WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


outubro 2010
D S T Q Q S S
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: 5/out/2010 . 8:06

Democratas insatisfeitos podem migrar para o PP de Otto Alencar

Lilian Machado/Tribuna

 A insatisfação dos democratas baianos que, durante a campanha reclamaram da falta de apoio da legenda e das parcerias inusitadas dentro do partido, conforme foi antecipado pela Tribuna da Bahia, se comprovou com o resultado pífio da bancada estadual nas eleições deste ano.

 A redução de 12 para apenas cinco deputados confirmou o processo de desidratação da sigla, que perdeu algumas forças na Casa, a exemplo do líder Heraldo Rocha e do deputado Carlos Gaban, opositor ferrenho ao governo. Passadas as eleições, já é dado como certa a debandada de pelo menos três deputados estaduais, que podem ingressar em uma nova conjuntura partidária ou cair nos braços do governo.

Rumores dão conta de que o governador eleito Otto Alencar (PP), que teria ajudado na eleição de ex-aliados, pode ser o articulador do ingresso de parlamentares na base governista.
 
Diante do novo cenário, nos bastidores comenta-se que Gaban e Clóvis Ferraz, derrotados no pleito, já estariam de malas prontas para outras coligações. Além deles, pode sair do Democratas, o deputado reeleito Gildásio Penedo, que é genro do vice eleito (Otto) e, influenciado por essa situação, pode estar seguindo rumo ao governo pelo PP, dos deputados federais Mário Negromonte e João Leão. Dentro do DEM saíram vitoriosos no pleito, além de Penedo, os deputados Rogério Andrade e Paulo Azi.

Devem estrear como representantes da legenda no Legislativo, Tom, que entrou na campanha no lugar de Emério Resedá, e Herbert Barbosa.
 
Apesar de ainda não admitirem a saída para outras correntes, alguns deputados assumiram que faltou “senso de coletividade” durante a campanha eleitoral. 

“Política é grupo e só tem futuro quem está dentro de um grupo. Lembro-me que o senador ACM e o deputado Luis Eduardo trabalhavam para distribuir votos dentro do partido e ajudar aqueles que estavam mais fracos.

Fazer parcerias para ajudar outros não é justo. O mais correto é ajudar aqueles que sempre estiveram ali”, disse Gaban, sem querer citar nomes, mas alfinetando aliados que intensificaram dobradinhas com candidatos de outros partidos.

Segundo ele, o PT hoje é um exemplo do que o líder ACM fazia no passado, “quando escolhe aqueles que precisam ser ajudados e trabalham para elegê-los”. “Na hora em que se esquece o coletivo, se dissolve o partido”, acrescentou, justificando que além desse motivo, o fato de ter sido um crítico do atual governo pode ter contribuído para sua derrota.

Derrotados procuram por novo grupo

Questionado sobre o futuro, o democrata afirmou que deve se juntar aos políticos com os quais tem “afinidade” para repensar um novo grupo. “Eu incluo nisso César Borges e Antonio Imbassahy, que são grandes amigos. Portanto, em termos de partido, vou ver pessoas identificadas comigo e pensar algo para o futuro, mas que seja sem individualismo”, afirmou, descartando, entretanto, que esteja à disposição de um convite do governo. 
 
O deputado Clovis Ferraz, que também não conseguiu a reeleição, disse que vai esperar a “poeira baixar” para avaliar novas possibilidades. “Vou me reunir com os colegas e apoiadores para ver como ficarei e depois irei me pronunciar a respeito. Por enquanto, não tenho o que dizer sobre o assunto”, restringiu.
 
Em situação mais “delicada” dentro partido por ser genro de Otto, considerado um dos grandes nomes da campanha de reeleição do governador Jaques Wagner, o deputado Gildásio Penedo negou que esteja de saída do Democratas. Embora os rumores sejam fortes de que esteja indo em direção ao PP, ele descarta a hipótese. “Sou um homem de partido e isso tudo é mera especulação”, limitou-se.

Penedo também negou que tivesse feito “corpo mole” na campanha do democrata Paulo Souto ao governo, como acusou um de seus colegas. “Estive ao lado de Paulo Souto em vários eventos no interior da Bahia, portanto isso não tem fundamento”.
 
Apesar de lamentar a “campanha individualista” na maioria dos partidos, Heraldo Rocha descartou que esse tenha sido o motivo de sua não reeleição. Caso fosse eleito, ele iria para o sexto mandato.

“Foi uma eleição em que prevaleceu o poder econômico. Apenas o poder de alguns se sobrepôs ao meu”, minimizou. Segundo ele, agora as apostas vão para uma campanha vitoriosa do presidenciável José Serra (PSDB) na corrida ao segundo turno. “Vamos trabalhar pela sua vitória. Estou aí apoiando ele e acho que esse resultado de deixar para decidir no segundo turno foi muito bom para a Bahia”, ressaltou.  
 
