WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


janeiro 2011
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


Desenvolvimento de softwares livres garante economia de gastos para a Prefeitura Municipal


Na área de informática, a Prefeitura de Vitória da Conquista tem investido numa política de uso de software livre, em sintonia com o direcionamento tomado pelo Governo Federal por meio do Ministério de Educação. Na Secretaria Municipal de Educação (SMED), o Centro de Processamento de Dados (CPD) atua de acordo com essa orientação, ao investir na criação e desenvolvimento de softwares com plataforma livre para agilizar o gerenciamento das ações na educação municipal.
De acordo com o gerente do CPD da SMED, Ronaldo Costa Jr., a opção do Governo Municipal por desenvolver softwares por conta própria significa, também, uma diminuição nos gastos com informática. Afinal, a Prefeitura estabelece uma forma de gestão em sintonia com a tecnologia da informação. Como exemplo, o gerente cita o EduCota, software que, quando estiver pronto, irá gerenciar o sistema de impressões das copiadoras adquiridas pelo Governo Municipal e entregues às escolas da Rede. O programa foi desenvolvido com base num software descontinuado pela Unicamp.

Também serve como exemplo o novo programa Centaurus, ainda em fase de conclusão. A atual versão do programa é responsável por gerenciar as matrículas dos alunos da Rede Municipal de Ensino. Assim que entrar em funcionamento, sua nova versão incluirá também o gerenciamento das informações referentes ao transporte escolar e à merenda. Os alimentos que compõem o cardápio dos aluno será composto via online, assim como o controle das rotas de transporte de alunos e professores. Ao invés de entregar a criação do software a uma empresa particular, a Prefeitura decidiu fazê-lo em casa, indicando a tarefa à equipe de programadores da SMED.

ECONOMIA – Se o software fosse terceirizado, os gastos seriam bem maiores. Calculando-se por baixo, cerca de R$ 0,50 por aluno. Como há na Rede Municipal aproximadamente 42 mil alunos, o custo não sairia por menos de R$ 240 mil por ano.

Com o desenvolvimento do software por iniciativa própria, o gasto, até o momento, foi de R$ 50 mil – o que significa uma economia de quase 80%. Os investimentos são feitos somente no período de criação do programa. Assim que ele for concluído, não haverá mais gastos direcionados especificamente a essa atividade. “Tudo isso foi desenvolvido aqui, utilizando tecnologia livre, e torna-se patrimônio do município”, diz Ronaldo. Para o gerente, a opção mostra “o compromisso da Administração Municipal com a melhoria do serviço prestado ao cidadão”.

1 resposta para “Desenvolvimento de softwares livres garante economia de gastos para a Prefeitura Municipal”

  • mauricio disse:

    É muito bom ver que os órgãos públicos estão investindo em iniciativas como esta, pois isso é de grande importância para o desenvolvimento de novas tecnologias livres de royallites.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia