Igreja Síria se prepara para discipular e resistir à perseguição.

Igreja Síria se prepara para discipular e resistir à perseguição.

Nem só de doação de alimentos vive um cristão na Síria. Uma das maiores necessidades é capacitar uma pessoa a tornar-se um discípulo de Jesus.  Segundo Nigel*, um dos treinadores, dois tipos de cursos são oferecidos no país:

Talmatha(discipulado em árabe) ensina os princípios básicos para ser um seguidor de Jesus.  Mostra como o cristão faz um devocional, de que maneira deve responder à Bíblia, fala do propósito da vida e ensina o discipulado.

Big Picture: são três dias de curso que capacita os cristãos a enfrentarem situações difíceis, principalmente a perseguição. O objetivo é mostrar como Deus transforma dificuldades em algo belo, para a glória dele.

“Muitas igrejas têm boas atividades, mas os cristãos são imaturos. Então, nós treinamos as pessoas para serem bons mentores. Elas devem servir aos outros, por isso ensinamos o método do curso”, explica Nigel. Em 2019, 20 pessoas na faixa etária de 30 a 40 anos foram treinadas e estão prontas para voltar às igrejas para discipular outros cristãos.

Após o treinamento de discipulado, outro grupo de 35 cristãos ex-muçulmanos, todos curdos, participaram do Big Picture. Houve uma mistura entre os novos crentes e outros mais experientes. “Eles responderam positivamente, ficaram muito engajados durante as lições. O material era novo para eles e ficaram interessados em ouvir e participar”, conta o colaborador.

Rajan é curdo, ex-muçulmano e fez o treinamento Big Picture. “Isto é muito importante porque todos nós (cristãos curdos) enfrentamos diferentes níveis de perseguição da família, da comunidade e do partido curdo. Este curso nos deu força e certeza que nosso sofrimento não é em vão. Também nos reconforta e provoca ousadia ao invés de medo”, testemunha.

Outra beneficiada pelo curso é Mehtab. A curda nasceu em uma família islâmica e costuma enfrentar críticas, assédio e perseguição. “Antes do curso eu não discernia o que estava acontecendo comigo, e isso causou um tipo de queixa com o Senhor, às vezes isso me deixava indiferente”, explica. Para ela, a coisa mais importante que aprendeu foi “discernir as diferentes fontes de perseguição e reconhecer como ela oprime ao invés de levar para mais perto do Senhor. Perseguições me fazem abençoar outros e ajudam a edificar minha fé em uma base sólida”, completa.

Pedidos de oração

  • Ore para que mais pessoas façam os cursos, fortaleçam e sirvam a igreja na Síria.
  • Peça sabedoria de Deus para que os treinadores contagiem os alunos com a mensagem do evangelho.
  • Interceda para que cada cristão enxergue a ação de Deus na vida dele, mesmo na perseguição, e consiga ser testemunho vivo do cuidado do pai.

*Nome alterado por segurança. 

Fonte: Portas Abertas