primeira menor(1)A Cooperativa Mista Agropecuária dos Pequenos Agricultores do Sudoeste da Bahia/Coopasub inaugurou na manhã desta segunda-feira, 26, o Complexo Industrial de Fecularia e a Unidade de Empacotamento de Farinha de Mandioca. O evento, que contou com a presença do prefeito Guilherme Menezes e do governador Jaques Wagner, aconteceu no povoado de Corta Lote, na BR – 116.

O projeto para a instalação do Complexo de Fecularia em Vitória da Conquista é resultado da parceria entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social/ BNDES, a Fundação Banco do Brasil/FBB e a Prefeitura Municipal. “Essa fábrica vai dinamizar o setor da mandiocultura, gerando mais empregos, mais qualidade de vida e mais apoio aos empreendimentos da economia solidária, das cooperativas e da agricultura familiar”, declarou o governador, Jaques Wagner.

A fábrica será a maior do gênero na Bahia. Ela foi construída em um terreno doado pela Prefeitura de Vitória da Conquista. De acordo com Guilherme Menezes, o empreendimento valorizará a mandiocultura do Sudoeste baiano e evitará a necessidade de importação de fécula do sul do país. “A inauguração desse Complexo é um momento muito importante para toda a região”, enfatizou.

Os investimentos para a implantação do Complexo foram de 10,51 milhões. Desse valor, 7,93 milhões foram provenientes da Fundação Banco do Brasil e 2,57 milhões de outros parceiros, como: o BNDES, a Petrobrás, a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola/EBDA, entre outros.

Benefícios – O Complexo Industrial de Fecularia beneficiará diretamente 2,4 mil famílias de pequenos produtores de mandioca, moradoras de 18 municípios da região. “É um empreendimento importante para a sociedade, com a geração de empregos na área urbana, mas principalmente para os agricultores familiares, pois eles vão começar a dominar uma cadeia produtiva que nunca antes dominaram”, assegurou o presidente da Fundação Banco do Brasil, Jorge Streit.

O cooperado Antônio Carlos Pereira será um dos agricultores beneficiados. Durante a inauguração, ele não escondeu a alegria em saber que poderá contar com o empreendimento para melhorar a produção. “Essa fábrica vai nos ajudar muito, pois agora vamos poder trabalhar com mais confiança e sem a figura do atravessador. Por isso, estou muito satisfeito, pois vamos poder aumentar a nossa renda”, ressaltou.

O empreendimento, além de garantir melhorias na qualidade de vida dos produtores, permitirá a agregação de valor ao produto por meio da industrialização da fécula e da farinha. “A Bahia é o terceiro Estado maior produtor de mandioca do país e o segundo maior em área, por isso esse momento é de extrema importância e um exemplo a ser seguido, pois precisamos estruturar a cadeia produtiva da mandiocultura no Estado”, afirmou o secretário estadual de Agricultura, Eduardo Salles.

Além do Complexo, os produtores também serão beneficiados no município com outra novidade. Durante a inauguração, o governador assinou um termo de compromisso para ampliar a assistência técnica com crédito rural para os 2,4 mil cooperados. Inicialmente será feita a concessão de 16 milhões em créditos para os trabalhadores. A ação ocorre em parceria com o Banco do Brasil.

Por conta do apoio aos agricultores familiares, Jaques Wagner recebeu da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista uma moção de Aplausos.

por: Secom – PMVC