O menino Josué Ferreira Reis, de 10 anos, perdeu a visão do olho esquerdo após ter sido atingido, na tarde desta segunda-feira, 10, com um tiro à queima-roupa, no bairro de Riacho Doce, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Segundo informações do posto policial instalado no Hospital Geral do Estado (HGE), o disparo foi feito de uma distância muito próxima da vítima, o que nega a versão do disparo ter saído de uma troca de tiros entre traficantes da região. O tiro foi tão próximo do olho que vestígios de pólvora foram encontrados no globo ocular da criança.

De acordo com a mãe de Josué, Edilene de Jesus Silva, o filho não tem envolvimento com drogas e tráfico e tem uma boa relação com a comunidade. “Que eu saiba, meu filho não tem briga e nem rixa com ninguém no bairro. Não sei o que foi que aconteceu. Já perguntei a ele quem atirou, mas ele não quer dizer quem foi”, falou.

Edilene informou que o filho estava brincando na hora do ocorrido e que ele disse que quem estava no local sabe quem foi que atirou. “Quando pergunto quem atirou, ele desconversa. Já pedi aos policiais para conversar com ele, mas ele também não quer dizer”.

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que o menino está lúcido e consciente e o seu estado de saúde é estável.