da Agência Brasil

Brasília – Cerca de 450 mil universitários participam domingo (21) do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). A prova é aplicada aos alunos ingressantes e concluintes de cursos superiores para avaliar a qualidade do ensino. A participação é obrigatória e quem não comparecer aos locais de prova não recebe o diploma ao final da graduação.

Neste ano, serão avaliados bacharelandos em agronomia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social, terapia ocupacional e zootecnia, além dos cursos superiores de tecnologia em agroindústria, agronegócio, gestão ambiental, gestão hospitalar e radiologia.

Participam do Enade alunos matriculados no primeiro e no último semestre em cursos das áreas avaliadas. São considerados ingressantes aqueles que, até o dia 2 de agosto, tiverem concluído entre 7% e 22% do currículo. Já os concluintes são aqueles que concluíram pelo menos 80% da carga horária mínima ou tenham condições de concluir o curso no ano letivo de 2010. É de responsabilidade das instituições de ensino inscrever os alunos e divulgar a lista dos participantes.

Estão dispensados do Enade alunos que colaram grau até 31 de agosto deste ano ou que estejam oficialmente matriculados e cursando atividade curriculares fora do Brasil na data da aplicação da prova.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pelo exame, enviou aos candidatos, pelo correio, um cartão informando os locais de prova. Quem não tiver recebido pode consultar essa informação na página do Inep ou na coordenação do seu curso.

A prova começa às 13h e é preciso levar o cartão de informação e um documento oficial com foto. O Inep pede também aos estudantes que preencham, até a data da prova, o questionário socioeconômico do Enade. A partir deste ano, o processo foi informatizado e os formulários estão disponíveis na internet. O preenchimento não é obrigatório.