O PCdoB decidiu que vai encabeçar a chapa em todas as cidades com mais de 100 mil habitantes. A afirmação é do deputado estadual e pré-candidato à prefeitura de Vitória da Conquista, Jean Fabrício Falcão. O parlamentar, em primeiro mandato, vai enfrentar o atual gestor Guilherme Menezes (PT). A despeito dos dois pertencerem ao mesmo campo político, o comunista está convicto de que deve participar das eleições. “Nós temos tranquilidade, apenas achamos que também temos condições de ser gestor, de dirigir a cidade e isso não nos coloca na oposição. Não sou oposição ao governo municipal. Apenas achamos que podemos avançar ainda mais o projeto participativo, mas sem rusgas com prefeito. Tenho muito respeito por ele e pelo PT”. A estratégia do PCdoB, na maioria das cidades em que vai disputar as eleições separadamente do PT e de outros aliados históricos os comunistas, é marcar território e aumentar a presença do partido
na Câmaras Municipais e no comando do Executivo. Em Conquista, a chapa para o Legislativo já tem 80 inscritos. Junta-se ao petista e ao comunista na peleja, o radialista Herzem Gusmão pelo PMDB. A eleição, ao que tudo indica, será dividida e resolvida em dois turnos. O partido comandado pelos Vieira Lima tenta trazer o forrozeiro Edgar Mão Branca (PV) para compor a chapa. A articulação com o verde, também propenso a encabeçar uma chapa, pode dar musculatura à oposição. Vez que os petistas já comandam a cidade há quatro mandatos. Este período todo é tido por Fabrício como responsável pelo renascimento do município – terceiro maior do estado -, mas, segundo o comunista, é hora de mostrar que o PCdoB também pode
conduzir o processo. “Achamos que também é nossa vez. O projeto está sendo dirigido, pelo seu quarto mandato, pelo PT, e a gente acha que o PCdoB também pode ter um bom gestor”. Informações do Bocão News.