi incendiado. “Pedimos orações pelas famílias de todas as vítimas e para que o governo cumpra sua responsabilidade, punindo os autores deste ato ímpio”, afirmou, deixando claro que se trata de uma ação motivada por questões religiosas.

Presidente tenta esconder os dados

Segundo Samson Ayokunle, pastor batista e presidente nacional da CAN, cristãos foram mortos em 44 aldeias atacadas pelos militantes islâmicos. A organização definiu como “tragédia” e “massacre” o que está ocorrendo no estado de Plateau.

“Além do grande número mortes, ainda há pessoas desaparecidas”, disse ele, prevendo que o número ainda pode aumentar. O governo divulgou que são apenas 86 os mortos. As organizações cristãs da Nigéria vêm dizendo que o presidente Muhammadu Buhari é conivente com a situação e tenta minimizar os ataques porque pertence à etnia fulani. Ele já está em campanha para ser reeleito.

Oficialmente, os cristãos são 51,3% da população da Nigéria, enquanto os muçulmanos totalizam 45%. A Nigéria está em 14º lugar no ranking mundial de perseguição da missão Portas Abertas em 2018. Com informações de Morning Star

Artigo: Por que adoração sem fronteiras?


Por Wal Cordeiro

Adoração nos dias de hoje é sinônimo de música, choro, riso, pulos, coreografias e danças. Adorador na igreja é aquele que toca, fala, canta muito bem e consegue prender a atenção do público. Adorador para muitos é aquele que gravou um CD ao vivo e suas músicas estão no auge do sucesso. Tudo muito bonito e envolvente, mas…

Será que a visão de Deus é limitada apenas para essas pequenas facetas da adoração? O adorador é aquele que têm algum tipo de habilidade na igreja e consegue levar as pessoas ao êxtase emocional? Ou é algo mais profundo e comprometedor com o reino de Deus?

Será que: Deus só usa na terra aqueles seres especiais, músicos dotados de dons e preparo musical?

Será que adoração é uma arma poderosa usada somente quando estamos congregados cantando na igreja, ou é algo mais amplo para respirarmos, vivermos e experimentarmos a todo instante? Será que adorador é apenas o levita, ou todos são levitas e por isso adoram? E a glória de Deus, qual é a posição dela na adoração? Ela é focalizada? É compreendida? Está em nosso meio? É o nosso foco principal?

Neste livro, não tenho interesse de seguir os caminhos convencionais do ensino teológico sistemático sobre o assunto proposto, pois isso é muito amplo e inesgotável, embora seja importante e indispensável. Talvez num outro livro.

Adoração Sem Fronteiras traz uma proposta ampla e reflexiva sobre o verdadeiro papel daquele que busca conhecer o Senhor na mais íntima e esperançosa comunhão com Ele. Daquele que quer viver para Deus e não daquele que quer usar Deus para viver para si, principalmente quando estão congregados num momento de cânticos espirituais.

Traz para você um estudo profundo sobre a glória de Deus, que nos confronta a assumirmos o verdadeiro papel do adorador (todo cristão). Assumir a visão do reino. Visão de Deus, único autor dessa visão.

Este livro foi escrito para todo cristão, numa linguagem simples, objetiva. Foi escrito para: ministros de louvor, músicos, regente de coral, vocalista de banda, porteiro da igreja, diácono, cozinheira, pastor, missionário, motorista, vendedor, e todos os cristãos que querem achegar-se mais e mais diante do trono de Deus, nosso Criador e Senhor, que nos fez para desenvolvermos uma comunhão constante com Ele. :: LEIA MAIS »

12 Motivos para transformar Vitória da Conquista em Região Metropolitana do Sudoeste da Bahia


Artigo – Wal Cordeiro – Consultor Financeiro e escritor

Vitória da Conquista, definitivamente, é o município mais importante da Região Sudoeste da Bahia. Sua população, conforme o IBGE, estima-se em mais de 350.000 habitantes, o que a torna a 3ª maior cidade do Estado e também do interior do Nordeste. Possui um dos PIBs que mais crescem no interior desta região. Capital regional de uma área que abrange aproximadamente 70 municípios na Bahia, além de 16 cidades do norte de Minas Gerais.

Conquista possui uma estrutura compatível com sua população, a terceira maior da Bahia. Um comércio forte e muito dinâmico, contando com grande número de empresas além de dois shopping centers, o Conquista Sul e Boulevard, e vários conjuntos comerciais, com lojas e salas, onde se destacam o Itatiaia, Galeria Joaquim Correia,Panvicon Center e o Conquista Center. Esse pujante comércio abrange toda a Região Sudoeste do Estado além do norte de Minas Gerais, influenciando uma população estimada em 2 milhões de pessoas, o que coloca a cidade entre os 100 maiores centros comerciais do país.

A cidade também conta com um setor de saúde público e privado muito bem estruturado, que renderam a Conquista, prêmios a nível nacional e internacional. Seu modelo de saúde pública já serviu de exemplo para outros países, embora hoje precisa de mais investimentos dos governantes.

Vitória da Conquista também se destaca por possuir um setor educacional privilegiado, formado por excelentes escolas conveniadas com as melhores redes de ensino do país, além de contar com várias faculdades, tais como: FAINOR, FTC, SANTO AGOSTINHO e UNINASSAU, UFBA, CEFET, UESB (públicas), além de outras instituições de ensino superior à distância, o que a consagra como um importante pólo de educação superior com cerca de 12 mil universitários, não só para o Estado da Bahia, como para todo o Brasil.

Destacam-se setores da economia como o moveleiro considerado o maior pólo desta natureza no Estado; a cidade é grande produtora e exportadora de café e, atualmente, a construção civil tem sido o grande destaque na economia da cidade. O mercado que mais cresce é o imobiliário, colocando a cidade entre as que mais constroem no interior da Bahia, gerando centenas de empregos na construção civil. Grandes construtoras têm investido em projetos arquitetônicos na cidade.

Transformar a cidade e os municípios vizinhos em RMSB – REGIÃO METROPOLITANA DO SUDOESTE DA BAHIA é o maior desafio atualmente, pois através dessa ação a região poderá dar um grande salto para o futuro, através do desenvolvimento sócio-econômico, seguindo o exemplo de cidades do Sudeste e Sul do país como: Maringá-PR, Londrina-PR, Joinville-SC, Campinas-SP e Santos-SP.

Uma Região Metropolitana é estabelecida por legislação estadual e constituída por agrupamentos de municípios limítrofes, com o objetivo de integrar a organização, o planejamento e a execução de funções públicas de interesse comum. Uma Região Metropolitana ou área metropolitana é um grande centro populacional, que consiste em uma (ou, às vezes, duas ou até mais) grande cidade central (uma metrópole), e sua zona adjacente de influência. Geralmente, Regiões Metropolitanas formam aglomerações urbanas, uma grande área urbanizada formada pela cidade núcleo (Vitória da Conquista) e cidades adjacentes, formando uma conurbação, a qual faz com que as cidades percam seus limites físicos entre si, formando uma imensa metrópole, que na qual o centro está localizado na cidade central, normalmente aquela que dá nome à Região Metropolitana. :: LEIA MAIS »

Missões: Em 3 dias, centenas de cristãos foram mortos por islâmicos na Nigéria


Associação cristã na Nigéria
Associação cristã atacada na Nigéria (Foto: New Telegraph Online)

Em apenas 3 dias uma das maiores matanças de cristãos dos últimos tempos na Nigéria ocorreu no estado de Plateau. No último final de semana ocorreram seis atentados suicidas do grupo extremista Boko Haram além de assassinatos em massa dos jihadistas da etnia muçulmana fulani.

Apesar de o governo admitir apenas 86 óbitos, há imagens circulando no país comprovando que nem as crianças foram poupadas na sanha assassina. Aldeias foram invadidas, saqueadas e queimadas. O número de mortos pode aumentar, uma vez que em várias localidades todos saíram de suas casas e existem centenas de deslocados. :: LEIA MAIS »

Artigo: O colecionador de lágrimas


Por Wal Cordeiro

Ver uma criança chorando, tem-se a idéia de que ela está assustada; sentindo dor, ou, precisa de algo muito importante, segundo a sua óptica, para acalentá-la. O choro, estridente, de uma criança confronta qualquer coração envernizado e o leva ao fundo do poço existencial.

Observar as lágrimas, que rolam pelo rosto, de uma mãe aflita, dá para perceber que o seu coração está inquieto e o sofrimento que a atormenta é maior do que a sua consternação.