Além do líder democrata, admitiu dificuldades financeiras na campanha, o deputado Junior Magalhães, que também não conseguiu se reeleger. “Foi uma campanha muito difícil, mas não quero culpar ninguém por isso.

 Talvez os que reclamem de falta de ajuda é porque já tiveram algum dia e dessa vez não tiveram, mas esse não é o meu caso”, afirmou. Ele também rejeitou qualquer especulação sobre o seu futuro político.

Procurado pela reportagem, o presidente do Democratas, segundo colocado na eleição estadual, Paulo Souto, disse através da assessoria de imprensa que “não iria comentar especulações” sobre mudanças no partido. 

Candidatos barrados receberam 8,9 milhões de votos

Em um universo de 111 milhões de eleitores que compareceram às urnas, cada um escolhendo seis cargos diferentes, candidatos barrados pela Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10), mas ainda no páreo por conta de recursos, receberam 8.885.614 votos em 24 unidades da federação. O estado campeão de sufrágios em postulantes com problemas na Justiça foi o Pará, seguido de São Paulo e Paraíba.

Os números de votos em candidatos barrados pela Justiça Eleitoral, tanto pela ficha limpa quanto por outras condições de elegibilidade e inelegibilidade (como quitação eleitoral e prestação de contas de campanha), foram divulgados ontem (4) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na sexta-feira, a corte havia decidido que, pela primeira vez nas eleições brasileiras, os eleitores ficariam sabendo como foi votado cada político com o registro indeferido. :: LEIA MAIS »

“Patores são muito eficientes para tirar votos”afirma senador Crivella

Bancários: Comando avalia 6º dia de greve

No sexto dia do movimento grevista, banqueiros permanecem calados

Reunião dos bancários de Conquista e Região às 15h30 desta segunda-feira (4) avaliou a mobilização neste sexto dia de greve e informou os indicativos do Comando Nacional dos Bancários. Sem nenhum posicionamento da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), a categoria segue com a greve por tempo indeterminado.

Durante as discussões, o Presidente do Sindicato, Delson Coêlho, apresentou os números do crescimento da greve em âmbito nacional, estadual e regional. Também foram discutidas novas estratégias para ampliar a adesão dos bancários de Conquista e Região ao movimento grevista. “A Fenaban e os bancos públicos verão a força do movimento e serão obrigados a dar uma resposta aos trabalhadores e à população”, destacou Coêlho. :: LEIA MAIS »

Aeronáutica encerra inscrições para 205 vagas de sargentos

CORREIO

A Aeronáutica encerra nesta terça-feira (5) as inscrições do concurso para 205 vagas no Curso de Formação de Sargentos. As oportunidades, que exigem nível médio, são para a turma 2 do ano de 2011. O salário inicial líquido aproximado, após a conclusão do curso, é de R$ 2.600 (leia aqui o edital).

As vagas são para candidatos de ambos os sexos. O curso, com duração de dois anos, será realizado na Escola de Especialistas de Aeronáutica, em Guaratinguetá (SP). Concluindo-o com aproveitamento, o aprovado será promovido à graduação de terceiro-sargento, sendo designado para servir em Organização Militar de acordo com a classificação que obtiver ao término do curso. :: LEIA MAIS »

Julgamento de quatro fichas-sujas eleitos pode alterar bancada baiana

A Tarde

Quatro candidatos impugnados pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), mas liberados pelo TRE, foram eleitos na Bahia – dois deputados federais e dois estaduais. A manutenção do mandato deles, entretanto, dependerá de julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que julgará suas candidaturas com base na Lei da Ficha Limpa.

Os eleitos foram Carlos Brasileiro (PT) e Maria Luiza Laudano (PTdoB), para a Assembleia Legislativa, e Geraldo Simões (PT) e Jânio Natal (PRP), para a Câmara dos Deputados. A PRE tentou impedi-los de concorrer, enquadrando-os na Lei da Ficha Limpa, mas o TRE-BA entende que a lei não vale para este ano e liberou as candidaturas. :: LEIA MAIS »

BA: Wagner admite que fará mudanças em seu secretariado

da Folha

O governador reeleito da Bahia, Jaques Wagner (PT), admitiu nesta tarde, que haverá mudanças no seu secretariado. Entretanto, não anunciou nomes. Wagner disse que embora seja um governo de continuidade, algumas mudanças ocorrerão.

