A Tarde

Passageiros mostram ferimentos após incidente no aeroporto Luiz Eduardo Magalhães

Ao menos dez passageiros do voo TAM 3175 que decolou de Salvador com destino a São Paulo tiveram ferimentos leves depois de serem obrigados a descer pelo escorregador de emergência por causa de uma suspeita de incêndio na parte de trás do avião.

Cerca de 15 minutos depois da decolagem, o piloto informou que retornaria ao aeroporto por causa de um problema na pressurização. “Várias crianças que estavam no avião já estavam chorando e reclamando de dor no ouvido. Além disso, havia um cheiro estranho”, disse o engenheiro José Ivanildo Azevedo, 54 anos. Segundo ele, a aeronave pousou e ficou na pista por cerca de uma hora. “Não deram nem água, muito menos informação”, bradou.

Por duas vezes, o piloto anunciou à tripulação para se preparar para a decolagem. Em seguida foram ouvidos  barulhos estranhos, como se o piloto estivesse tentando ligar as turbinas. O estudante de medicina Renan Visibli, 21, que estava na penúltima fila, viu o forno pegando fogo e uma aeromoça e um homem usando o extintor.

 

Minutos depois, o piloto anunciou à tripulação: “abandonar a aeronave”, gerando princípio de confusão. “Acabei de colocar meu coração para dentro da boca de novo”, descreveu o professor universitário, Marcelo Moraes, de 56 anos.