Sentir a expressão nos olhos de um pai que não resiste à comiseração do choro e desaba em tenras lágrimas. É ter a certeza de que algo muito grave aconteceu com o velho amigo, seu único filho.

Presenciar as lágrimas pontiagudas na face do idoso que não tem forças para gritar, e sucumbido pela tristeza agonizante que o remete para o passado de abandono e dor. É está convicto de que o desgosto é maior do que à última esperança de ver os filhos que o abdicaram numa casa de repouso há incontáveis anos.

Assistir a cena, cinzenta, do tio que leva o único sobrinho nos braços, gritando e chorando, em meio aos escombros de uma velha construção iraquiana, destruída pelos últimos bombardeios aéreos de uma guerra que não tem dono. É concluir que a guerra não tem gente e sim heróis que se lançam para salvar os poucos e indefesos mártires que não pediram para lutar, mas foram sorteados para morrer.

Olhar para a esquelética sudanesa, ao lado do cadáver ressequido do seu único filho que acaba de fenecer, que vive no meio do lixo e dispõe apenas de uma lágrima e a metade apodrecida de uma laranja, por causa da batalha para a sobrevivência que gera a fome e sede, que a acompanha por toda a sua vida. É detectar que a história não vale nada e os valores foram apodrentados pelos detentores do ilusório poder.

Acompanhar, pelas vielas mal cheirosas e escuras, a imagem da seringa reutilizada que penetra na dilatada veia de um dependente que chora pela última overdose de um alucinógeno. É reconhecer que não temos poder para mudar ninguém e a lágrima social vai continuar rolando pela consciência sinistra de homens e mulheres que só pensam em si. :: LEIA MAIS »

Reflexão: O que é oração?


Extraído do livro: ORAÇÃO SEM FRONTEIRAS, autoria de Wal Cordeiro

“… a oração feita pôr um justo pode muito em seus efeitos”.

oração

 

Oração é falar com Deus em nome e através de Jesus Cristo.

Precisamos entender que oração não é um serviço de informação de Deus; nem um processo de convencer Deus a fazer o que Ele não quer; nem mesmo é uma lâmpada mágica, a qual utilizamos para chamar a sua atenção para nós utilizando auto piedade e egoísmo. Oração também não é uma maneira de envolver Deus em nossos planos para Ele.

Oração é a oportunidade de ministrar a Deus; é uma fonte de transformação para nós, na medida que nos aproximamos e permitimos que Ele nos transforme; é um processo em que nós nos envolvemos nos planos  Dele para nós; e é o meio pelo qual você se torna uma porta de entrada para o poder de Deus neste mundo. Sabendo estas coisas poderemos crescer na oração.

Existem três tipos de oração: primeiro,  oração de súplica – É a oração que fazemos por nós mesmos, envolve as nossas petições particulares e as necessidades que temos no dia a dia. Segundo,  oração de adoração – É a oração feita em reconhecimento e dedicação a Deus pelo que Ele é e  tem feito por nós, isso envolve ações de graça e louvor. Terceiro, oração intercessória – É quando nos colocamos na brecha entre Deus e o homem, quando oramos pelas necessidades dos outros. É o que nós chamamos de ” Intercessão.”

É muito importante sabermos que intercessão não é um ministério para alguns cristãos, mas todo o cristão é chamado a interceder. A intercessão não é algo sem importância ou para os horários de folga; uma vida em Deus é aquela que consegue acompanhar os passos de Deus e isto só faz aquele que ouve Deus e conhece seus caminhos. Intercessão é orar orientado e fortalecido pelo Espírito Santo a favor de outra pessoa. É você se colocar entre Deus e alguém, ligando; ou, entre o diabo e alguém, desligando. Em intercessão somos fortalecidos em Deus, temos vitória sobre o inimigo e descobrimos as suas armadilhas firmadas para nos destruir. :: LEIA MAIS »

Adote um povo e conheça os termos usados em missões


Extraído do livro: Missão Sem Fronteiras, autoria de Wal Cordeiro

Com o intuito de estabelecer critérios ( e evitar confusões lingüísticas ) seguem-se os principais termos e conceitos utilizados no plano Adote Um Povo. Tê-los em mente, nos ajudará a compreender melhor a magnitude da tarefa e o processo natural que implica em adotar um povo. Que eles – os que jamais ouviram de nosso glorioso Senhor Jesus Cristo e seu amor redentor – possam conhecê-lO e fazer parte de sua família espiritual. Vejamos:

Como ver nosso mundo e nossa tarefa:

Mundo A: O esquema dos três mundos que alguns missiológicos usam, refere-se ao mundo não-evangelizado, ou seja, toda a população que jamais ouviu falar de Jesus Cristo.

Mundo B: No esquema acima citado, dos três mundos, faz referência ao mundo evangelizado mas não cristão.

Mundo C: No mesmo esquema, significa o mundo “cristão “, ou seja, todos aqueles que se consideram cristãos (incluindo, obviamente, todos os nominais).

Janela 10/40: É a região entre o Atlântico e o Pacífico, e entre os paralelos 10 e 40 de latitude norte, onde vive a maior população mundial com menos oportunidade de ouvir o evangelho.

Evangelismo E0, E1, E2, E3

Escala usada para medir a distância cultural que o missionário deve atravessar desde sua própria cultura para evangelizar e estabelecer igrejas.

E0 –  Refere-se à tarefa de ganhar para Cristo os filhos de crentes.

E1 –  Quando se evangeliza cristãos nominais.

E2 –  Quando se evangeliza gente de uma cultura parecida mas não idêntica à do missionário.

E3 –  Quando o missionário deve evangelizar gente de uma cultura diferente da sua.

Os segmentos humanos

Segmentação

É o processo de dividir a população do mundo em pequenos segmentos. É útil para desenvolver estratégias missionárias, de tal maneira que sejam mais facilmente selecionados para evangelizar. Alguns dos segmentos mais úteis são países, povos etnolinguísticos, grupos humanos, e cidades. :: LEIA MAIS »

Oração com obediência, salvação da família


Extraído do livro: Oração Sem Fronteiras, autoria de Wal Cordeiro

prayer-handsup-cropped-1024x449

Em outubro de 1996, tive a oportunidade de participar de um impacto evangelístico em La Plata na Argentina. Foi um tempo muito gratificante e de crescimento espiritual para mim, pois aprendi a respeitar a cultura do próximo e colocar a oração antes de qualquer ação. Ainda que a Argentina seja nossa vizinha na América do Sul, sua cultura é totalmente diferente da nossa. Lá as pessoas dormem muito tarde, e eu, particularmente, gosto e estou acostumado a dormir cedo, quase sempre. Em Vitória da Conquista, minha cidade natal, nossa “cena” (Jantar) é servido mais ou menos às 19:00 horas.  na Argentina é servido mais ou menos às 23:30 hrs .Daí você pode avaliar a diferença de hábitos de uma cultura para outra. Então, quando estive lá aprendi a respeitar os horários deles, pois eu era um visitante. O Senhor tem me chamado para as nações, por isso eu devo entendê-las e amá-las. Quando amamos as nações, nos identificamos com elas e escolhemos obedecer ao chamado de Deus para servi-las, Ele manifesta a sua glória e o seu poder salvador!

Ao término do impacto, nós tínhamos em torno de 800 decisões, e um bom relacionamento com a igreja argentina.

Numa tarde, tínhamos uma visita para fazer a uma pessoa contactada por um irmão da Igreja Bautista Pueblo Nuevo (Igreja que estava nos servindo em La Plata) naquela ocasião. Essa pessoa manifestou o interesse de nos receber em sua casa porque éramos missionários brasileiros.

Antes do impacto acontecer, a igreja convocou os irmãos para fazerem   um “censo” e descobrirem  entre os vizinhos quem deles gostariam de receber uma visita amigável de brasileiros.  Então, tínhamos dezenas de visitas para fazer todos os dias, e encontrávamos todo tipo de pessoas e muitas pessoas se convertiam ao Senhor Jesus.

Naquela tarde, fui levado por um irmão a uma favela distante para a visita marcada. Só tínhamos o endereço pela metade e um mapa mal feito por alguém.  Começamos a procurar aquela família por várias ruas, dentro da favela rural formada de casas de madeira, distantes umas das outras, e  nessa andança, enfrentarmos  muitos cachorros pelas ruas até que chegamos ao endereço desejado. :: LEIA MAIS »

Missões: Que são Povos Não Alcançados ?


povos

Um povo é um grupo significativamente grande de indivíduos que entendem ter uma afinidade comum uns pelos outros. Eles compartilham a mesma linguagem, religião, etnia, localidade, ocupação, ou mesmo um combinado disto. Um povo tem um nome é apto para ocupar um local.

