WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


abril 2020
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


:: 4/abr/2020 . 10:02

Pastor curado de Covid-19 diz que sentiu Deus na UTI: “Ele segurou minha mão”

Pastor Mark McClurg, após se recuperar de Covid-19. (Foto: Reprodução/Belfast Telegraph)
Pastor Mark McClurg, após se recuperar de Covid-19. (Foto: Reprodução/Belfast Telegraph)

Um pastor da Irlanda do Norte, que foi tratado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após testar positivo para o coronavírus, contou ao Premier como Deus o ajudou em sua provação.

Mark McClurg, da Igreja Aards Elim, adoeceu na semana passada e foi internado no hospital após sofrer dificuldades respiratórias.

Como sua família não pode vê-lo, ele diz que encontrou Deus de uma maneira que nunca havia visto antes.

“Na UTI, enquanto eles ligam o ventilador e trabalham comigo por três a quatro horas, algo poderoso aconteceu”, disse ele. “Eu orei: ‘Senhor, ajude-me’. Eu nunca ouvi a voz audível de Jesus até ele falar comigo naquela noite: ‘Filho, você é mais que vencedor’”.

“Naquela noite, não percebi que mais do que um conquistador significava que havia mais de uma batalha. Aquela noite foi tão difícil. Foi tão difícil respirar. Eu estava tão fraco. Eu não tinha energia para respirar. Só sabia, mesmo que todas as batalhas sejam difíceis, mesmo que eu esteja prestes a morrer, eu viveria, mas seria uma batalha “.

O pastor Mark diz que sua batalha se intensificou após essa experiência, mas novamente ele viu Deus se aproximar dele.

“As enfermeiras estavam dizendo: ‘Mark, respire, respire profundamente’. Eles disseram a Claire (sua esposa) que eram más notícias e tudo o que eu pude fazer da minha cama doente foi dizer ‘Deus me ajude’. Minha mão direita estava do lado do meu corpo. Eu senti o Senhor entrar naquela sala, e ele segurou minha mão. Eu nunca tive experiências assim antes, mas fui trazido de volta das profundezas da morte. Jesus nunca me deixou nem me abandonou. ”

Enquanto o governo libera atualizações diárias do número de casos e mortes como resultado do coronavírus, a grande maioria das pessoas se recupera.

Propósito

Mark acredita que Deus o salvou por um motivo.

“Pensei em José e em sua vida, em como José foi tirado de uma cova, e como ele saiu do nada para alguma coisa. José no Egito estava em um momento de fome, mas também de medo – as pessoas tinham medo de suas vidas, mas ele trouxe uma mensagem de esperança. Então eu orei naquele dia: ‘Senhor, você me faria, uma voz de esperança, no Reino Unido. Eu nunca fiz uma oração como essa antes. Alguns dias, todos sabiam o que aconteceu com minha vida, simplesmente porque o Senhor quer que os cristãos espalhem esperança, as boas novas e o evangelho de que Jesus Cristo, que é a resposta e o caminho”.

A história do pastor Mark já foi ouvida em todo o mundo. Seus vídeos de mídia social foram compartilhados em sua cama de hospital e receberam milhões de visualizações.

Ele agora espera transformar essa atenção da mídia em oração. Ele começou reuniões diárias de oração on-line.

“Estou lendo as Segunda Crônicas 7:14. Onde diz: ‘Meu povo, chamado por meu nome, se humilhará e buscará meu rosto’. No final, diz: ‘Ouvirei do céu e curarei sua terra’”.

O pastor Mark está em autoisolamento e se recupera bem. Ele espera poder ver sua esposa e filhos depois de completar o tempo de quarentena obrigatório longe deles.

Fonte: Guiame

John Piper e líderes cristãos marcam jejum e oração mundial por fim de pandemia

O ministro cristão John Piper. (Foto: Reprodução/Desiring God)
O ministro cristão John Piper. (Foto: Reprodução/Desiring God)

Neste sábado (04) foi sugerido pelo grupo evangélico The Gospel Coalition (Coalizão do Evangelho) como um dia em que os cristãos devem orar e jejuar por nosso mundo.

O dia começará com uma oração pessoal baseada no Salmo 27, será pontuada com a oração da comunidade com a família da igreja de cada pessoa ao meio-dia e terminará com orações conduzidas globalmente on-line por oradores cristãos e autores como Jen Wilkin, Kevin De Young, Joni Eareckson Tada e John Piper.

Os músicos Keith e Kristyn Getty também liderarão todos no culto com louvores.

Julius Kim, presidente do The Gospel Coalition, escreveu em seu site que: “Muito já se perdeu, e a incerteza sobre o que mais pode ser perdido – e quando vai parar – deixa as pessoas profundamente ansiosas”.

“Mas adoramos um Deus poderoso e soberano que não nos desampara. Nós clamamos a ele em nossa angústia porque ele é firme e imutável – um poderoso refúgio em um mundo de tempestades.”

Ele acrescentou que outro motivo para orar ao mesmo tempo é se sentir mais próximo como uma igreja global: “Eu acredito que um dia para jejuar e orar pode oferecer uma oportunidade unificadora para os cristãos ao redor do mundo – especialmente nos dias de ‘distanciamento’ e dispersão aumentada”.

O pregador John Piper e a coordenadora do ministério de mulheres Melissa Kruger liderarão as orações pelas famílias, a professora da Bíblia Nancy Guthrie e o pastor John Onwuchekwa liderarão as orações pela economia e o estudioso presbiteriano Ligon Duncan e a oradora Jen Wilkin liderarão as orações pelos que estão sofrendo.

“Na véspera do Domingo de Ramos e no início da Semana Santa, esperamos que este encontro incentive e reforce a fé dos crentes em todo lugar”, disse Julius Kim.

Motivos de oração

Esperamos que cristãos de todo o mundo se juntem a nós neste dia de jejum e oração. Os tópicos de oração e participantes confirmados para o horário de oração da noite online incluem:

– Orações pelos enfermos e sofredores (Ligon Duncan, Jen Wilkin)
– Orações para trabalhadores médicos (Joni Eareckson Tada, Stephen Um)
– Orações pela provisão / economia (Nancy Guthrie, John Onwuchekwa)
– Orações para funcionários do governo local, nacional e global (Kevin DeYoung, Jeany Jun)
– Orações para líderes e missionários da igreja (Darryl Williamson, Quina Aragon)
– Orações para famílias (John Piper, Melissa Kruger)

Fonte: Guiame

Como seu apoio chega a um cristão ex-muçulmano no Sudão

O cristão ex-muçulmano Aman enfrentou prisão e exclusão familiar no Sudão quando se converteu

O cristão ex-muçulmano Aman enfrentou prisão e exclusão familiar no Sudão quando se converteu

O ano de 2019 foi de mudanças no Sudão. Quando o presidente Omar al-Bashir impôs medidas emergenciais de austeridade para impedir o colapso da economia, em dezembro de 2018, provocou manifestações generalizadas que se transformaram em exigências para sua saída. Em abril de 2019, as demandas foram atendidas e Bashir foi deposto depois de mais de 30 anos no poder. Um Conselho Militar de Transição (TMC, da sigla em inglês) assumiu o cargo e, em agosto, passou o poder a um governo civil de transição para um novo Sudão liderado pelo primeiro-ministro Abdallah Hamdok.

Hamdok está trabalhando duro para estabelecer uma democracia totalmente integrada à comunidade internacional. O que isso significa para a vida cotidiana dos cristãos? Nosso envolvimento ainda é necessário? Em caso afirmativo, que resultado estamos tendo? O testemunho do cristão ex-muçulmano Aman* responde a essas perguntas.

Fuga, salvação e perseguição

Aman é um sudanês que conheceu Jesus aos 23 anos. Era um tempo de turbulência em sua cidade natal, então por causa do perigo ele decidiu fugir. Foi nesse tempo que conheceu cristãos que desenvolviam um ministério na região e lhe falaram de Jesus como salvador. “Eu não consegui dormir por três dias”, conta Aman, depois que ouviu as boas-novas de salvação.

A partir de então, ele começou a estudar a Bíblia: “Aprendi que Jesus é o único caminho para o céu, então entreguei toda minha vida a ele”, conta. A perseguição veio logo após a decisão. Aman estava noivo de uma muçulmana e, quando o pai da noiva e a mãe dele descobriram sobre a conversão, desfizeram o casamento. A própria vida dele estava em perigo à medida em que a família tentava fazê-lo voltar ao islã, por isso ele teve que fugir mais uma vez. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia