WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


julho 2020
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: 28/jul/2020 . 10:02

Com um caso suspeito, Coreia do Norte enfrenta consequências da quarentena

Os norte-coreanos são os mais afetados pela falta de alimentos, educação e ajuda humanitária

Os norte-coreanos são os mais afetados pela falta de alimentos, educação e ajuda humanitária

Enquanto o mundo caminhava devagar para o retorno das atividades interrompidas pelo surto da COVID-19, a Coreia do Norte negava a presença do coronavírus no território, até que Kim Jong-un declarou alerta máximo para a identificação do primeiro caso suspeito da doença no país, no último dia 25.

Segundo o ditador, um desertor pode ter se contaminado quando fugiu para a Coreia do Sul e voltou “ilegalmente”, obrigando a cidade fronteiriça de Kaesong a ficar em lockdown. Mas as consequências da pandemia já eram colhidas na nação comunista muito antes do primeiro caso. O cristão norte-coreano Timothy Cho* contou as principais informações da Coreia do Norte à Portas Abertas. Confira!

Onde estão as crianças norte-coreanas?

Uma das maneiras de manter o regime comunista é investir na educação rígida da população desde a tenra idade. Mas o alto índice de evasão escolar no Ensino Fundamental está preocupando o Ministério da Educação. As autoridades iniciaram uma investigação para descobrir o motivo da redução de alunos nas escolas primárias do país número um na Lista Mundial da Perseguição 2020. De acordo com Cho, as justificativas podem ser a baixa taxa de natalidade, a falta de condições dos pais de pagar as despesas escolares e a necessidade do trabalho da criança para a sobrevivência da família.

É comum que os cidadãos que têm filhos na escola também sejam coagidos a contribuir com projetos de construção e apoio militar. “Foi a mesma coisa durante o meu período escolar. Eles costumavam nos pedir para doar cobre, peles de coelho secas para roupas de inverno dos soldados, dinheiro para projetos de construção, papelões, etc.”, lembra o cristão. Porém, se o “pedido” não for atendido, os alunos são fortemente criticados publicamente. “Quaisquer que tenham sido as razões que levaram a reduzir o número de alunos do Ensino Fundamental na Coreia do Norte, essa é uma consequência inevitável que advém das dificuldades econômicas”, comenta Cho. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia