WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


novembro 2019
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


:: 11/nov/2019 . 9:59

Cristãos indianos dispostos a morrer por Cristo

Abishek ora com família de cristãos perseguidos na Índia e é encorajado pela fé deles

Abishek ora com família de cristãos perseguidos na Índia e é encorajado pela fé deles

Abishek* é um parceiro local da Portas Abertas na Índia. Recentemente, ele compartilhou sobre o trabalho com algumas famílias que tem acompanhado e ajudado por meio das contribuições dos parceiros da Portas Abertas.

Ele relata sobre o incidente ocorrido com um pai de cinco filhos que era membro de um grupo extremista, mas se converteu e saiu do grupo. Por isso, o grupo se voltou contra ele, tornando-se muito cruel com ele, mas ele ficou firme na fé. Esse cristão também foi muito bem-sucedido após a conversão, o que fez o povo ter inveja dele. “Os filhos dele receberam educação, suas plantações foram abençoadas e, por isso, as pessoas ficaram com inveja”, conta Abishek.

Certa noite, quando a esposa e quatro filhas não estavam em casa, somente o cristão e o filho, alguém bateu à porta – era um grupo de extremistas. Eles perguntaram: “Você é cristão?”. Ele respondeu que sim. Então eles disseram: “Então venha conosco”. Eles bateram nele até a morte.

Quando os parceiros locais da Portas Abertas ouviram sobre o incidente, enviaram Abishek para confortar a família. Ele levou alimentos para três a quatro meses, pois sabia que com a perda do provedor do lar, a mãe teria dificuldades para cuidar dos cinco filhos. A Portas Abertas também vai pagar a mensalidade escolar para os cinco filhos. Abishek conta: “Chamei alguns líderes locais e nós oramos pela família. Oramos por essa mãe e filhos. Eu chorei, pois não conseguia controlar minhas emoções”. Ele continuará visitando a família.

Situações como essas são comuns para Abishek, mas ele diz que a fé dos cristãos que serve o ajuda a continuar. Ele compartilha: “Aquela mãe ainda dizia: ‘Eu nunca vou abandonar Jesus Cristo. Meu marido se foi por isso, e se eles também me matarem, estou pronta para isso’. Ouvir esse tipo de afirmação, realmente nos fortalece e encoraja sobre quanto precisamos ser fiéis em nosso serviço a essas pessoas, ajudando-as e reerguendo-as. Isso me ajuda muito”. (Essa história continua). :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia