Cristãos são consideradores traidores pelo governo, família e comunidade

Cristãos são consideradores traidores pelo governo, família e comunidade

A Revista Portas Abertas de dezembro enfatiza os desafios de ser cristão em um país comunista como o Vietnã. Seguir a Cristo neste lugar é sinônimo de traição ao governo, já que a o cristianismo é considerado uma religião ocidental. Por isso os tipos de perseguição vão desde exclusão social, envio para campos de trabalho forçado e até a morte.

Nesta edição é possível se encantar com a história de Vuong*, cristão que precisou fugir com a família para a selva, para sobreviver ao ataque de uma multidão. Outro testemunho impactante é a de Y Bi*, que perdeu a família por amor a Cristo. Já Mai* conta como a vida mudou por meio do programa de criação de vacas.

Você vai ficar por dentro de como a China está trabalhando para adaptar o cristianismo à cultura local, além de ter notícias sobre os países classificados na Lista da Perseguição Mundial 2019. Outra novidade são os depoimentos dos brasileiros que viajaram com a Portas Abertas para encontrar as irmãs e os irmãos perseguidos.

O devocional promete edificação ao narrar a história de um chefe do Partido Comunista chinês e o encontro dele com Deus. A agenda traz as informações sobre as datas do Fim de Semana da Igreja Perseguida em várias cidades do Brasil. E os pedidos de oração estão ainda mais especiais em um mês em que a comunidade cristã fica mais susceptível aos ataques, pois é o momento da celebração do nascimento de Jesus.

Saiba tudo sobre a Igreja Perseguida sem sair de casa

Torne-se parceiro da Portas Abertas assinando a revista, com uma doação de R$ 39,00. Durante um ano, você receberá 12 edições da publicação e terá muitos motivos para orar e agradecer pelos feitos do Senhor nas vidas de irmãos e irmãs ao redor do mundo. Assine já!

*Nomes alterados por segurança.

 

Fonte: Portas Abertas