WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


janeiro 2011
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


700 vítimas das chuvas de 2010 no RJ ainda não receberam aluguel social; famílias da região serrana esperam benefício


Nove meses após a tragédia no morro do Bumba, em Niterói (RJ), cerca de 700 pessoas, o equivalente a 21% das 3.200 cadastradas no aluguel social, ainda não receberam a ajuda de custo mensal fixada no valor de R$ 400 reais, de acordo com o presidente da Associação das Vítimas do Morro do Bumba, Francisco Ferreira.

Das áreas afetadas pelas chuvas torrenciais no Rio de Janeiro em abril de 2010, o Morro do Bumba, em Niterói, foi palco da cena mais chocante: um grande deslizamento de terra causou 47 mortes, soterrou mais de 200 corpos e deixou centenas de desabrigados.

Enquanto as vítimas do Bumba ainda lutam para receber o benefício, cerca de 6 mil famílias da região serrana do Rio de Janeiro, destruída pelas chuvas de janeiro, esperam o pagamento do aluguel social já a partir de fevereiro.

O aluguel social é um programa do governo estadual que repassa verba para as prefeituras aplicarem na reorganização do espaço urbano, fazendo com que pessoas saiam de determinadas áreas consideradas “de risco” (ou que já tenham sido vítimas de eventos climáticos, como no caso da recente tragédia na região serrana do Rio). A validade do benefício mensal é de um ano.

No caso das vítimas das enchentes na região serrana do Rio, o processo deve ser mais rápido e a primeira parcela do aluguel social pode ser paga na primeira quinzena de fevereiro, segundo o governo estadual. O valor da ajuda de custo chegará a 500 reais para as cinco mil famílias de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo já cadastradas.

Esse número deve aumentar com as inscrições das pessoas que estão alojadas em casas de parentes e amigos, das que ainda vivem em áreas de risco e dos moradores de outros municípios afetados pelas chuvas, como Areal, Sumidouro, Bom Jardim e São José do Vale do Rio Preto, cujo benefício será de R$ 400. No total, seis mil famílias devem receber o aluguel social.

Burocracia e atrasos no pagamento

A história dos moradores que sobreviveram à tragédia do Bumba mostra, no entanto, que a ajuda para o aluguel não é suficiente. Muitas famílias ainda não encontraram imóveis para locação e continuam a residir em abrigos improvisados, como no 3º Batalhão de Infantaria, em São Gonçalo, e no 4º G-CAM, em Barreto, região de Niterói. UOL Noticias

1 resposta para “700 vítimas das chuvas de 2010 no RJ ainda não receberam aluguel social; famílias da região serrana esperam benefício”

  • Odair Marcolino disse:

    Ninguém fala nada sobre o aluguel social em Niterói. Parece que estão usando a tragédia da região serrana para se desviarem do compromisso assumido. Vão largar uma tarefa inacabada para dar início a outra? Onde está o Prefeito da nossa cidade? Vejo “todo mundo” se pronunciando menos ele.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia