Do G1 MG

Mais um ônibus foi queimado na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, neste sábado (19), de acordo com a Polícia Militar (PM). O coletivo 9031, que faz a linha Nossa Senhora de Fátima/Centro, foi incendiado em frente ao número 1.230, na Avenida Nossa Senhora de Fátima.

Segundo a PM, o Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar o fogo.

Primeiro ônibus
Um ônibus da linha 4107, que faz o trecho Alto Caiçara/Serra, foi incendiado na manhã deste sábado (19), no bairro Serra, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), o veículo foi destruído pelas chamas depois que dois moradores foram mortos em uma troca de tiros com a polícia durante a madrugada. Ninguém ficou ferido no incidente com o ônibus, de acordo com a PM.

Segundo a polícia, durante uma patrulha no bairro, os militares encontraram cerca de 20 suspeitos com fardas do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e da PM. Na troca de tiros dois homens morreram, um deles menor de idade. Um policial também teria ficado ferido.

Um morador do bairro, que prefere não ser identificado, alega que os policiais mataram duas pessoas inocentes e depois plantaram as fardas para incriminá-las. “Eles não eram bandidos. Eram trabalhadores”, disse o morador.

De acordo com ele, a polícia, em vez de proteger a população do bairro Serra, faz o contrário. “Eles [os policiais] aterrorizam a comunidade. Agem brutalmente, chegam e colocam a metralhadora na cabeça dos moradores, sem pedir identificação”, contou.

Um homem suspeito de atear fogo nos ônibus foi preso. Segundo a polícia, ele estava escondido no Aglomerado da Serra.

A PM informou ainda que a corregedoria vai abrir inquérito para apurar as denúncias e reforçou que a população pode passar qualquer informação para o 190 ou para o Disque Denúncia, sem se identificar, por meio do número 181. O policial atingido durante a troca de tiros não corre risco de morte.