Asia Bibi

Asia Bibi. (Foto: AP)

Segundo a Release International, um ministério cristão interdenominacional que apoia cristãos perseguidos, há 218 cristãos presos pelo crime de blasfêmia, o mesmo que chegou condenar Asia Bibi à morte.

A cristã paquistanesa de 48 anos, ficou nove anos presa e agora, após ser absolvida da acusação, mora com sua família no Canadá. Mas há outras centenas de cristãos na mesma situação que ela enfrentou.

“O Paquistão precisa fazer algo para proteger sua minoria cristã . A Release International está pedindo a libertação de 218 outros cristãos que também foram acusados ??de blasfêmia no Paquistão”, disse Andrew Boyd, da Release International.

Há cerca de 2 milhões de cristãos no Paquistão, mesmo assim são minoria dentro de um estado muçulmano que persegue e pune severamente seguidores de outras crenças.

Assim como foi com Asia Bibi, muitos muçulmanos usam a lei de blasfêmia para se vingar de desafetos, acertar contas ou até mesmo para ‘atingir metas’ de prisões.

A Release Internacional tem acompanhado esses casos e tem lançado campanhas para que os países revoguem a lei de blasfêmia, garantindo assim a liberdade religiosa de toda a população. Gospel Prime