Por André Cairo

 

Desvendando oculta, em luz brilhante erudição

Uma bela obra literária adentra-se aos quartéis

Revirando, voltas dão, aguça a fértil imaginação

Vestida de sabedoria na Conquista dos Coronéis

A obra encanta, imantada de grande ostentação

Livro sem custo, preço justo, o cume da servidão

Memoráveis escritos, bem ditos, páginas envolver

Englobam histórias tantas, hilariantes, verdadeiras

Nas trezentas e quarenta folhas desfilando o saber

Escritos por Durval, em contos, tantos, cantareiras

Suaviza a voz, captada em olhos fixos no entender

Em sons do silêncio, escuta a tão profunda audição

Seguindo trilhas da luz em brilhante contemplação

Escritor, Colaboradores, Agradecimentos, Apresentação

Relatos, Prefácio, Dedicatória, Sumário e Segunda Parte

Une Considerações Preliminares, e os Coronéis em Ação

Descobrem Pilares do Progresso crescente sem descarte

Impõem Coronelismo, educação e extraordinária cultura

Testemunha Banditismo, Cangaceirismo com grande arte

Orvalha as Secas, falando firme, no coração, com bravura

 

Em ação, Coronel Sem Terra, ao cangaceiro ovacionado

Seu nome, Virgulino Ferreira da Silva, da luz, o Lampião

Comandou também Antônio Silvino da Paraíba armado

Revive em Sinhô Pereira, Coronel Cangaceiro do sertão

Inimitável Padre Cícero, um corajoso Coronel de Batina

Testifica bem, o Delmiro Gouveia Coronel do Progresso

O Imperador Dos Sertões e Chico Heráclio, com sucesso

Relata Horácio de Matos, Tigre da Chapada Diamantina

 

Assassinado pela família, Napoleão Ferraz, eterna trilha

 

Corajosa mentora da Guerra do Tamanduá, Sá Lourença

Organiza fiel e justa herança de João Gonçalves da Costa

No Sertão de Ressaca, Coronela Isabelina de vida intensa

Qualificado Cel. Maçom Exupério Cangussú, em resposta

Urge no sul baiano, Cel. do Cacau, a vida de Jorge Amado

Importância no Coronelismo combatendo Coluna Prestes

Surge Getúlio Vargas, grandioso Cel. Presidente educado

Testamento em Carta do chefe da nação, que nos destes

Até falar de Jaguncismo, me deixando então encabulado

 

De Cangaceiro, Capanga, Jagunço, Pistoleiro

Os três Joões, Maciel, Gonçalves, Guimarães

Senhora de 7O anos, sou cidade, um canteiro

 

Com raça negra, sou negro raça, sou eu, o Coronel João

Os Índios pós batalha, vão para a Praça do Monumento

Resgatando alma do vermelho cacique, ao pagé aldeão

O Mistério da Serra do PiriPiri dá volta sem movimento

Negros escravos, na cidade Negra, cidade da Conquista

Em união, Coronéis e suas Mulheres se põem na revista

Inimitáveis Henriqueta, Melânea, Zaza, laudicéia e Tina

Sob Familiocracia, Dino, Maneca, Mandonismo domina

Pça. Caixeiros Viajantes  05/06/2000

Prossegue Violência Conquistense, sobre longas botas

Adiante, Empreendedorismo, Coronéis Conquistenses

Resulta em Conquista Generosa e claramente Patriota

Alardeada, Conquista cresceu Teimosa por insistentes

Bordado histórico, A Conquista Política, dá entrevista

E na Vitória da Conquista surgem os bons Intendentes

Nomeiam Prefeitos de Conquista, vitória na conquista

Seleciona Vereadores, plenária em ordem, influentes

 

Seqüências seguem, na Assembléia do Estado da Bahia

Íntegros Deputados e cidadãos de Vitória da Conquista

No Congresso Nacional, Câmara de Deputados pelo dia

Compromissados em defender a cidade de grande vista

Eis que surge uma pauta para dizer ao criativo Meneses

Respingar de lágrimas, a emoção, ao citar minha pessoa

Ordenada pelos Índios, amigos Mongoiós, em mil vezes

Sinceras criaturas, cantando bravura, além do céu, ecoa

Preparados Coronéis, uma Polícia Militar em forma

Esquecido, Coronel Antônio da Silva Lemos aparece

Logo, o Coronel Ademar Gomes dos Santos retorna

O Cel. Da Paz, Seu Cazú, Casemiro Cardoso, a prece

 

Trovões políticos declamam paz a Conquista Minha Senhora

Retratos de Vitória da Conquista, A Metrópole do Progresso

A luz do Brasão, marco nos momentos, brilho em toda hora

Bandeira de Conquista tremulando, em peça que eu te peço

Aluniçar luz urbana de Vitória da Conquista sobre seu mapa

Liberdade contada num encanto, cantatas do Hino Nacional

Homenagens, Dados Numéricos, beleza na Contra e na Capa

O afã, Considerações Finais, Referências Bibliográficas, final.