do G1

A direção dos Correios e os representantes da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) não chegaram a um acordo no encontro desta terça-feira (27). Dessa forma, a greve segue em frente. A retomada das negociações continuará nesta quarta-feira (28).

Os funcionários da empresa estão parados desde o dia 14. A empresa ameaça não pagar os dias de greve, o que dificulta um acordo entre as partes. Os trabalhadores querem reverter essa decisão.

“Os Correios reafirmam o compromisso pelo diálogo e pela transparência nas negociações, em respeito aos trabalhadores e à população brasileira”, informou a estatal, por meio de nota.

A ECT oferece reajuste salarial de 6,87%, aumento real de R$ 50 — o que representa um aumento de 13% para 60% dos trabalhadores — e abono de R$ 800. Essa é a oferta que foi feita pelo governo desde antes do início da greve. As informações são do G1.