WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


agosto 2011
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: 7/ago/2011 . 7:48

Em decisão inédita, agência reduz nota de risco de crédito dos EUA

Estadão | Globo News

Standard & Poor’s rebaixa rating americano de AAA para AA+ e governo dos EUA diz que agência cometeu um erro de US$ 2 trilhões nos cálculos.

Em uma iniciativa inédita, os Estados Unidos sofreram o rebaixamento da avaliação de risco de seu crédito de longo prazo. A nota de risco de crédito dos EUA da agência Standard & Poor”s passou de AAA – a avaliação mantida nos últimos 70 anos e a mais elevada do ranking – para AA+. A medida foi tomada três dias depois da sanção da lei que evitou a suspensão de pagamentos pelo governo americano que esboçou o plano de ajuste de US$ 2,1 trilhões nas contas públicas federais nos próximos dez anos.

A S&P havia notificado a Casa Branca sobre a decisão antes de anunciá-la, como sempre, de surpresa e após o fechamento dos pregões das bolsas americanas. O Tesouro americano argumentou à agência ter havido falha de US$ 2 trilhões nos cálculos sobre as projeções das contas públicas do país. Porém, nem o Tesouro nem a S&P se manifestaram publicamente sobre o possível erro de cálculo. :: LEIA MAIS »

Secretário-executivo do Ministério da Agricultura pede demissão

Do G1, em Brasília

 

Após reportagem publicada na edição deste final de semana da revista “Veja”, o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Milton Ortolan, pediu demissão.

Segundo a revista, o secretário, auxiliar direto do ministro Wagner Rossi, tinha relações com um lobista que, de acordo com a publicação, atua dentro do ministério, defendendo interesses de empresas

Em nota divulgada pela assessoria do ministério e na qual informa sobre o peddio de demissão, Ortolan nega ter cometido irregularidades e pede que sejam feitas investigações “em todos os níveis considerados necessários”.

Júlio Fróes, o suposto lobista, teria, segundo a revista “Veja”, um “escritório clandestino” dentro do ministério no qual prepararia editais, analisaria processos de licitação e defenderia os interesses de empresas nesses processos. Segundo a publicação, Fróes se apresentava como representante do ministério e, em entrevista, afirmou conhecer o ministro Wagner Rossi e o secretário-executivo Milton Ortolan. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia