CORREIO

Já chega a sete o número de corpos encontrados de vítimas de um naufrágio no Lago de Sobradinho, no Rio São Francisco, norte do estado. Segundo informações da Polícia Militar de Pilão Arcado, as novas vítimas são Cauã Ferreira Lacerda, de cinco anos, e um menino identificado apenas como Jackson, também de cinco anos. Ainda na manhã desta segunda-feira, foram encontrados os corpos de Lindines Ferreira Lacerda, de 16 anos, e de Marcos Vinícius Souza Mangueira, de seis anos. Quatro pessoas continuam desaparecidas após o naufrágio da embarcação em que estavam às 16h deste domingo (12) no povoado de Alto Galvão, localizado a 12 quilômetros do centro da cidade de Pilão Arcado.

Um grupo atravessava o lago em uma canoa para pegar um carro que fazia linha para a cidade quando a embarcação virou com 18 pessoas da mesma família. De acordo com a policia civil de Pilão Arcado, as primeiras crianças encontradas mortas foram identificadas como Íris vitória Ferreira Lacerda, de um ano e oito meses; Ézio Carlos Teixeira Lacerda Sobrinho, de dois anos, e um menino de oito anos, Pablo Ferreira Lacerda.

Segundo a Polícia Militar, sete pessoas sobreviveram ao acidente. Dois eram os condutores do barco e outras quatro eram adultas da mesma família e conseguiram salvar uma das crianças.

O motivo do acidente ainda é investigado mas, de acordo com a policia, informações iniciais indicam que ele pode ter acontecido por excesso de passageiros na canoa e pelos fortes ventos que atingiam a região no momento do acidente. De acordo com informações da colônia de pescadores de Pilão Arcado, a embarcação envolvida no acidente é uma “rabeta” que deve ser utilizada para a pesca mas é frequentemente usada para o transporte de pessoas na região de forma irregular.

Segundo a Capitania dos Portos, a rabeta, que tem em media sete metros, tem capacidade de levar apenas três pessoas, mas costuma transportar 18. Segundo a colônia dos pescadores, cerca de 40 pessoas utilizam diariamente a rabeta como meio de transporte na região.

Os corpos das vítimas estão sendo velados na Câmara de Vereadores da cidade. Em Pilão Arcado, não há uma equipe do Corpo de Bombeiros. As buscas estão sendo feitas por moradores da cidade.