Por Wilson Santos

O atual governo do Estado continua fazendo pouco caso do nosso município. A demonstração inequívoca da afirmação está revelada nas promessas descumpridas ao longo dos dois últimos mandatos e também na recente divulgação de obras e benefícios que serão espalhados pelo interior e capital, segundo nova veiculação publicitária do governo, a qual constitui para nós conquistenses ou não, um verdadeiro acinte ao nosso município e aos seus cidadãos.

Estamos, pois, assistindo inertes e passivos, a ociosidade e o descaso do atual governo em relação ao nosso município, já que nem mesmo as promessas levadas a efeito nesse e no mandato anterior, foram implementadas pelo Poder Executivo – Centro de Convenções, Aparelhamento do Hospital de Base, Aeroporto, Presídio, etc -. Não é exagero pontuar, que inexiste qualquer obra digna de registro, implementada pelo atual governo em nosso município. Lembro-me, que no mandato anterior, foi iniciada a construção de um PRESÍDIO, cuja área, atualmente, está coberta pelo mato e resquícios de materiais – nossos apenados são transportados para Jequié, aumentando ainda mais o sofrimento de suas famílias .

E, como no mandato anterior da atual administração, estamos mais uma vez sendo empurrados pelo tempo, isto é enganados!

Recentemente, veiculou na imprensa local, oportuna advertência de JOSÉ MARIA CAIRES, endereçada à comunidade local, reportando sobre os riscos de não termos um aeroporto. E não teremos mesmo, posto que, estamos sendo, mais uma vez, empurrados pelo tempo, como fomos no mandato anterior do eloqüente chefe do Executivo estadual.

Creio, salvo melhor juízo, que é oportuna uma mobilização de toda a comunidade – imprensa, clubes de serviço, lojas maçônicas, seguimentos religiosos, estudantes, sindicatos/entidades representativos profissionais e econômicos, associações, legislativo municipal, ministério público estadual, etc. – com o fito de demonstrar ao executivo baiano e também ao legislativo, a nossa indignação e inconformismo, diante do fato ora posto de modo sucinto, mas que nos angustia, já que somos um dos principais agentes responsáveis pelo enriquecimento do Tesouro Estadual.
Precisamos, pois, de tratamento de acordo com a expressividade do nosso município e trabalho incansável da nossa gente.

“Vem vamos embora…”!!!

WILSON MOREIRA DOS SANTOS – OAB 6040