O auxiliar de cabeleireiro Eduardo Guilherme Scabasso, 23 anos, estava entre as 15 vítimas do acidente envolvendo um ônibusda EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), que caiu de um viaduto em São Caetano do Sul. ‘Foi um cenário de terror. Estava em pé e ouvi pessoas gritando’, descreve a queda.

O passageiro foi levado para o Hospital Municipal Albert Sabin e, após atendimento médico, recebeu alta por volta das 13 horas. Ele sofreu pancadas nas costas e um ferimento no braço.

Segundo Scabasso, nenhum passageiro foi arremessado para fora do ônibus e, a maioria, saiu pelo vidro de trás. Prestes a ser pai, conta que já duas semanas sofreu um acidente de carro.

O cobrador do ônibus Clóvis Santos Galdino, de 38 anos, também recebeu alta após ser atendido no hospital. Ele conta que um veículo trafegava na rua na contramão e a motorista Lilian Souza Freitas, de 30 anos, reagiu pisando no freio para evitar a colisão. “Como era paralelepípedo, o ônibus deslizou e ficou de frente para o barranco. Nisso caímos”, contou ao iG. “Ouvi as pessoas
gritando no viaduto ‘Olha o trem, olha o trem’. Percebi que o trem já estava com velocidade reduzida.” IG Notícias