A polícia prendeu na quinta-feira, na zona rural de Cafarnaum (430 km de Salvador), um suspeito de matar a ex-mulher e esconder o corpo às margens da Via Anchieta, em São Paulo. A Justiça paulista já havia decretado um mandado de prisão preventiva contra o azulejista Osni Rodrigues de Jesus, que teria ateado fogo em Jucicleide Oliveira Silva, 26 anos, no dia 5 de setembro.

 Osni teria espancado Jucicleide, mãe de dois filhos, até a morte durante uma briga de casal. Os dois estavam separados, embora convivessem na mesma casa, no bairro Capão Redondo, em São Paulo. O acusado confessou a autoria do homicídio à polícia. Ele disse que, depois de matar a mulher, usou um lençol e um colchão para enrolar o corpo. Em seguida, roubou um carro e transportou a mulher até ocultar o cadáver na rodovia que dá acesso a Santos.

 

Com 3 l de gasolina, Osni teria ateado fogo no corpo da vítima em um matagal às margens da rodovia. Em seguida, teria voltado para casa e alterado o cenário do crime. Três dias depois se apresentou na delegacia do bairro para prestar queixa do desaparecimento da mulher. De acordo com o delegado Fábio Santos, a polícia paulista ainda não encontrou o corpo de Jucicleide. O suspeito foi transferido para São Paulo nesta sexta-feira.

Portal Terra