As contas do governo Wagner, no exercício de 2010 foram aprovadas ontem, com comendações, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Na sessão que terminou por volta das 20h, os conselheiros Inaldo da Paixão e Zílton Rocha acompanharam o voto do relator Filemon Matos e as contas do governo foram aprovadas com três votos a favor.Os conselheiros Manoel Castro e Pedro Lino optaram pela aprovação com ressalvas (quando alguns aspectos não são aprovados). Já o conselheiro França Teixeira emitiu parecer favorável à desaprovação, com ressalva para as
Secretarias da Fazenda e da Administração. Entre as recomendações, estão os repetidos investimentos na Empresa Baiana de Alimentos (Cesta do Povo), que deveria vender produtos de primeira necessidade para pessoas carentes e, no entanto, tem na cerveja o item mais vendido – por volta de 15% do total.

Os conselheiros também constataram irregularidades na contratação de professores para a rede estadual de ensino, via Prestação de Serviço Temporário, e na utilização de sobras do orçamento do ano passado em despesas com saúde este ano. A decisão segue agora para a Assembleia, que pode seguir ou rejeitar o parecer do TCE. Correio*