CORREIO

O ex-sargento da Polícia Militar Eduardo Claudino Lindote Santana, 47 anos, foi condenado nesta quinta-feira (29) a 29 anos e 10 meses de prisão em regime fechado em um júri realizado em Santo Antônio de Jesus, a 185 km de Salvador.
O ex-sargento foi considerado culpado pelo estupro, espancamento e morte da estudante Geisa Gabriela Marinho dos Santos, no dia 9 de dezembro de 2004, em Ilhéus. Geisa tinha 15 anos e morava em frente à casa do ex-sargento.
Segundo o site regional Voz da Bahia, o Ministério Público Estadual concluiu que a estudante foi jogada ainda viva no rio Almada. O corpo da estudante foi encontrado boiando em um trecho do distrito de Sambaiatuba.

A defesa do ex-PM informou que vai recorrer da decisão, que foi anunciada pela juíza Kátia Regina Mendes Cunha. Lindote permanecerá detido no município, mas a pena será cumprida em Ilhéus.