Caio Macário, da Sucursal de Barreiras*

Nove pessoas envolvidas em um esquema de venda de habilitações foram presas em Barreiras por volta de 6h desta terça-feira, 14, na Operação Ciretran, liderada pela polícia civil do município.
De acordo com o delegado André Aragão, coordenador geral da polícia civil, o esquema existe desde agosto de 2010 e envolveu funcionários da prefeitura, como o chefe de fiscalização, o chefe do setor de habilitação da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) e funcionários de autoescolas. Ainda de acordo com o delegado, há provas de que a autoescola CFC Águia está envolvida, mas outras empresas também podem ter feito parte da fraude.
Uma pessoa, provavelmente o líder do esquema, está foragida. Os presos foram detidos no Complexo Policial de Barreiras e estão sendo indiciados por corrupção. Após as investigações sobre a participação individual de cada um no esquema, os envolvidos poderão responder a processos por fraude e formação de quadrilha.
Esquema – De acordo com a polícia, o esquema funcionava no boca a boca e o “serviço” era oferecido aos alunos das autoescolas. Os preços cobrados pelas habilitações variavam entre R$ 50 e R$ 2.500.

A polícia apreendeu 50 laudos e fará uma triagem para saber quem comprou a carteira de habilitação. Ainda não se sabe o número exato de habilitações vendidas pelo grupo.

* com redação de Larissa Oliveira, do A TARDE On Line