por Wal Cordeiro

aguia

Nos dias atuais estamos precisando de verdadeiros líderes, que têm a capacidade de fazer uma excelente gestão à frente das organizações governamentais, religiosas e seculares. Líderes que, na verdade, trabalhem pelo bom desenvolvimento dos seus liderados. Líderes de visão, que saibam e consigam ver além das circunstâncias e possibilidades. Segundo o dicionário, visionário é aquele que a visão à competência. Alguém que enxerga além o presente e o futuro. Ou seja, é alguém que, ao enxergar o presente, visualiza o futuro e suas tendências. Assim, não se deixando levar pelas mudanças. São Líderes capazes de olhar para as dificuldades, da vida, através de uma luneta holística especial. São gestores de verdade. Gestores visionários.

O gestor visionário, diante dos seus liderados, deve adotar uma abordagem de atuação holística. A palavra holística provém de holos, que em grego significa “totalidade”. Isto é:

A compreensão da realidade que articula o todo nas partes e as partes no todo, pois vê tudo como um processo dinâmico, diverso e uno”.

Para ter e manter uma equipe de sucesso, o gestor visionário precisa desenvolver 07 (sete) características em sua vida que alisto a seguir:

1 – Inspirar

Numa visão holística, o líder vai além de estratégias de controle e comando, para atuar também como inspirador de sonhos, estimulador de relações e criador da visão de futuro. O verdadeiro papel do gestor visionário!

2 – criar

Preocupar não apenas com o que fazemos nas equipes, mas também com o como fazemos, e o que podemos criar num ambiente organizacional onde todos possam desenvolver seus talentos e dons especiais. A verdadeira missão do gestor visionário!

3 – servir 

Além disso, o gestor visionário sabe servir como exemplo de ser humano e profissional para sua equipe, atuando com base em valores positivos, transparência e comunicação clara. O verdadeiro legado do gestor visionário!

4 – atuar 

Estes são tempos muito difíceis para os gestores, que estão sendo convidados a dar um verdadeiro salto quântico em nível de consciência de atuação profissional. São tempos, no entanto, que guardam fantásticas oportunidades para todos aqueles gestores que estão abertos ao crescimento, e que desejam ir além de meramente sobreviver às transformações, para atuar fazendo diferença no mundo. O verdadeiro compromisso do gestor visionário!

5 – motivar

O mais importante de tudo é que, o gestor visionário não deve olhar para as pessoas e vê-las como meras executoras de tarefas, mas seres humanos que vivem e precisam de mais motivação para continuar vivendo bem, inclusive em seus ambientes de trabalho. A verdadeira habilidade do gestor visionário!

6 – inovar

Os talentos e as iniciativas criativas aparecem apenas quando há o clima adequado para a inovação, tornando-se necessária a criação de um ambiente de trabalho que se constitua num campo fértil de relações e flexibilidade para que a inovação possa acontecer; para isso o líder tem um papel muito importante, pois ele fazendo assim pode está em contato direto com os demais colegas. A verdadeira motivação do gestor visionário!

7 – relacionar

É necessário, ao gestor visionário, estabelecer metas pessoais, coletivas e nobres, como: ser exemplo em tudo, desenvolver amizades saudáveis, inspirar confiança entre todos, evitar fofocas e incentivar a todos. Quando valorizamos os talentos e iniciativas criativas entre os colegas nos tornamos em fomentadores de tesouros. O verdadeiro trabalho do gestor visionário!

Margaret Wheatley, uma das grandes pensadoras da empresa quântica, diz, em seu livro “A Liderança e a Nova Ciência”:

Acho que apenas começamos a descobrir e inventar as novas formas organizacionais que vigorarão no século XXI. Para sermos inventores e descobridores, precisamos ter a coragem de nos desapegar do velho mundo, de renunciar a muitas coisas que temos prezado até agora, de abandonar as nossas interpretações sobre o que funciona e o que não funciona”.

Portanto, o gestor visionário não manda, incentiva. Não ordena, faz. Não despreza, valoriza. Não impõe, motiva. Não se acha melhor, se coloca no lugar do outro e simplesmente aponta o caminho a ser seguido. Olha e vê além do óbvio. O gestor visionário sabe que se: inspirar, criar, servir, atuar, motivar, inovar e relacionar, será um líder de sucesso, trabalhando com uma equipe de sucesso, numa organização de sucesso. Esta é a visão.

 

Wal Cordeiro é autor de oito livros