Ele afirmou que, no momento irá trabalhar pela eleição da candidata petista à presidência, Dilma Rousseff, no segundo turno, mas, logo depois irá sentar com os partidos que o ajudaram a conquistar a reeleição para montar o governo. :: LEIA MAIS »

PRF divulga balanço da operação eleições

image
Os policiais ainda notificaram 461 motoristas que cometeram algum tipo de irregularidade

Cinco pessoas foram presas acusadas de transporte irregular de eleitores

O final de semana nas rodovias federais que cortam a Bahia foi de muito trabalho para os agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA). No balanço da Operação Eleições 2010, divulgado nesta segunda-feira (4), a PRF registrou 24 acidentes, com 14 feridos, nenhuma morte, além de 15 pessoas detidas. Dos 1.117 veículos fiscalizados, cinco foram presos, juntamente com seus condutores, todos acusados de transporte irregular de eleitores e de material de propaganda dos candidatos. Os policiais ainda notificaram 461 motoristas que transitaram pelas BR’s no estado com algum tipo de irregularidade não tolerada pelo Código Brasileiro de Trânsito.
Bahia Noticias

Missões: Radicais muçulmanos atacam cristãos em Gujrat

Paquistão – Na primeira semana de setembro, uma multidão de extremistas muçulmanos agrediu violentamente dezenas de cristãos no distrito de Gujrat, província de Punjab, Paquistão.
Cerca de 40 muçulmanos atiravam com kalashnikovs (um fuzil russo) e pistolas, agrediam armados com machados e cassetetes os cristãos e os deixavam à morte, segundo relatos do Rev. Suleman Nasri Khan.  
Segundo informações do Rev. Suleman Nasri Khan e do bispo Shamas Pervaiz, sabe-se que dez famílias foram alvo dos ataques, incluindo a do cristão Tariq Gil, recentemente inocentado da acusação de blasfêmia em 2009.
:: LEIA MAIS »

Justiça aceita denúncia contra Tiririca por suspeita de analfabetismo

Do G1 SP

Tiririca

Tiririca chega para votar (Reprodução/TV Globo)

A Justiça Eleitoral de São Paulo aceitou denúncia nesta segunda-feira (4) contra Francisco Everardo Oliveira Silva, mais conhecido como o palhaço Tiririca, eleito com 1.353.820 votos para o cargo de deputado federal – o mais votado do país – nestas eleições, pela coligação Juntos por São Paulo (PR/PT /PRB/PC do B/PT do B).

A prova técnica apresentada sobre alfabetização de Tiririca justifica o recebimento da denúncia, anteriormente rejeitada, para início da ação penal, segundo nota do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) e aceita pelo juiz da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, Aloísio Sérgio Rezende Silveira.

Governo eleva de 2% para 4% alíquota do IOF para conter queda do dólar

da Agência Brasil

 Brasília – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou há pouco que dobrará a alíquota de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para os investimentos de estrangeiros em renda fixa no Brasil.
 A partir de amanhã, a alíquota para essas aplicações subirá de 2% para 4%.

 Os investimentos externos em ações e no mercado futuro continuarão a pagar 2%. A taxação do capital estrangeiro que entra no país está em vigor desde outubro do ano passado.

 De acordo com Mantega, a medida é necessária para conter a queda dólar depois da capitalização da Petrobras, que atraiu divisas para o Brasil. “O dólar baixo prejudica as nossas exportações. Por isso, decidimos elevar o imposto”.

Depois de tentativa de fuga, presos fazem motim em Jequié

CORREIO

Após uma tentativa de fuga de presos frustrada no Complexo Policial de Jequié na tarde do domingo (3), outros 45 detentos iniciaram nesta segunda-feira (4) um motim no local, queimando colchões, cobertores e roupas. Foi preciso chamar os Bombeiros para controlar as chamas.

A situação foi controlada por volta das 18h com a entrada dos policiais e a retirada dos presos amotinados. Os presos protestavam pela precariedade dos equipamentos, quase que totalmente destruído – segundo a polícia, pelos próprios detentos, em ações anteriores.

A Justiça Criminal autorizou a transferência dos presos para o Conjunto Penal de Jequié.

Votação de Marina Silva, apoiada por evangélicos, surpreende

O voto evangélico será decisivo no segundo turno das eleições à presidência da República, avaliou o cientista social Rudá Ricci, ao analisar o resultado do pleito de domingo. A candidata do Partido dos Trabalhadores (PT), Dilma Rousseff, e o candidato do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), José Serra, disputam o cargo em eleição agendada para o dia 31 de outubro.
A candidata do Partido Verde (PV), Marina Silva, foi a grande surpresa do resultado eleitoral. Dos 111,18 milhões de votos apurados (99,99% dos votos), Marina somou 19,33% do total, que, somado ao percentual de Serra (32,61%) levou o pleito ao segundo turno. Dilma fez 46.1% dos votos válidos.
“Marina aparece com uma força política enorme pelo voto dos evangélicos, dos jovens e das mulheres indecisas que votaram nela no final”, disse Ricci em entrevista ao IHU Online, ontem à noite.
“Essa é a grande novidade que não esperávamos nem de longe. Você via o voto evangélico nesses últimos dias, mas não nessa pujança que vimos no final”, agregou. :: LEIA MAIS »

Dilma abre discurso de 2º turno com ataque a projeto de Serra para o mínimo

Renato Andrade BRASÍLIA – O Estado de S.Paulo

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, deixou claro ontem que pretende rebater com força os ataques que forem lançados pelo ex-governador José Serra durante as próximas quatro semanas. Menos de 24 horas após o início efetivo do segundo turno das eleições presidenciais, Dilma questionou propostas defendidas por Serra, como o aumento do salário mínimo, e propôs “esclarecimentos sistemáticos” à população para qualquer acusação vinda do PSDB.

Celso Junior/AE

Celso Junior/AE

Ajuste fino. Dilma em encontro com governadores e senadores, em Brasília; campanha petista pretende terá reação imediata a ‘boatos e factoides’

Sem citar o nome de Serra, a petista qualificou a polêmica sobre sua posição em relação ao aborto, que teve impacto no seu desempenho nas urnas no domingo, de “campanha perversa” lançada por seus adversários na reta final do primeiro turno. Dilma afirmou que pretende continuar o debate com movimentos religiosos e revelou que a estratégia definida para as próximas semanas é prestar “sistematicamente” esclarecimentos à população todas as vezes em que houver acusações feitas com base em “calúnias e difamações”. :: LEIA MAIS »

Operação prende cinco traficantes em Itororó

Cinco traficantes foram presos neste domingo (3) em Itororó.Com eles, a polícia apreendeu 190 ‘pinos’ de crack, 195 gramas de maconha, duas balanças de precisão, um revólver calibre 38, quatro celulares, agendas com nomes de possíveis clientes e R$ 1.100 em dinheiro. Os traficantes eram chefiados por Passífico Bezerra Silva Neto, 28 anos, que fugiu do Complexo Policial de Itapetinga com outros 23 presos em agosto deste ano. A quadrilha foi desarticulada pela 21ª Coordenadoria Regional de Polícia (Coorpin). Foram presos Rafael Aguiar dos Santos, 23, Ali Omar dos Santos Cerqueira, 27, Cilene Oliveira Santos, 22, Adriana de Santana Santos, 28, e um adolescente encaminhado à Delegacia de Atendimento à Infância (DAI).  A operação aconteceu após denúncias anônimas e foi realizada por policiais civis e militares de Itororó e Itapetinga. Os cinco traficavam durante o domingo de eleição. Segundo a polícia, cinco assassinatos em Itororó são atribuídos ao grupo, todos ligados a disputas por pontos de tráfico. Passífico assumiu o comando do tráfico na região após a prisão de outro líder – ele chegou a ser preso acusado de homicídios em Itabuna e Itororó, mas depois que fugiu da prisão começou a executar desafetos e concorrentes.

Brasileiros vão ao Haiti para atuar como voluntários

Caravana com 40 voluntários permanecerá no país por dez dias

 Brasileiros vão ao Haiti para atuar como voluntários

Uma Caravana parte do Brasil rumo ao Haiti em outubro para atuar com voluntários no país. O trabalho é organizado por Missões Mundiais.
A caravana, que é coordenada pelo pastor Marcos Grava, deixa o Brasil no dia 5 de outubro para atuar por cerca de 10 dias no Haiti. O retorno está marcado para 17 de outubro. Dentre as atividades que serão realizadas estão atendimentos médicos, odontológicos e fisioterápicos, atividades esportivas, artísticas e educacionais, intercessão, visitação e capelania.
Segundo o pastor Marcos Grava, o número de voluntários que segue para o Haiti subiu consideravelmente nos últimos dias, após a divulgação mais recente da atual situação no país. De acordo com o coordenador, já são mais de 30 pessoas inscritas; sua pretensão é sair do Brasil com 40 voluntários.
:: LEIA MAIS »

TSE conclui apuração de votos em todo o Brasil

Do G1, em Brasília

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, durante evento sobre o sistema eleitoral brasileiro, nesta segunda-feira (04).
Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE),
Ricardo Lewandowski, nesta segunda-feira (04).
(Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que concluiu nesta segunda-feira (4), às 21h30, a apuração dos votos em todo o Brasil. A proclamação oficial dos resultados, porém, é feita em sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que só deve ocorrer na sessão desta terça-feira (5).

Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) disputarão o segundo turno da eleição presidencial. A petista recebeu 47.651.434 votos, o equivalente a 46,91% dos votos válidos (que exclui brancos e nulos). Serra obteve 33.132.283 votos (32,61% dos votos válidos). Marina Silva (PV) foi a terceira, com 19.636.359 votos (19,33%).

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia