Ascom | Serin

O Governo do Estado vai iniciar uma série de estudos para ser realizado um enquadramento legal e, dessa forma, ver a possibilidade de viabilização da Região Metropolitana de Vitória da Conquista. O tema foi discutido em reunião realizada na Secretaria de Relações Institucionais, na manhã desta segunda-feira (05/09).

As secretarias do Desenvolvimento Urbano (Sedur) e Planejamento (Seplan), a Casa Civil e a Superintendência de Estudos Econômicos (SEI) terão equipes especializadas para fazer esse levantamento. A iniciativa decorre de um anseio antigo da população da região e da própria cidade, que possui mais de 300 mil habitantes e é considerada a capital do Sudoeste Baiano.

A Região Metropolitana de Vitória da Conquista deverá ser a terceira do Estado, que já conta com a Região Metropolitana de Salvador (RMS) e a Região Metropolitana de Feira de Santana (RMFS), criada no mês de julho e que conta com a participação de seis municípios.

Estiveram presentes na reunião o Deputado Marcelino Galo, autor do projeto que cria a região, o secretário de Relações Institucionais Cezar Lisboa, o diretor administrativo, Emilson Piau, o chefe de gabinete, Pedro Alcântara, além de assessores do deputado e da Serin.

Os estudos vão procurar verificar a melhor forma de implantação de uma Região Metropolitana e devem avaliar a possibilidade de apresentar emendas ao Estatuto da Metrópole, em análise no Governo Federal, procurando adequá-las às realidades urbanas de cidades do Norte e Nordeste do País.