A ousadia dos bandidos não tem limites. Em menos de 40 minutos da manhã desta segunda-feira (30) duas agências bancárias da cidade de Condeúba foram assaltadas por um bando de oito assaltantes fortemente armados. O grupo chegou à rua principal onde ficam localizados os bancos e dispararam vários tiros. Naquele momento, por volta das 10h20, três policiais que chegaram ao local foram acuados. A viatura da Polícia Militar foi metralhada pelos bandidos.

Nas ações, três assaltantes adentraram cada agência e obrigaram os clientes a ficarem deitados. Enquanto isso, outros comparsas se comunicavam através de códigos na parte externa dos bancos. Para impedir qualquer ação da vigilância ou polícia, um grupo de clientes foi colocado como barreira de proteção em frente às agências.

Terror psicológico entre funcionários

Nos dois assaltos, os gerentes foram obrigados a abrir o cofre e, no Banco do Brasil, houve pressão psicológica para finalizar a ação, com ameaças de corte dos dedos do gerente.  Enquanto agiam, um vigilante da agência estava imobilizado e o segundo com as armas rendidas.

“O banco havia iniciado o funcionamento poucos minutos antes do incidente, mas já tínhamos idosos, recém-nascidos e empresas utilizando os serviços da agência”, explica um funcionário que prefere não se identificar.

Apavorados, alguns clientes adentraram a área do suporte do BB e foram ameaçados pelos bandidos que deram cerca de quatro tiros dentro da agência.

Ao fim dos assaltos, dois vigilantes do Bradesco e o gerente de módulo do BB foram levados como reféns e libertados a cerca de 15 Km da cidade, sentido Jânio Quadros. Um dos carros utilizados pelo bando, uma Ranger branca, foi encontrada em chamas nas proximidades do local.

O Sindicato dos Bancários foi acionado assim que os assaltos ocorreram e já tomou as devidas providências em relação aos funcionários das duas agências.

Os bancários estão em Campanha Salarial e a Segurança Bancária está na pauta de reivindicações da categoria. “Além do devido acompanhamento psicológico ou psiquiátrico aos bancários, reivindicamos mais investimentos na segurança das agências. É inadmissível que os clientes e trabalhadores fiquem expostos ao medo, apesar dos lucros exorbitantes das instituições financeiras”, explica Delson Coêlho, presidente do sindicato.


Mentor dos crimes estaria preso em Condeúba

A população está assustada, e boatos na cidade dão conta de que o mentor dos dois assaltos seria um bandido, já condenado por este tipo de ação em Minas Gerais e São Paulo, que estava preso na delegacia de Condeúba desde o início do mês.  Há cerca de 20 dias, o indivíduo foi libertado por um grupo fortemente armado que rendeu o guarda municipal que servia de vigia da delegacia. A delegada da cidade também sofreu ameaças pelo bando que libertou o assaltante.

Condeúba fica localizada a 660 Km de Salvador e, assim como a maioria das cidades do interior, dispõe de efetivo policial reduzido e armamento defasado. Em contrapartida, os bandidos dispunham de escopetas, granadas, coquetéis molotov e dois automóveis.

Sindicato dos bancários