Representantes de várias entidades foram à Câmara Municipal, na manhã de hoje (30), para debaterem, juntamente com os vereadores e representantes do governo municipal, o projeto de criação da Fundação do Hospital Esaú Matos.

O assunto transformou-se numa queda de braço entre situação e oposição. Alguns contrários ao projeto levaram apitos. Outros estampavam adesivos no peito defendendo a criação da Fundação.

Informações obtidas pelo Blitz Conquista indicam que a oposição não conseguirá barrar a aprovação do projeto, restando apenas o recurso jurídico como meio para impedir a constituição da Fundação.

Os governistas que apóiam a criação da Fundação questionam apenas o fato do projeto não deixar claro o modo de contratação de pessoal, pois pode beneficiar grupos específicos.

Os vereadores Lúcia Rocha e Álvaro Pithon preferiram não participaram da sessão. Eles preferiram ir ao encontro com o Deputado ACM Neto em Salvador. Blitz Conquista