Uma comissão formada por 12 integrantes definiu nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, o logo para os Jogos Olímpicos de 2016. O resultado final, porém, ainda precisa de aprovação do COI (Comitê Olímpico Internacional) e será divulgado apenas no dia 31 de dezembro, durante a festa de Réveillon em Copacabana.

O processo seletiva da marca olímpica que será usada pelos próximos seis anos teve início em abril. Após três fases qualificatórias, oito empresas distintas foram escolhidas para apresentar seus projetos no último dia 27.

No total, a comissão que definiu o desenho é formada por 12 integrantes com experiência na criação e aprovação de marcas ou por seu destaque no Movimento Olímpico internacional, conforme explicou o COB (Comitê Olímpico Brasileiro), entre eles Carlos Arthur Nuzman, presidente da entidade e do comitê organizador do Rio-2016, Leonardo Gryner, diretor-geral do comitê, Jeanine Pires, presidente da EMBRATUR, e Theodora Mantzaris, designer e consultora de marcas olímpicas.

“Concluímos um processo histórico dos Jogos Rio-2016”, afirmou Nuzman. “A comissão julgadora trabalhou com profissionalismo, entusiasmo e dedicação. Tenho certeza que a marca será do agrado de todos e terá uma aura de sucesso”.

Cada uma das oito empresas finalistas recebeu R$ 10 mil para desenvolver seus projetos, e a grande campeã será reembolsada com R$ 40 mil pela criação da marca e mais um contrato de seis meses, com possibilidade de renovação, com o comitê Rio-2016 para prestação de serviços de design. Da Folha