Por Ascom/MCMP
Foto: Anita/Star Color

Não precisa usar a inteligência para compreender o Forasteiro, incorporado no ativista André Cairo, presidente do Movimento Contra a Morte Prematura – MCMP, onde o inteligível se explica o que deveria estar fora, dentro de mandatos interferidos, onde imigram forasteiros para todos os cantos, se instalando por aí afora, quando os que deveriam estar dentro, ficaram de fora, na justaposição do óbvio.

Achando ser gaúcho, apelidado de Zito, o insistente Oscar Pedrano Sá Patto, lhe perguntou: Tu és o que Zito? – Respondeu: Sou esquisito mesmo, mas não de esquisitices! E cantou, “Sou gaúcho lá de Passo Fundo, trato todo mundo com muito respeito, mas se alguém me pisar na tala, eu resolvo na fala, sem nenhum trejeito”. O que os homens precisam é renovar a suas consciências, principalmente as Autoridades. Desabafa o Forasteiro.

Com agenda lotada até 2016, fará protestos na Copa 2014 pelo equilíbrio do Planeta,  e concilia data para vir a Vitória da Conquista dar o seu recado, afirmando que “o sol nasceu para todos, porém, muitos estão no lugar de nós outros, ocupados por vós outros. Vim de fora, mas por dentro do que fora está, com excelentes profissionais conquistenses sem ocuparem cargos públicos, e candidatos conquistenses distantes de serem maioria no Poder. Pode? Incompetente é uma coisa, competente é outra, e competentíssimo é outra coisa”. Finaliza o Forasteiro dentro da lei.