WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


:: 6/nov/2019 . 8:14

Encoraje a família de Leah Sharibu, sequestrada na Nigéria

Sequestrada aos 14 anos de idade, Leah está presa pelo Boko Haram na Nigéria há quase dois anos

Sequestrada aos 14 anos de idade, Leah está presa pelo Boko Haram na Nigéria há quase dois anos

Desde 19 de fevereiro de 2018, a família da nigeriana Leah Sharibu vive a angústia da espera pela libertação da filha sequestrada pelo Boko Haram. Mesmo com a intervenção do presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, as negociações com os extremistas islâmicos ainda continuam. Em agosto de 2019, o líder africano garantiu que a garota ainda está viva.

Leah foi sequestrada com um grupo de 111 meninas em uma escola de segundo grau em Dapchi, no estado de Yobe. Mas um mês depois, todas as adolescentes foram libertadas, menos a cristã, por não negar a fé. “Leah ia entrar no veículo que as traria de volta, mas então o Boko Haram disse que ela teria de se converter ao islamismo. As amigas tentaram convencê-la, mas ela disse que não se converteria. Então eles disseram que ela ficaria. Foi assim que a deixaram. Ela está sozinha”, conta a mãe, Rebecca Sharibu.

Houve uma comoção mundial para que as autoridades do país apressassem a libertação da garota que agora tem 16 anos. Na Nigéria, as igrejas se mobilizaram entre 2 a 4 de outubro de 2018 para orar e jejuar pela libertação da jovem em segurança. O mês era o tempo máximo que os terroristas deram para manter Leah viva.

No mesmo período, os envolvidos no caso receberam uma fotografia da garota e um áudio de 35 segundos. “Quando eu ouvi a voz dela e vi sua foto sentada com um hijab (véu muçulmano), comecei a chorar, dizendo ‘oh, Deus, veja minha pequena Leah, ela foi forçada a usar o hijab. Senhor, traga-a de volta para mim’.” “Toda vez que me sinto desanimada, Deus envia alguém para me visitar ou telefonar e me encorajar. Quando lembro que cristãos de todo o mundo estão orando por Leah, isso me dá força para prosseguir”, conclui a mãe da jovem cristã. :: LEIA MAIS »

A realidade dos cristãos ex-muçulmanos no Norte da África

Cristãos ex-muçulmanos no Norte da África não desfrutam de liberdade nem mesmo no círculo familiar. Ore por eles

Cristãos ex-muçulmanos no Norte da África não desfrutam de liberdade nem mesmo no círculo familiar. Ore por eles

O Domingo da Igreja Perseguida (DIP) é o maior evento nacional e interdenominacional de oração pela Igreja Perseguida. A cada ano, cristãos de todo o Brasil se mobilizam para organizar o DIP em sua igreja local. Em 2020, o DIP será em 7 de junho e o tema é Cristãos ex-muçulmanos. Hoje você conhecerá um pouco mais sobre a perseguição aos cristãos ex-muçulmanos no Norte da África. Esses cristãos deixaram o islã para seguir a Jesus e a perseguição que enfrentam é forte e tem diferentes faces. Quando conversamos com esses “infiéis” (como são chamados pela maioria islâmica), uma coisa fica clara: o preço que eles pagam é alto.

A primeira e mais comum fonte de perseguição em toda a região é a família do novo convertido. O cristão ex-muçulmano do Marrocos, Aziz*, de 33 anos, explica: “As pessoas são expulsas da família por causa da conversão. Elas não têm seus direitos respeitados. Alguns são forçados pela família a se divorciar e outros são presos dentro de casa. É mais difícil para as mulheres, pois culturalmente meninos e homens têm mais liberdade e direitos, então estão em uma posição melhor que as mulheres. As mulheres, às vezes, são forçadas a se casar com um muçulmano”.

Aziz explica que no âmbito familiar os convertidos enfrentam violência e são agredidos, e há a constante pressão da família dizendo que o que estão fazendo é errado. Aizah, uma cristã da Tunísia, acrescenta que “geralmente também significa que a família não vai pagar pelos estudos de um filho ou filha ‘infiel’”. Ela acrescenta que ser expulso de casa também significa que não participará de nenhuma celebração em família, pois o cristão não é mais bem-vindo nas reuniões e celebrações da família. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia