A Tarde

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) está preocupado em relação a possíveis atrasos na eleição deste ano. A extensão territorial do Estado e os testes com a urna biométrica são os dois principais desafios para cumprir a expectativa de finalizar a totalização dos votos até a meia-noite. Em 2006, houve atrasos nos locais de votação e a apuração foi concluída no limite, à meia-noite.

Neste domingo, os 9,5 milhões de eleitores baianos terão que digitar 19 números para escolher seis candidatos. A fim de evitar filas e atrasos, o ideal é que as pessoas passem, em média, um minuto e meio diante da urna. Neste caso, levar uma “pesca” com o número dos candidatos é recomendável.

O turismólogo Jorge Paiva, 56 anos, já está preparado para votar. É claro que ele espera não precisar enfrentar uma fila tão grande quanto a que precisou encarar para retirar a segunda via do título de eleitor na última semana, mas nem esse obstáculo seria capaz de demovê-lo de escolher os candidatos do coração. Por via das dúvidas, o banquinho que o acompanhou no desnecessário esforço para a segunda via do documento vai acompanhá-lo na seção de votação no bairro do Rio Vermelho. “Esse sofrimento vale a pena por causa dos meus candidatos”.