O termo Não Alcançado ou Não Evangelizado surgiu para definir um grupo de indivíduos no qual não há uma comunidade nativa de crentes (cristãos) capazes de evangeliza-lo. Muitos destes grupos não tem conhecimento de quem é Deus. Não conhecem a Jesus, seu filho e desconhecem a necessidade de salvação. Alguns destes grupos não tem sequer uma estrutura de linguagem escrita formada, não lêem nem escrevem em seus próprios idiomas. Já outros possuem uma bem dividida estrutura social, dominam a escrita e possuem uma forte e milenar estrutura religiosa.

O que se requer para evangelizar estes grupo de povos não alcançados ?
Oração, iniciativa e treinamento adequado entre outras coisas. Não existe um manual com respostas prontas ou receitas mirabolantes, (muito embora existam procedimentos comuns) pois cada grupo não alcançado, possui barreiras e problemas únicos a serem vencidos. Para cada um destes existem estratégias e oportunidades específicas a serem buscadas, antes que o alcance efetivo seja posto em ação. São oportunidades e estratégias percebidas principalmente no lugar de oração, e lá vencidas em primeira instância. Estes grupos permanecem inalcançados ou ocultos porque são verdadeiramente difíceis de se alcançar, do contrário a tarefa já teria sido terminada. Por outro lado uma intervenção maior por parte das igrejas se faz necessária, investindo em iniciativas missionárias voltadas ao alcance destes grupos. Parcerias entre agências e igrejas acabam surgindo como resposta a esta lacuna de influência que encontramos na história da Igreja. :: LEIA MAIS »

A Copa do Mundo mais religiosa de todos os tempos


Romelu Lukaku e Fidel Escobar
Romelu Lukaku e Fidel Escobar oram após o jogo.

Há uma certa ironia no fato de a Copa do Mundo de 2018 estar sendo realizada na Rússia e ser, visivelmente, a mais religiosa de todos os tempos. Afinal, o país governado por Vladimir Putin vem impondo uma série de restrições à liberdade de culto. Com a justificativa que está combatendo o terrorismo, os russos impediram a pregação nas ruas e a distribuição de literatura de cunho religioso.

Se num primeiro momento os mais afetados foram os da minoria islâmica que vivem no país, as restrições logo atingiram os Testemunhas de Jeová, que acabaram oficialmente impedidos de existir em solo russo, e também os evangélicos, que viram alguns pastores locais serem presos.

Desde o início da Copa há um relaxamento nesse tipo de legislação, que permitiu aos missionários fazerem um trabalho de evangelização nas ruas das cidades-sede da competição.

Dento de campo, a situação também é diferente. Antes de a competição começar, veículos de mídia anunciavam que esta seria a “Copa mais muçulmana de todas”, pois além de representantes de nações islâmicas como Irã, Arábia Saudita e Egito, vários jogadores de seleções europeias também professam a fé em Maomé. Após os gols e algumas partidas, foram visíveis as manifestações a Allah, com atletas se prostrando em campo, segundo essa tradição religiosa.

Salah
Salah comemora gol do Egito contra a Arabia Saudita. (Foto: Reprodução / Globo)

Multa por manifestação

O caso mais emblemático foi dos jogadores Shaquiri e Xhaka, da Suíça, que fizeram comemorações de cunho político e religioso na vitória sobre a Sérvia por 2 a 1, pela segunda rodada da Copa do Mundo. Embora narradores do jogo disseram que o gesto simbolizava uma “pomba”, tratava-se de uma águia de duas cabeças.

Shaquiri e Xhaka
Fifa multa Shaqiri e Xhaka por comemorações políticas em gols da Suíça. (Foto: Getty Images)

Apesar da ênfase ser colocada na disputa entre sérvios e kosovares, o drama que se desenrola nos Balcãs desde a década de 1990 tem muito a ver com a religião. O Kosovo, de maioria islâmica, decretou unilateralmente sua independência da Sérvia, de maioria cristã.

Tanto Shaqiri e Xhaka são muçulmanos praticantes Shaqiri nasceu no Kosovo e tem laços com imã extremistas. Por sua vez, Xhaka tem pais kosovares.

Invocação de Thor

A Islândia, considerado azarão, mas que ganhou muitos apoiadores após ter segurado a Argentina, com direito à defesa de um pênalti de Messi, fez um apelo inusitado nas suas redes sociais.

Antes da partida contra a Croácia, nesta terça (26), invocaram a ajuda do antigo deus nórdico, que ainda possui locais de adoração no país.

“Thor, deus do trovão, do raio e das tempestades, está conosco dia e noite e nos visitou em Gelendzhik. Ele está pronto para a batalha de hoje”, tuitou a federação islandesa.

Evangélicos e católicos

Os cristãos também tiveram várias representantes expressando sua fé dentro e fora de campo. Há uma verdadeira “Seleção” de jogadores que vem falando sobre Jesus dentro e fora de campo.

Entre eles astros da Colômbia (James Rodriguez, Cuadrado e Falcao), do Uruguai (Cavani), Costa Rica (Keylor Navas) e da Nigéria (Odion Ighalo).

Mas o time que mais se fez notar nesse aspecto foi o modesto Panamá. Mesmo perdendo as partidas, no final os jogadores se ajoelharam em campo e fizeram suas orações de agradecimento.

Seleção do Panamá
Jogadores do Panamá oram juntos após o jogo da Copa do Mundo contra a Inglaterra. (Foto: Reuters)

Quem também foi visto ajoelhado orando foi o católico Romelu Lukaku, atacante do Manchester United e um dos astros da Seleção da Bélgica. Cristão, ele seguidamente é visto fazendo sinais religiosos durante as partidas.

Dicas de Educação Financeira Pessoal


Por Wal Cordeiro – Escritor e Consultor Financeiro

 

Administrar as finanças nos dias de hoje tem sido muito complicado. É como se fosse um jogo de xadrez. Pois nos deparamos com uma vida corrida e cheia de surpresas desagradáveis, precisando constantemente tomar decisões, e a depender da escolha podemos levar um cheque mate. Precisamos da boa informação, para podermos vencer na vida.

Por isso, a Gestão Financeira Doméstica torna-se uma ferramenta indispensável em nossos lares e nos ajuda a evitar o stress e vencer o gigante que atormenta a todos no mundo, chamado: FGB. Você o conhece. Não é um novo banco de crédito ou um indicador financeiro do Governo. Eu o chamo de:

Falta de Grana no Bolso!

Não existe coisa mais desgastante e deprimente do que ter que lidar com problemas financeiros. Quando é preciso enfrentar a situação de perto e às vezes ter que tomar alguma decisão inesperada e drástica.

Quando as dívidas estão sempre aumentando, igual a uma bola de neve e parece que nunca vão acabar. Os credores batendo na porta. Os boletos bancários chegando aos montões pelo correio. O mês que passa muito rápido e tudo se acumula num piscar de olhos, como um riacho que se deságua no mar. O telefone que não pára de tocar, com aquela voz feminina programada que repete a pergunta mais conhecida do endividado:

“É a casa do senhor fulano de tal…Ele está? Pois as contas, em Nome dele, estão atrasadas e ele é o nosso convidado especial para comparecer ao departamento financeiro da empresa o mais breve possível”.

A grande verdade é que uma boa parte da população brasileira já enfrentou esse tipo de situação pelo menos uma vez na vida. Alguns por hospedar o cunhado há muitos anos em sua casa, ou, ter emprestado cheque ou o cartão de crédito ao amigo e o mesmo deu o calote, e a maioria por não ter se programado para comprar aquele carro zero em oitenta prestações, ou algum bem que estava fora do orçamento e acabou se enrolando com as finanças. :: LEIA MAIS »

Inscrições abertas para palestra sobre Educação Financeira


Mais uma ação educativa está sendo ofertada para a população pela Secretaria Municipal de Trabalho, Renda e Desenvolvimento Econômico (Semtre). Dessa vez, a palestra será conduzida pelo consultor financeiro Wal Cordeiro, abordando o tema “Educação Financeira”.

O evento irá acontecer nesta quinta-feira (28), às 15 horas, no auditório da Semtre (primeiro andar da feirinha do Bairro Brasil). A atividade tem o intuito de ajudar as pessoas a se organizarem financeiramente, fornecendo estratégias simples de planejamento doméstico que lhes permita, dentre outras coisas, sair da crise.

Empreendedores, servidores, trabalhadores e interessados no assunto em geral já podem fazer a sua inscrição, ligando para (77) 3421-0947 ou 3421-8018.

Missões: Como orar por povos não Alcançados


Extraído do livro: Oração Sem Fronteiras, autoria Wal Cordeiro

A principal arma que Deus tem para alcançar povos não evangelizados é a mobilização de Seu povo em oração.  Orando com corações limpos, de acordo com a vontade do Pai e andando em Seus caminhos através de Sua palavra energizada pelo Espírito Santo.

Nosso primeiro alvo é a Igreja de Cristo por todo o Mundo.

Deus tem feito historia através de Sua Igreja o deseja que mais e mais possamos ter influência no desenrolar da história mundial.

1.  Nós adoramos e louvamos a Deus por quem Ele é.  Então agradecemos pelas coisas que Ele já tem feito nestes países (Fil. 4:6)

Agradecemos pelo privilégio do fazer parte do mesmo ministério que Jesus está engajado, que é o de intercessão (Heb. 7:25)

Adoramos a Ele dizendo que cremos em Sua palavra, em Sua posição de autoridade, em Seu  poder,em Seus  propósito e em Seu plano de alcançar todos os povos da terra.

Posição de Deus em relação às nações – Sal 47:2, 8

Poder de Deus sobre nações não evangelizadas – João 12:23, Is 52:10

O propósito e o plano de Deus á respeito das nações da terra – Apoc. 5:9, Sal 22:27, 28

-Quando mantemos nossos olhos fitos na posição de autoridade de Deus, em Seu poder, propósito e planos para todos os povos temos maior capacidade em crer que “maior e Aquele que está em nós do que aquele que esta no mundo.” (I João 4:4)

2.  Nos humilhamos diante de Deus identificando com o pecado de omissão do corpo de Cristo em relação aos povos não alcançados. :: LEIA MAIS »

Dicas de economia doméstica com Wal Cordeiro


Por Wal Cordeiro – Consultor Financeiro

DESEJO CONTROLADO

consumidor compulsivo

Existe um adágio popular que diz: “A água silenciosa é a mais perigosa”. Desejo é como a água silenciosa e aparentemente tranqüila, que nos convida para um mergulho seguro. Quando nos sentimos seguros, começamos a nos afundar e não conseguimos agarrar em algo que possa impedir o afogamento.

O que parece ser não é. O que os olhos não vêem o coração não sente, nem o bolso também. Todos têm desejo, mas quem quer ser igual a um sábio deve lutar todos os dias para controlá-lo.

A queda original da humanidade deu inicio por causa de uma propaganda enganosa liderada pelo Diabo, no jardim do Éden, durante a conversa entre ele e Eva, quando despertou o desejo no coração dela. Vejamos: :: LEIA MAIS »

Muçulmanos matam cinco cristãos e incendeiam 120 casas em Moçambique


Casas incendiadas em Moçambique
Casas incendiadas em Litandacua, Macomia, Cabo Delgado. (Foto: Ntatenda)

Homens armados identificados como membros do grupo islâmico “Al Shabaab”, mataram cinco pessoas na semana passada, em um ataque contra aldeias na província de Cabo Delgado.

Os atacantes incendiaram 44 residências. Uma das vítimas era uma criança que estava dormindo em uma dessas casas. As vítimas foram assassinadas com golpes de facão e disparos de armas de fogo.

Desde o início da onda de ataques, no final de maio, foram registradas a morte de 29 pessoas (a grande maioria cristãos) e cerca de 400 casas destruídas.

Após os governos dos Estados Unidos e Reino Unido pediram que seus cidadãos não viagem para a região norte de Moçambique, Portugal fez o mesmo, alertando sobre ataques de “um movimento insurgente de matriz islâmica”.

Segundo testemunhas, os soldados também saquearam a aldeia de Maganja, roubando arroz, outros produtos alimentares e alguns animais, como cabritos. “Os ‘Al-shabaab’ mataram cinco pessoas na aldeia”, explicou neste domingo à imprensa o enfermeiro Adrissa, que mora em Macomia. “Ainda não se sabe o número total de feridos pelo incêndio das casas”, explica.

As autoridades ainda não se pronunciaram sobre os novos ataques, os quais mostram a falha do governo em proteger a população, em especial os cristãos que são o alvo preferencial dos jihadistas. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia